QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO NO DISTRITO SANITÁRIO ESPECIAL INDÍGENA (DSEI) GUAMÁ-TOCANTINS, PARÁ, BRASIL

Autores

  • Carlos André Corrêa de Mattos Universidade Federal do Pará
  • Evelyn Suzana Oliveira Abreu Universidade Federal do Pará
  • Smaick Williams Santa Brígida Costa Universidade Federal do Pará

Palavras-chave:

Gestão de pessoas; Administração pública; Gestão da saúde; Estudos organizacionais; Análise multivariada.

Resumo

Reconhecida por atrair e manter talentos, a qualidade de vida no trabalho (QVT) sintetiza aspectos valorizados pelos trabalhadores capazes de exercer forte influência na obtenção dos objetivos organizacionais. Nessa perspectiva, a presente investigação analisou a QVT no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Guamá-Tocantins, localizado na cidade de Belém do Pará, Brasil. Para tanto, foi feita uma survey descritiva, com amostragem não probabilística por tipicidade com 67 dos 117 trabalhadores que formaram o universo de pesquisa. O tratamento de dados foi quantitativo e utilizou análise fatorial exploratória (AFE), estatística descritiva e análise de agrupamentos (AA). A análise fatorial identificou quatro fatores que explicaram 72,50% da variância dos dados, foram eles: “Remuneração e Atendimento da Legislação Trabalhista” (21,26%), “Equilíbrio entre Jornada de Trabalho e Vida Pessoal” (18,81%), “Autonomia e Capacitação para o Trabalho” (17,23%) e “Inserção Social e Imagem Organizacional” (15,20%). As técnicas descritivas mostraram que o fator “Remuneração e Atendimento da Legislação Trabalhista” foi o mais bem avaliado pelos entrevistados e “Autonomia e Capacitação para o Trabalho” o pior. A análise de agrupamentos classificou os entrevistados em três grupos e evidenciou avaliação positiva da qualidade de vida no trabalho para a maioria dos entrevistados, especialmente entre aqueles com maior escolaridade e remuneração. Assim, os achados do estudo mostraram-se capazes de orientar estratégias de gestão de pessoas e fundamentar pesquisas futuras para aprimorar as relações trabalhistas na organização

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos André Corrêa de Mattos, Universidade Federal do Pará

Doutor em Ciências Agrárias (2012) pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e Mestre em Gestão e Desenvolvimento Regional (2008) pela Universidade de Taubaté (Unitau). Cursou MBA em Gestão Empresarial (2004) e Gerenciamento de Projetos (2005) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Bacharel em Administração (2002) pela Universidade da Amazônia (Unama), na trajetória profissional atuou em organizações públicas e privadas. Dentre as áreas de concentração, destacam-se: Gestão de Organizações Públicas, Competitividade, Agronegócio e Organização Agroindustrial. Atualmente é professor da Faculdade de Administração (FAAD) e do Programa de Mestrado em Gestão Pública para o Desenvolvimento (PPGGPD) da Universidade Federal do Pará (UFPa)

Evelyn Suzana Oliveira Abreu, Universidade Federal do Pará

Bacharela em Administração, atualmente trabalha no Distrito Sanitário Especial Indígena Guamá Tocantins, Belém, Pará, Brasil

 

Smaick Williams Santa Brígida Costa, Universidade Federal do Pará

Bacharel em Administração pela Universidade Federal do Pará

Referências

ALMEIDA, D. A.; MATTOS, C.A.C.; ABUD, G.M.B.; SILVA, G. A.; COSTA, N. L. Ocorrência da síndrome de burnout entre aeroportuários: uma investigação multivatiada no aeroporto internacional de Val-de-Cans, Belém do Pará, Brasil. Revista Expectativa, Toledo, v. 17, n. 1, p. 2-27, jan. / jun. 2018.

COSTA, F. J. Mensuração e desenvolvimento de escalas. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2011.

DHAMIJA, P.; GUPTA, S.; BAG, S. Measuring of job satisfaction: the use of quality of work life factors. Benchmarking: an International Journal, v. 26, n. 3, p. 871-892, apr. 2019.

DILLON, W. R.; GOLDSTEIN, M. Multivariate analysis: methods and applications. New York: John Wiley & Sons, 1984.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. L.; CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para a tomada de decisão. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2014.

HAIR, J. F. Jr; BLACK, W. C.; BABIN, J.; ANDRESON, R. E.; TATHAM, R. L. Análise multivariada de dados. São Paulo: Bookman, 2009.

HERMAWATI, A.; SHUERMIN; PUJI, R. The transglobal leadership-based strategy of MSMEs performance optimization of Malang Raya and the implementation of quality of work life. Research Journal of Textile and Apparel, v. 23, n. 1, p. 38-57, mar. 2019.

HUANG, H.; ZHANG, H.; XIE, Y.; WANG, S.; CUI, H.; LI, L.; SHAO, H.; GENG, Q. Effect of balint group training on burnout and quality of work life among intensive care nurses: a randomized controlled trial. Neurology, Psychiatry and Brain Reserach, v. 35, p. 16-21, feb. 2020.

JAHANSHAHI, A. A.; DEHGHANI, A. Anomie at public organizations: how can the quality of work life help? Journal of Public Affairs, Online First, p. 1-9, jul. 2019. DOI: <https://doi.org/10.1002/pa.1995>.

JAIN, Y.; THOMAS, R. A study on quality of work life among the employees of leading pharmaceuticals limited company of Vadodara district. International Journal of Applied Research, v. 5, n. 2, p. 926-934, mai. / jun. 2016.

KJELDSEN, A. M.; HANSEN, J. R. Sector differences in the public service motivation-job satisfaction relationship: exploring the role organizational characteristics. Review of Public Personnel Administration, v. 38, n.1, p. 24-48, mar. 2018.

KLEIN, F. A.; MASCARENHAS, A. O. Motivação, satisfação profissional e evasão no serviço público: o caso da carreira de especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental. Revista de Administração Pública, v. 50, n. 1, p. 17-39, 2016.

KLEIN, L. L.; LEMOS, R. B.; PEREIRA, B. A. D.; BELTRAME, G. Qualidade de vida no serviço público: uma avaliação em uma instituição de ensino superior. REAd, Porto Alegre, v. 23, n. especial, p. 317-344, dez. 2017.

KLEIN, L.; PEREIRA, B. A. D.; LEMOS, R. B. Qualidade de vida no trabalho: parâmetros e avaliação no serviço público. Revista de Administração da Mackenzie, v. 20, n. 3, p. 1-35, jun. 2019.

KOETZ, L.; REMPEL, C.; PÉRICO, E. Qualidade de vida de professores de Instituições de Ensino Superior Comunitárias do Rio Grande do Sul. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 18, n.4, p. 1019-1028, 2013.

LONGO, F. Mérito e flexibilidade: gestão das pessoas no setor público. São Paulo: Fundap, 2007.

MARÔCO, J. Análise estatística com SPSS Statistics. Pêro pinheiro: Reportnumber, 2014.

MATTOS, C. A. C.; COSTA, N. L.; LAURINHO, I. S.; DIAS, L. N. S. Os fatores que influenciam no clima organizacional em instituições federais de ensino superior: uma investigação em Belém do Pará, Brasil. Revista Gual, Florianópolis, v. 12, n, 1, p. 25 - 48, jan. / abr. 2019.

MATTOS, C.A.C.; DAMASCENO, V. B.; GAMA, M. C. F.; SIMÃO, C.S.; COSTA, N. L. Qualidade de vida no trabalho: uma investigação multivariada entre docentes. RAUnp, v. 10, n. 1, p. 77-91, jun. / nov. 2017.

MEBARKI, B.; FOUATIH, M. E. A. A.; MOKDAD, M. Quality of work life and differences in demographic characteristics among managerial staff in Algerian tertiary sector. Work, v. 62, n.3, p. 435-442, mar. 2019.

MILHOME, J. C.; ROWE, D. E. O.; DOS-SANTOS, M. G. Existem relações entre qualidade de vida no trabalho, comprometimento organizacional e entrincheiramento organizacional? Revista Contextus, Fortaleza, v. 16, n. 3, p. 232-252, set. /dez. 2018.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria Especial de Saúde Indígena. Disponível em <https://www.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/secretaria-sesai>. Acesso em: 17 abr. 2020.

NASCIMENTO, L. F.; PESSOA, R. W. A. Qualidade de vida no trabalho: uma questão de responsabilidade social. REAd, Porto Alegre, v. 13, n. 3, p. 587-611, set./dez. 2007.

NAYEEM, M. A.; TRIPATHY, M. R. Work-life balance among teacher of techinical institutions. The Journal of Industrial Relations, v. 47, n. 4, p. 724-736, apr. 2012.

NOGUEIRA, L. S.; SOUSA, R. M. C.; GUEDES, E. S.; SANTOS, M. A.; TURRINI, R. N. T.; CRUZ, D. A. L. M. Burnout e ambiente de trabalho de enfermeiros em instituições públicas de saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 71, n. 2, p. 358-365, mar. / abr. 2018.

RAEISSI, P.; RAJABI, M.R.; AHMADIZADEH, E.; RAJABKHAN, K.; KAKEMAM, E. Quality of work life and factors associated with it among nurses in public hospitals, Iran. Journal of the Egyptian Public Heath Association, v. 25, n. 25, p. 1-8, p. nov. 019..

RIBA, C.; BALLART, X. La motivación para el servicio público de los altos funcionários españoles: medida y efectos. Revista Española de Investigaciones Sociológicas, v. 154, p. 65-82, abr./jun. 2016.

RUEDA, F. J. M.; OTTATI, F.; PINTO, L. P.; LIMA, T. H.; BUENO, J. M. P. Construção e validação de uma escala de avaliação da qualidade de vida no trabalho. Avaliação Psicológica, v. 12, n. 1, p. 43-50, abr. 2013.

SAUERBRONN, J. F. R.; LODI, M. D. F. Construção da imagem institucional do Poder Judiciário: uma análise baseada nas campanhas publicitárias do Conselho Nacional de Justiça. Cadernos EBAPE.BR, v. 10, n. 4, p. 925-945, dez. 2012.

SINVAL, J.; SIRGY, M. J.; LEE, D.; MARÔCO, J. The quality of work life scale: validity evidence from Brazil and Portugal. Applied Research in Quality of Life, Online First, p. 1-29, jun. 2019. DOI: <https://doi.org/10.1007/s11482-019-09730-3>.

SUBBARAYALU, A. V.; KUWAITI, A. Quality of work life of teaching staff working at a higher education institution in Saudi Arabia: a cross-sectional study. Journal of Social Service Research, v.45, n. 4, p. 51-75, set. 2018.

TIMOSSI, L. S.; FRANCISCO, A. C.; SANTOS JUNIOR, G.; XAVIER, A. A. P. Análise da qualidade de vida no trabalho de colaboradores com diferentes níveis de instrução através de uma análise de correlações. Produção, São Paulo, v. 20, n. 3, p. 471-480, jul. /set. 2010

VASCONCELOS, A. F. Qualidade de vida no trabalho: origem, evolução e perspectivas. Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, v. 8, n.1, p. 23-35 jan. /mar. 2001.

VASCONCELOS, P. H.; ALVES, C. E. L.; SANTOS, S. F. M.; FRANCISCO, A. C. Qualidade de vida no trabalho docente: um estudo de caso em uma instituição de ensino superior. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 79-97, abr. / jun. 2012.

VIDAL-BLANCO, G.; OLIVER, A.; GALIANA, L.; SANSÓ, N. Quality of work life and self-care in nurse staff with high emotional demand. Enfermería Clínica, v. 29, n. 3, p. 186-194, may-jun. 2019.

WALTON, R.E. Quality of working life: what is it? Sloan Management Review, Cambridge, v. 15, n. 1, p. 11-21, 1973.

Downloads

Publicado

2021-07-06

Como Citar

Mattos, C. A. C. de, Oliveira Abreu, E. S., & Santa Brígida Costa, S. W. (2021). QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO NO DISTRITO SANITÁRIO ESPECIAL INDÍGENA (DSEI) GUAMÁ-TOCANTINS, PARÁ, BRASIL. Colloquium Socialis. ISSN: 2526-7035, 5(1), 33–45. Recuperado de https://revistas.unoeste.br/index.php/cs/article/view/3782