A PARTICIPAÇÃO FEMININA NOS CURSOS DE COMPUTAÇÃO DO ESTADO DO PARÁ: AVANÇOS E DESAFIOS

Autores

  • Mônica Sousa Silva Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Aleksandra Socorro Silva Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Silvana Rossy Brito Universidade Federal Rural da Amazônia

Palavras-chave:

Mulheres, Empoderamento, Tecnologia da Informação.

Resumo

Este artigo, através de questionários estruturados, realiza uma análise das respostas dos(as) discentes com respeito à diferentes aspectos, sob a ótica do gênero do discente: motivos para a seleção do curso, nível de satisfação e desmotivação com o curso, influência dos grupos de disciplinas que levaram à desmotivação, dificuldade de aprendizado com as disciplinas de algoritmos e programação, motivos para permanecer no curso, dentre outros. A metodologia envolve três etapas: análise das respostas dos(as) discentes nos questionários; estudo da associação entre as respostas dos(as) discentes; e, entrevistas com discentes. Como resultados, foram encontradas participações significativamente menores das mulheres nos cursos analisados e associação significativa entre inibição e dificuldade de aprendizado relatadas. Embora o estudo aponte que há pouca influência do sexo do(a) discente nos aspectos de inibição, dificuldade de aprendizado e desmotivação, os relatos dos estudantes apontam para a necessidade de iniciativas, programas e ações que incentivam a participação feminina nesses cursos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-02-11

Como Citar

Silva, M. S., Silva, A. S., & Brito, S. R. (2017). A PARTICIPAÇÃO FEMININA NOS CURSOS DE COMPUTAÇÃO DO ESTADO DO PARÁ: AVANÇOS E DESAFIOS. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 9(1), 01–13. Recuperado de https://revistas.unoeste.br/index.php/ce/article/view/1594

Edição

Seção

Artigos Originais