A RELEVÂNCIA DO TREINAMENTO FUNCIONAL PARA AS CAPACIDADES FÍSICAS, FUNCIONAIS E ASPECTOS DA SAÚDE DE IDOSOS

Autores

  • Renan Vinícius Guioti Universidade Paulista
  • Anderson Dos Santos Carvalho Universidade Paulista
  • Jair Rodrigues Garcia Júnior Universidade do Oeste Paulista
  • Gabriela Blasquez Shigaki Universidade Paulista
  • Leonardo Santos Lopes Da Silva Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto - EEFERP/USP
  • Guanis De Barros Vilela Júnior Universidade Metodista de Piracicaba
  • Pedro Pugliesi Abdalla Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP/USP

Palavras-chave:

envelhecimento, idosos, qualidade de vida, treinamento funcional, treinamento multicomponente

Resumo

Há evidências de que o Treinamento Funcional (TF) melhora as capacidades funcionais, físicas e de saúde em idosos. Todavia, nenhum estudo de revisão agrupou essas informações. O objetivo foi descrever a relevância do TF para manutenção e melhoria das capacidades funcionais, físicas e de saúde em idosos. Tratou-se de um estudo de revisão narrativa de cunho qualitativo. O TF melhora as capacidades funcionais (mobilidade, equilíbrio nas atividades básicas e instrumentais da vida diária) e físicas de idosos. Em idosos com doenças crônicas, e.g., hipertensão arterial, diabetes e câncer, o TF também auxilia como terapia complementar para melhora de parâmetros hemodinâmicos, do controle metabólico e da qualidade de vida. Essa modalidade de exercício físico também atua como terapia preventiva para problemas cardiovasculares. Conclui-se que o TF é uma alternativa de exercício físico para ser utilizado pelos Profissionais de Educação Física de comprovada eficiência para aspectos da saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-03-24

Como Citar

Vinícius Guioti, R., Dos Santos Carvalho, A., Rodrigues Garcia Júnior, J., Blasquez Shigaki, G., Santos Lopes Da Silva, L., De Barros Vilela Júnior, G., & Pugliesi Abdalla, P. (2022). A RELEVÂNCIA DO TREINAMENTO FUNCIONAL PARA AS CAPACIDADES FÍSICAS, FUNCIONAIS E ASPECTOS DA SAÚDE DE IDOSOS. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 13(2), 74–89. Recuperado de https://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/4048