OCORRÊNCIA DE LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA NA REGIÃO DOS PARQUES ESTADUAIS AGUAPEÍ E RIO DO PEIXE/SP

Autores

  • Natália Poiani Henriques
  • Lourdes Aparecida Zampieri D’ Andrea
  • Raul Borges Guimarães

Palavras-chave:

Leishmaniose Tegumentar Americana, Leishmania, flebotomíneos, ocorrência, geografia da saúde

Resumo

As leishmanioses são zoonoses parasitárias transmitidas pela picada de flebotomíneos contaminados por protozoários da família Trypanosomatidae, do gênero Leishmania. A Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) é uma das formas da doença que possui ampla distribuição na América Latina. O objetivo deste estudo foi analisar a ocorrência da LTA nos municípios que compõem os Parques Estaduais do Aguapeí (PEA) e do Rio do Peixe (PERP), Estado São Paulo/Brasil. Para tanto, realizou-se um levantamento dos casos confirmados de LTA na região junto ao Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE-SES-SP), de 1998 a 2012. Foram notificados 20 casos de LTA na área do PEA e 47 casos nos municípios do PERP, com maior incidência em Dracena. A ocorrência e o aumento da incidência de casos de LTA constatados na área de estudo relacionam-se às transformações ambientais e ao processo de adaptação dos flebotomíneos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-11-22

Como Citar

Poiani Henriques, N., Aparecida Zampieri D’ Andrea, L., & Borges Guimarães, R. (2016). OCORRÊNCIA DE LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA NA REGIÃO DOS PARQUES ESTADUAIS AGUAPEÍ E RIO DO PEIXE/SP. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 8(1), 32–38. Recuperado de https://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1540

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)