RELAÇÕES ENTRE CLIMA ESCOLAR, DESEMPENHO ESCOLAR E DESENVOLVIMENTO DE VALORES: ANÁLISE DA LITERATURA

Autores

  • Claudiele Carla Marques Silva Secretaria Municipal de Educação / E. M. Padre Emílio Becker
  • Maria Suzana de Stefano Menin UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO – UNESP

Palavras-chave:

Índice de Clima escolar, Escala de desempenho, Desenvolvimento dos valores éticos

Resumo

O artigo é um recorte da pesquisa de doutorado intitulada “Relações entre ambiente sociomoral, desempenho escolar e perspectiva social em julgamento moral: análises em escolas públicas” e objetiva apresentar e discutir as relações que são estabelecidas entre o ambiente sociomoral da escola, desempenho escolar dos alunos e o desenvolvimento de valores morais de acordo com a literatura da área. Para atender os objetivos propostos, esta pesquisa é predominantemente qualitativa, tendo em vista a complexidade do fenômeno estudado. O clima escolar refere-se às percepções vivenciadas e experimentadas pelos membros que constituem a escola e configura-se como características mais duradouras, capaz de determinar certa estabilidade a essas percepções e, por esse motivo, concede a esse espaço uma identidade própria que o distingue de outros ambientes parecidos. As pesquisas analisadas evidenciam que o clima da escola tem uma intensa ligação com o rendimento escolar dos estudantes e o desenvolvimento pessoal e social, pois os alunos são sensíveis ao ambiente da escola, e esse ambiente não só influencia o seu comportamento e adaptação, mas também a sua aprendizagem no próprio ambiente. Além disso, o clima escolar positivo, influencia a forma como os professores se sentem na escola, como eles ensinam e a permanência na mesma instituição. Ou seja, as pesquisas indicam que o clima escolar aumenta ou minimiza a exaustão emocional e sentimentos de baixa realização pessoal dos professores, tendo impacto direto e indireto no desempenho escolar dos alunos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

ALVES, Alda Judith. O planejamento de pesquisas qualitativas em educação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 1, n. 77, p. 53-61, maio 1991. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/1042. Acesso em: 17 out. 2013.

ARAÚJO, Ulisses Ferreira. Escola, democracia e a construção de personalidades morais. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.26, n.2, p. 91-107, jul./dez. 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/c7PhNdmDk6bvpbtmN9NjWGD/. Acesso em 02 mar. 2013.

ARAÚJO, Ulisses Ferreira. O ambiente escolar e o desenvolvimento do juízo moral infantil. In: MACEDO, Lino (org). Cinco estudos de educação moral. 1 ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1996. p. 101-132.

ARAÚJO, Ulisses Ferreira. Um estudo da relação entre o ambiente cooperativo e o julgamento moral na criança. 1993. 194 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1993.

BIAGGIO, Rejane Cristina. Família, Socialização e Educação dos Filhos. In: BAGGIO, Rejane Cristina (org.). Desempenho escolar e variáveis do contexto familiar. Campinas, SP: SBU. Unicamp. 2010, p. 19-30.

BRANDÃO, Zilda. A produção das elites escolares: escolas, famílias e cultura. Caderno CRH, Salvador, v. 20, n. 49, p. 15-22, jan./abr. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-49792007000100002. Acesso em: 4 jun. 2014. https://doi.org/10.1590/S0103-49792007000100002.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais; terceiro e quarto ciclo: apresentação dos temas transversais – ÉTICA. Brasília: MEC, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/introducao.pdf. Acesso em 12 jul. 2013.

BRITO, Márcia Souza Terra; COSTA, Márcio. Práticas e percepções docentes e suas relações com o prestígio e clima escolar das escolas públicas do município do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 15, n. 45, p. 500-501, set./dez. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/BL6jQRnYxgJCQFdMyztgbSL/. Acesso em 20 abr. 2020. https://doi.org/10.1590/S1413-24782010000300008.

CAMPOS, Maria. Malta (org.). Consulta sobre qualidade da educação na escola: relatório técnico final. São Paulo: Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Fundação Carlos Chagas, 2002. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/textosfcc/issue/view/240. Acesso em 18 fev. 2019.

CASASSUS, Juan. A escola e a desigualdade. Brasília, DF: Plano, 2002. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/525. Acesso em: 17 set. 2020. https://doi.org/10.3102/0013189X09357619.

CEPAL. Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe. Financiamiento y gestión de la educación en América Latina y el Caribe. San Juan, Puerto Rico: UNESCO, 2004. Disponível em: https://repositorio.cepal.org/bitstream/handle/11362/13065/S046463_es.pdf. Acesso em 07 dez. 2020.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia científica. 6 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

COSTA, Messias. O rendimento escolar no Brasil e a experiência de outros países. São Paulo: Loyola, 1990.

DEVRIES, Rheta; ZAN, Betty Batista. A ética na educação infantil. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

DYNARSKI, Mark; CLARKE, Linda, COBB, Brian; FINN, Jeremy; RUMBERGER, Russel; SMINK, Jay. Dropout prevention: A practice guide. Washington, DC: National Center for Education Evaluation and Regional Assistance, Institute of Education Sciences, U.S. Department of Education, 2008. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=ED502502. Acesso em: 27 mar. 2013.

ECCLES Jason. Development during adolescence. The impact of stage-environment fit on young adolescents' experiences in schools and in families. Am Psychol, v. 48, n. 2, p. 90 – 101, fev. 1993. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/8442578/. Acesso em 06 dez. 2021. https://doi.org/10.1037//0003-066X.48.2.90.

FRICK, Loriane T. As relações entre os conflitos interpessoais e o bullying: um estudo nos anos iniciais do ensino fundamental de duas escolas públicas. 2011, 195 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2011. Disponível em: http://www2.fct.unesp.br/pos/educacao/teses/2011/loriane.pdf. Acesso em: 3 set. 2014.

GOERGEN, Pedro. Educação e valores no mundo contemporâneo. Educação e Sociedade. Campinas, v. 26, n. 92, out. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v26n92/v26n92a13.pdf. Acesso em: 10 jun. 2023. https://doi.org/10.1590/S0101-73302005000300013.

GUIMARÃES, Sueli Regina. A organização da escola e da sala de aula como determinante da motivação intrínseca e da meta aprender. In: BORUCHOVITCH, Evely; BZUNECK José Aloyseo. (org.) A motivação do aluno: contribuições da psicologia contemporânea. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004. p. 78-95.

HADJI, Charles. Avaliação desmistificada. Porto Alegre: Artmed, 2001.

JARES, Xesús. Educar para a verdade e para a esperança: em tempos de globalização, guerra preventiva e terrorismos. Porto Alegre: Artmed, 2005.

JESUS, Girlene Ribeiro; LAROS, Jacob Arie. Eficácia escolar: regressão multinível com dados de avaliação em larga escala. Avaliação em Psicologia [online], Campinas, v. 3, n. 2, p. 93-106, 2004. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/avp/v3n2/v3n2a04.pdf. Acesso em: 27 mar. 2014.

LA TAILLE, Yves de. Formação ética: do tédio ao respeito de si. Porto Alegre: Artmed, 2009.

LA TAILLE, Yves de; MENIN, Maria Suzana Stefano. (orgs). Crise de valores ou valores em crise? Porto Alegre: Artmed, 2009.

LIMA, Lícinio. A “escola” como categoria na pesquisa em educação. Revista Educação Unisinos. v. 12 n. 2 p. 82-88, 2008. Disponível em: https://revistas.unisinos.br/index.php/educacao/article/view/5310/2557. Acesso em 24 fev. 2024.

MACHADO, Ana Luiza; FROEMEL, Juan Enrique; MELLA, Orlando; CUSATO, Sandra; PALAFOX, Juan Carlos. Qualitative study of schools with outstanding results in seven Latin American countries. Santiago, Chile: UNESCO, Latin American Laboratory for Assessment of the Quality of Education, 2002. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000131037. Acesso em 23 dez. 2020.

MATOS, Margarida Gaspar; CARVALHOSA, Suzana Fonseca. Saúde mental e mal estar físico na idade escolar. Aventura Social e Saúde, Lisboa, v. 3, n. 1, 2001. Disponível em: https://docplayer.com.br/15877836-Saude-mental-e-mal-estar-fisico-na-idade-escolar.html. Acesso em: 02 fev. 2014.

MAZZOTTI, Ana. O “aluno da escola pública”: o que dizem as professoras. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 87, n. 217, p. 349-369, 2006. Disponível em: http://rbep.inep.gov.br/index.php/rbep/article/view/809/784. Acesso em: 18 set. 2013. https://doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.87i217.809.

MENEZES-FILHO, Naércio Aquino. Os determinantes do desempenho escolar do Brasil. São Paulo: IFB. 2007. Disponível em: https://repositorio.usp.br/item/001624821. Acesso em: 26 mar. 2024.

MENIN, Maria Suzana De Stefano. Valores na escola. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 91-100, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v28n1/11657.pdf. Acesso em: 08 jun. 2011. https://doi.org/10.1590/S1517-97022002000100006.

PEREIRA, Fátima; MOURAZ, Ana. Crise da educação escolar e percepções dos professores sobre o seu trabalho: identidade profissional e clima de escola em análise. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 31, n. 1, p. 115-138, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edur/a/LQsfXY496NRVLQPfRFSmgWm/. Acesso em 01 jun. 2020. https://doi.org/10.1590/0102-4698129348.

PIAGET, Jean. O juízo moral na criança. 2. ed. São Paulo: Summus, 1994.

PIANTA, Robert; MICHAEL, Stephen Steinberg; KRISTEN, Rollins. The first two years of school: Teacher–child relationships and deflections in children’s classroom adjustment. Development and Psychopathology, v. 7, n. 295-312, p. 1995. Disponível em: https://www.cambridge.org/core/journals/development-and-psychopathology/article/abs/first-two-years-of-school-teacherchild-relationships-and-deflections-in-childrens-classroom-adjustment/6DF6FAFBC8F56E6ECDC726CFD9827603 Acesso em: 10 jan. 2022. https://doi.org/10.1017/S0954579400006519.

RAMOS, Adriana Melo. As relações interpessoais em classes difíceis e não difíceis do ensino fundamental II: um olhar construtivista. 2013. 298 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000906017. Acesso em: 28 maio 2014.

ROSENTHAL, Robert; JACOBSON, Lenore. Pygmalion in the Classroom. New York: Holt, Rinehart e Winston, 1968.

THAPA, Albert; DARY, Tyler; PICKERAl, Tucson. School climate research summary. 3 ed. New York: National School Climate Center, 2012. Disponível em: http://www.schoolclimate.org/climate/documents/policy/sc-brief-v3.pdf. Acesso em: 10 jun. 2014.

THIÉBAUD, Michael. Climat Scolaire, 2005, p. 1-6. Disponível em: https://docplayer.fr/3281816-Climat-scolaire-marc-thiebaud-mars-2005.html Acessado em 26 fev. 2024.

TOGNETTA, Lucilene Regina Paulino. A construção da solidariedade e a educação do sentimento na escola: uma proposta de trabalho com as virtudes numa visão construtivista. Campinas: Mercado de Letras, 2003.

TOGNETTA, Lucilene Regina Paulino; VINHA, Telma. Quando a escola é democrática: um olhar sobre a prática das regras e assembleias na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2007.

VICENTIN, Vanessa Fagionatto. Condições de vida e estilos de resolução de conflitos em adolescentes. 2009, 223 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-11122009-154111/pt-br.php. Acesso em 20 abr. 2020.

VINHA, Telma. Os conflitos interpessoais na relação educativa. 2003, 426 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Campinas, 2003. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000295335. Acesso em: 10 jan. 2011. https://doi.org/10.18222/eae.v27i64.3747.

VINHA, Telma; MORAIS, Alessandra; TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; AZZI, Roberta Gurgel; ARAGÃO, Ana Maria Falcão; MARQUES, Carolina de Aragão Escher; SILVA, Lívia Maria Ferreira; MORO, Adriano; VIVALDI, Flávia Maria de Campos; RAMOS, Adriana de Melo; OLIVEIRA, Mariana Tavares Almeida; BOZZA, Thais Cristina Leite. O clima escolar e a convivência respeitosa nas instituições educativa. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 27, n. 64, p. 96 – 127, 2016. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/eae/article/view/3747. Acesso em: 01 dez. 2016.

WILLMS, Jon. Douglas; SOMERS, Marie André. Family, classroom, and school effects on children’s educational outcomes in Latin America. International. Journal of School Effectiveness and Improvement. v. 12, n.4, p. 409-445, 2000. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1076/sesi.12.4.409.3445. Acesso em: 15 mar. 2020. https://doi.org/10.1076/sesi.12.4.409.3445.

WOESSMAN, Ludger. Why students in some countries do better. Stanford: Hoover Institution, 2001. Disponível em: https://education-consumers.org/students-countries-better/. Acesso em: 24 mai. 2015.

Downloads

Publicado

2024-03-28

Como Citar

RELAÇÕES ENTRE CLIMA ESCOLAR, DESEMPENHO ESCOLAR E DESENVOLVIMENTO DE VALORES: ANÁLISE DA LITERATURA. (2024). Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 21(1), 1-15, e244777. https://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/4777

Artigos Semelhantes

1-10 de 567

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 > >>