PRÁTICAS COLABORATIVAS COMO PROPOSTA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL: REVISÃO SISTEMÁTICA SOBRE FORMAÇÃO DOCENTE

Autores

  • Ana Elisa Millan Universidade Federal de São Carlos, Doutoranda no Programa de pós-graduação em Educação Especial, Mestra em Educação Especial. https://orcid.org/0000-0001-5046-1874
  • Adriana Corrêa Bueno Universidade Federal de São Carlos, Programa de pós-graduação em Educação Especial, Mestranda em Educação Especial. https://orcid.org/0000-0003-0275-0350
  • Michelle Roberta Pavão Universidade Federal de São Carlos, Doutoranda no Programa de pós-graduação em Educação Especial, Mestra em Educação Especial. https://orcid.org/0000-0003-4136-8701
  • Carla Ariela Rios Vilaronga Instituto Federal de São Paulo (Sorocaba), Docente colaboradora do Programa de Pós Graduação em Educação Especial Universidade Federal de São Carlos, Brasil https://orcid.org/0000-0001-6050-2369

DOI:

https://doi.org/10.5747/ch.2023.v20.h558

Palavras-chave:

Colaboração, Formação de professores, Educação Especial

Resumo

Considerando que a colaboração é uma ferramenta importante para o ensino, o objetivo deste estudo é compreender o conhecimento científico sobre oportunidades de formação de professores voltadas para práticas colaborativas no ambiente escolar. Trata-se de uma pesquisa de revisão sistemática da literatura que utilizou-se como plataforma de dados, a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), considerando todos os trabalhos em português, disponíveis até outubro de 2022. Foram encontrados 45 estudos, sendo 24 dissertações e 21 teses desenvolvidas em programas de pós-graduação voltados para a área de Educação e Educação Especial no Brasil. Considerou-se relevante analisar os seguintes componentes para conhecer detalhadamente as pesquisas selecionadas: ano, tese ou dissertação, método, participantes, caracterização dos estudantes envolvidos nas pesquisas, e caracterização das ações de formação propostas aos professores participantes. Como resultado, consideramos que os trabalhos apontam que as formações voltadas para práticas colaborativas favoreceram as atuações docentes com os estudantes PAEE melhorando o ensino para todos, mas observamos que os estudos mostraram limitações relacionadas à falta de recursos humanos e tempo coletivo entre os profissionais para desenvolverem e estabelecerem o trabalho conjunto, necessidade de formação continuada aos professores.

 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

ALCÂNTARA. J. N. A formação continuada de professores na perspectiva da educação inclusiva: desvelando os fios da trama. 2014. 231f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe,São Cristóvão, 2014. Disponível em: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4659. Acesso em: 9 maio 2023.

ALENCAR, E. M. L. S.; FLEITH, D. S. Superdotados: determinantes, educação e ajustamento. 2. ed. São Paulo: EPU, 2001.

ALMEIDA, M. L. A prática pedagógica na educação especial: a contribuição da pesquisa-ação. Revista Faculdade Cenecista de Vila Velha (FACEVV), Vila Velha, n. 6, p. 105-122, 2011.

ALVES, M.; GUARESCHI, T.; SILUK, A. C. P. Compreendendo o Atendimento Educacional Especializado (AEE). In: SILUK, A. C. P. Formação de professores para o atendimento educacional especializado. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2011, p. 31-60.

ARARUNA, M. R. Articulação entre o professor do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e o professor do ensino comum: um estudo das perspectivas do trabalho colaborativo em duas escolas municipais de Fortaleza - UFC. 2018. 198f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39664. Acesso em: 2 maio 2023.

AZEVEDO, T. H. S. Entre o específico e o indissociável: formação docente e ensino colaborativo para a inclusão escolar. 2020. 158f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2020. Disponível em: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/14784. Acesso em: 2 maio 2023.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 1. ed. São Paulo, 2016.

BRASIL. Constituição. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 13 maio 2023.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Casa Civil, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 13 maio 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CEB nº 2, de 11 de setembro de 2001. Institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Brasília: MEC, 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0201.pdf. Acesso em: 13 maio 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CP nº 1, de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para oCurso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Brasília: MEC, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acesso em: 13 maio 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC, 2008. Disponível em:http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 22 mar. 2023.

BRASIL.Presidência da República. Lei n. 13.146, de 6 de julho de 2015.Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília, DF: Casa Civil, 2015. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 23 mar. 2023.

BRAUN. P. Uma intervenção colaborativa sobre os processos de ensino e aprendizagem do aluno com deficiência intelectual. 2012. 365f. Tese (Doutorado em Educação) -Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012. Disponível em:http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/10337. Acesso em: 9 maio 2023.

BUENO, J. G. S. Educação especial brasileira: integração/segregação do aluno diferente. São Paulo: EDUC/PUC. 1993.

BUENO, M. B. Educação de jovens e adultos: formação continuada colaborativa entre professores da sala comum e da educação especial. 2019. 143f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2019. Disponível em:https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/11076. Acesso em: 9 maio 2023.

CAMPOS, D. M. F. Formação continuada na perspectiva da consultoria colaborativa: contribuições no contexto da inclusão escolar. 2018. 169f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2018. Disponível em: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8462. Acesso em: 2 maio 2023.

CAPELLINI, V. L. M. F. Avaliação das possibilidades do ensino colaborativo no processo de inclusão escolar do aluno com deficiência mental. 2004. 302f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2004. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2921. Acesso em: 2 maio 2023.

CAPELLINI, V. L. M. S.; ZERBATO, A. P. O que é ensino colaborativo? São Paulo: Edicon, 2019.

COOK, L.; FRIEND, M. Co-teaching: Guidelines for creating effective practices. Focus on exceptional children, v. 28, n. 3, p. 1-16, nov., 1995. Disponível em: https://journals.ku.edu/focusXchild/article/view/6852/6204. Acesso em: 14 maio 2023.

COSTA, A. B.; ZOLTOWSKI, A. P. C. Como escrever um artigo de revisão sistemática. In: KOLLER, S. H.; COUTO, M. C. P. P.; HOHENDORFF, J. V. Manual de produção científica. Porto Alegre: Penso, 2014, p. 55-70.

DOUNIS, A. B. Rede de apoio à inclusão escolar de uma estudante com paralisia cerebral: mediações de um processo colaborativo. 2019. 321f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019. Disponível em: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/6887. Acesso em: 2 maio 2023.

FERREIRA, R. A. Trabalho colaborativo na educação física escolar: estratégias para a formação de professores e inclusão. 2016. 169f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Presidente Prudente, 2016. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/148798. Acesso em: 2 maio 2023.

FONSECA, K. A. Análise de adequações curriculares no ensino fundamental: subsídios para programas de pesquisa colaborativa na formação de professores. 2011. 123f. Dissertação (Mestrado em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências, Bauru, 2011. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/97506. Acesso em: 9 maio 2023.

FRANÇA. F. A. A formação docente em química para a inclusão escolar: a experimentação com alunos com deficiência visual. 2018. 118f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018. Disponível em:http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8884. Acesso em: 9 maio 2023.

FRANCO, M. A. S. Pedagogia da pesquisa-ação. Educação e pesquisa, v. 31, p. 483-502, 2005.DOI https://doi.org/10.1590/S1517-97022005000300011.

FREITAS, A. O. Atuação do professor de apoio à inclusão e os indicadores de ensino colaborativo em Goiás. 2013. 123f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2013. Disponível em: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3105. Acesso em: 2 maio 2023.

GODOY, S. A. Processo de intervenção junto à professora de geografia e professoras especialistas para favorecer a aprendizagem de uma aluna com surdocegueira: uma pesquisa colaborativa. 2015. 174f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2015. Disponível em:http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000204582. Acesso em: 9 maio 2023.

JESUS, D. M.; BORGES, C. S. Formação inicial de professores na perspectiva inclusiva: quais os desenhos? In: OLIVEIRA, A. A. S.; FONSECA, K. A.; REIS, M. R. (eds.) Formação de professores e práticas educacionais inclusivas. Curitiba: CRV, 2018, p. 29-42.

KASSAR, M. C. M. Educação especial na perspectiva da educação inclusiva: desafios da implantação de uma política nacional.Educar em revista, n. 41, p. 61-79, jul/set., 2011. Disponível em:https://www.scielo.br/j/er/a/y6FM5GNKBkjzTNB48zV4zNs/?format=pdf. Acesso em: 13 maio 2023.

LINDE, K.; WILLICH, S. N. How objective are systematic reviews? Differences between reviews on complementary medicine. Journal of the royal society of medicine, v. 96, n. 1, p. 17-22, 2003. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/12519797/. Acesso em: 13 maio 2023.

LOURENÇO, G. F. Avaliação de um programa de formação sobre recursos de alta tecnologia assistiva e escolarização. 2012. 258f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2892?show=full. Acesso em: 9 maio 2023.

MACHADO, M. L. S. O Trabalho docente colaborativo na perspectiva da educação inclusiva. 2019. 168f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ensino) - Universidade Federal do Pampa, Bagé, 2019. Disponível em: https://dspace.unipampa.edu.br/handle/riu/4746. Acesso em: 9 maio 2023.

MARTINELLI, J. A. Trabalho colaborativo entre uma professora especialista e professores do ensino comum para inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais. 2016. 154f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2016. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000210452. Acesso em: 2 maio 2023.

MEDEIROS, P. C. V. B. Atendimento educacional especializado: uma proposta de ações no Ensino de Ciências para o professor especialista. 2018. 209f. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências) - Universidade de Brasília, Brasília, 2018. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/33277. Acesso em: 14 maio 2023.

MELO, E. S.Ações colaborativas em contexto escolar: desafios e possibilidades do ensino de química para alunos com deficiência visual. 2013. 139f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3137. Acesso em: 2 maio 2023.

MENDES, E. G. Inclusão marco zero: começando pelas creches. Araraquara: Junqueira e Marin Editores, 2010.

MENDES, E. G.; VILARONGA, C. A. R.; ZERBATO, A. P. Ensino colaborativo como apoio à inclusão escolar: unindo esforços entre educação comum e especial. São Carlos: EdUFSCar, 2014.

MENDES, M. T. S. Ensino colaborativo na educação infantil para favorecer o desenvolvimento da criança com deficiência intelectual. 2016. 167f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/8021. Acesso em: 9 maio 2023.

MORELLI, C. V. M; SPOSITO, A. C. O impacto do coronavírus na ciência e na pós- graduação. Boletim da Faculdades de Ciências Médicas (FCM), v. 12, n. 5, 2020. Disponível em: https://www.fcm.unicamp.br/boletimfcm/mais-pesquisa/o-impacto-do-coronavirus-na-ciencia-e-na-pos-graduacao. Acesso em: 13 maio 2023.

MUNIZ, J. D. Adaptação curricular em atividades de leitura e escrita para alunos com deficiência intelectual na perspectiva colaborativa. 2019. 113f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/11916. Acesso em: 9 maio 2023.

NOGUEIRA, S. A. Práticas pedagógicas de professoras de alunos com deficiência intelectual e/ou múltipla: trocas experienciais e vivências no Núcleo de Estudos e Formação Docente da APAE de Feira de Santana, Bahia. 2015. 198f. Tese (Doutorado em Educação) -Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/18194. Acesso em: 9 maio 2023.

NUNES. J. Formação de professores de educação física para a educação inclusiva: práticas corporais para crianças autistas. 2019. 221f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, 2019. Disponível em:http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1134. Acesso em: 9 maio 2023.

OLIVEIRA, A. A. S. A política de formação de professores para educação especial: a ausência de diretrizes ou uma política anunciada? In: PINHO, S. Z. (ed.) Formação de professores: o papel do educador e sua formação, São Paulo: Editora UNESP, 2009, p. 257-271.

OLIVEIRA. A. C. S.Formação continuada na perspectiva colaborativa: subsídios para inclusão nas aulas de educação física. 2017. 202f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/9847. Acesso em: 9 maio 2023.

OLIVEIRA, A. D.Condições de formação continuada do Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade. 2012. 109f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Corumbá, 2012.

OLIVEIRA. L. B. Consultoria colaborativa e práticas pedagógicas para o aluno com baixa visão no ensino fundamental I. 2016. 169f.Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em:http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/7184. Acesso em: 9 maio 2023.

OLIVEIRA, M. C. Colaboração e inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais: elementos em diálogo para/com/sobre a produção curricular. 2018. 130f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: https://www.bdtd.uerj.br:8443/bitstream/1/10275/1/Tese_Mercia%20Cabral%20de%20Oliveira.pdf. Acesso em: 14 maio 2023.

OLIVEIRA, P. S.; MENDES, E. G. Análise do projeto pedagógico e da grade curricular dos cursos de licenciatura em educação especial. Educação e Pesquisa, v. 43, n. 1, p. 263-279, 2016. Disponível em:https://www.scielo.br/j/ep/a/P8RsGZknqJ85THBw3PjjCcF/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 13 maio 2023. https://doi.org/10.1590/s1517-9702201605145723.

OLMEDO, P. B. Sem comunicação, há inclusão:formação de educadores em comunicação alternativa para crianças com autismo. 2015. 204f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em:http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/10680. Acesso em: 9 maio 2023.

PAULINO, V. C. Efeitos do coensino na mediação pedagógica para estudantes com cegueira congênita. 2017. 206f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/10714. Acesso em: 9 maio 2023.

PEREIRA, V. A. Consultoria Colaborativa na escola: contribuições da Psicologia para inclusão escolar do aluno surdo. 2009. 165f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2859. Acesso em: 2 maio 2023.

PIMENTA, S. G. Pesquisa-ação crítico colaborativa: construindo seu significado a partir de experiências de formação e na atuação docente. In: PIMENTA, S. G.; GHEDIN, E.; FRANCO, M. A. S. (org). Pesquisa em educação: alternativas investigativas com objetos complexos. São Paulo, Loyola, 2006, p. 25-64.https://doi.org/10.1590/S1517-97022005000300013.

PRAIS. J. L. S. Formação de professores para o desenvolvimento de práxis inclusivas baseadas no desenho universal para a aprendizagem: uma pesquisa colaborativa. 2020. 303f. Tese (Doutorado em Educação)- Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2020. Disponível em:http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000232800. Acesso em: 9 maio 2023.

PRISMA. PrismaTransparent Reporting of Systematic Reviews and Meta-Analyses. 2023. Disponível em:http://www.http://prisma-statement.org/. Acesso em: 14 maio 2023.

RABELO, L. C. C. Ensino colaborativo como estratégia de formação continuada de professores para favorecer a inclusão escolar. 2012. 201f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3103. Acesso em: 2 maio 2023.

RABELO, L. C. C. Casos de ensino na formação continuada à distância de professores do atendimento educacional especializado. 2016. 305f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/8904. Acesso em: 7 maio 2023.

ROSALEN, P. Formação de professores para o Atendimento Educacional Especializado (AEE). In: SEMINÁRIO FALA OUTRA ESCOLA, 8, 2017, Campinas.Anais [...]. Campinas: Galoá, 2017. Disponível em:https://proceedings.science/fala-outra-escola-2017/trabalhos/formacao-de-professores-para-o-atendimento-educacional-especializado-aee?lang=pt-br#. Acesso em: 23 mar. 2023.

SALES, S. S. Avaliação em educação especial: uma proposta de construção coletiva. 2014. 118f. Dissertação (Mestrado em Educação)- Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014. Disponível em: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8631. Acesso em: 9 maio 2023.

SAMPAIO, R. F.; MANCINI, M. C. Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Brazilian Journal of Physical Therapy, v. 11, n. 1, p. 83-89, fev., 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbfis/a/79nG9Vk3syHhnSgY7VsB6jG/abstract/?lang=pt. Acesso em: 13 maio 2023.

SANTOS, C. V. C. G. Flexibilizações curriculares e o aluno com deficiência intelectual nos anos iniciais do ensino fundamental: um caso de consultoria colaborativa no município de Itatiaia/RJ. 2017. 172f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação) - Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017. Disponível em:http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/7191. Acesso em: 9 maio 2023.

SILVA. F. L. B. Planejamento colaborativo no ensino de matemática a partir do desenho universal para a aprendizagem. 2021. 156f. Dissertação(Mestrado em Educação) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2021. Disponível em:https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/21286. Acesso em: 9 maio 2023.

SILVA. K. C. D. Atendimento Educacional Especializado: uma proposta pedagógica de apoio a professores de ciências da natureza. 2018. 182f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) - Universidade de Brasília, Brasília, 2018. Disponível em:http://repositorio.unb.br/handle/10482/34252. Acesso em: 9 maio 2023.

SILVA, M. C. L. Culturas colaborativas e inclusão escolar: limites e potencialidades de uma formação continuada centrada na escola. 2020. 282f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/13428. Acesso em: 14 maio 2023.

SILVA, M. C. Programa de colaboração docente na educação infantil: a sala de recursos como mediador de desenvolvimento profissional para inclusão. 2019. 273f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/10297. Acesso em: 2 maio 2023.

SILVEIRA. S. M. P. A gestão para a inclusão: uma pesquisa-ação colaborativa no meio escolar. 2009. 280f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009. Disponível em:http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6642. Acesso em: 9 maio 2023.

SOARES, F. M. G. C. Efeitos de um programa colaborativo nas práticas pedagógicas de professoras de alunos com autismo. 2016. 220f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/10435. Acesso em: 2 maio 2023.

SOUZA, M. G. Autismo e inclusão na educação infantil: efeitos de um programa de intervenção colaborativa nas práticas pedagógicas dos professores. 2019. 129f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/28254. Acesso em: 2 maio 2023.

STOPA, P. C. Formação e atuação em coensino dos egressos de licenciatura em educação especial. 2021. 175f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/bitstream/handle/ufscar/14649/FORMAC%cc%a7A%cc%83O%20E%20ATUAC%cc%a7A%cc%83O%20EM%20COENSINO%20DOS%20EGRESSOS%20DE%20LICENCIATURA%20EM%20EDUCAC%cc%a7A%cc%83O%20ESPECIAL_Paula%20Stopa.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acesso em 13 maio 2023.

TINTI, M. C. Desenvolvimento profissional docente em uma perspectiva colaborativa: a inclusão escolar, as tecnologias e a prática pedagógica. 2016. 216f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2016. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/150636. Acesso em: 9 maio 2023.

TOLEDO, E. H. Formação de professores em serviço por meio de pesquisa colaborativa visando à inclusão de alunos com deficiência intelectual. 2011. 189f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina. 2011. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000164399. Acesso em: 2 maio 2023.

UNESCO. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.Declaração de Salamanca. Salamanca, 1994. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf. Acesso em: 13 maio 2023.

UNICEF. Fundo das Nações Unidas para a Infância. Declaração Mundial sobre Educação para Todos, Jomtien, 1990. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/declaracao-mundial-sobre-educacao-para-todos-conferencia-de-jomtien-1990. Acesso em: 13 maio 2023.

VALADÃO. G. T. Inclusão escolar e planejamento educacional individualizado: avaliação de um programa de formação continuada para educadores. 2013. 248f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013. Disponível em:https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2933. Acesso em: 9 maio 2023.

VILARONGA, C. A. R. Colaboração da educação especial em sala de aula: formação nas práticas pedagógicas do coensino. 2014. 216f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2934. Acesso em: 2 maio 2023.

WISCH, T. F. Aprendizagem docente: o conhecimento compartilhado sobre inclusão e a formação continuada no Ensino Fundamental. 2013. 164f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/handle/1/7097. Acesso em: 7 maio 2023.

ZANATA, E. M. Práticas pedagógicas inclusivas para alunos surdos numa perspectiva colaborativa. 2004. 201f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2004. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2922. Acesso em: 2 maio 2023.

ZERBATO, A. P. Desenho universal para aprendizagem na perspectiva da inclusão escolar: potencialidades e limites de uma formação. 2018. 298f. Tese (Doutorado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2922 Acesso em: 2 maio 2023.

Downloads

Publicado

2023-06-15

Como Citar

PRÁTICAS COLABORATIVAS COMO PROPOSTA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL: REVISÃO SISTEMÁTICA SOBRE FORMAÇÃO DOCENTE. (2023). Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 20(1), 189-212. https://doi.org/10.5747/ch.2023.v20.h558

Artigos Semelhantes

1-10 de 543

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>