APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NO PARFOR: REFLETINDO A PARTIR DE DETERMINAÇÕES SÓCIO-HISTÓRICAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5747/ch.2023.v20.h555

Palavras-chave:

Aprendizagem da docência, PARFOR, Determinações sócio-históricas

Resumo

Este artigo é um ensaio teórico que visa analisar os determinantes sócio-históricos que constituem o processo de aprendizagem da docência em curso de formação de professores ofertado pelo PARFOR. A discussão que empreendemos é fruto de resultados de pesquisa desenvolvida em curso de Mestrado em Educação e, apoia-se, teoricamente, nas categorias historicidade e mediação, as quais têm fundamento no Materialismo Histórico-dialético. Além disso, a literatura que trata do processo de aprendizagem da docência em cursos de formação de professores, sobretudo, as pesquisas e artigos dos últimos cinco anos são essenciais para a análise que nos propomos. Os resultados desse estudo têm evidenciado que, ao participarem do PARFOR, os professores têm a oportunidade de aprender a docência e avançar da condição em que se encontravam anteriormente. Todavia, é inegável que a precariedade das condições de permanência no curso e as condições objetivas e subjetivas dos cursistas se relacionem com as significações positivas ou negativas atribuídas à efetividade dessa política para a formação dos professores brasileiros.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Cristiane de Sousa Moura Teixeira, Universidade Federal do Piauí - UFPI
    Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação, Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal do Piauí (PPGEd/UFPI). Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação, Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal do Piauí (PPGEd/UFPI). Pedagoga pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Atualmente é Professora do Programa de Pós-Graduação Educação da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Professora Adjunto I da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Referências

AGUIAR, W. M. J.; CARVALHO, M. V. C.; MARQUES, E. S. A. Materialismo Histórico-dialético: reflexões sobre pensar e fazer pesquisa em educação. In: AGUIAR, W. M. J.; BOCK, A. M. B. Psicologia sócio-histórica e educação: tecendo redes críticas e colaborativas na pesquisa. 1 ed. São Paulo: Cortez, 2020. p. 25-45.

AMORIM, H. C. C. Políticas de formação de professores da Educação Básica: estudo de caso do curso de formação pedagógica do PARFOR da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. 169 f. 2018. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás – PUC-GO, Goiânia, 2018. Disponível em: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4071. Acesso em: 15 set. 2021.

ANDERI, E. G. C. A constituição da profissionalidade docente na perspectiva dos estudantes do PIBID. 176 f. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Católica de Goiás – PUC-GO. Goiânia, 2017. Disponível em: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/bitstream/tede/3850/2/ELIANE%20GON%c3%87ALVES%20COSTA%20ANDERI.pdf. Acesso em 15 set. 2021.

ARANHA, M. L. A., Filosofia da Educação. 3 ed. São Paulo: Moderna, 2006.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em 15 fev. 2022.

BRASIL. Secretaria de Editoração e Publicações. LDB. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Senado Federal, 2017. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf. Acesso em: 15 fev. 2022.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE 001/2003. Dispõe sobre os direitos dos profissionais da educação com formação de nível médio, na modalidade Normal, em relação à prerrogativa do exercício da docência, em vista do disposto na lei 9394/96, e dá outras providências. Brasília: CNE, 2003. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB01_2003.pdf. Acesso em: 05 dez. 2021.

BRASIL. Presidência da República. Decreto nº 6.755 de 29 de Janeiro de 2009. Brasília: Casa Civil, 2009. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d6755.htm. Acesso em: 05 dez. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Planejando a próxima década: conhecendo as 20 Metas do Plano Nacional de Educação. Brasília: MEC, 2014. Disponível em: https://pne.mec.gov.br/images/pdf/pne_conhecendo_20_metas.pdf. Acesso em: 05 dez. 2021.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da educação básica 2020: resumo técnico. Brasília: Inep, 2021. Disponível em: https://download.inep.gov.br/publicacoes/institucionais/estatisticas_e_indicadores/resumo_tecnico_censo_escolar_2020.pdf. Acesso em: 12 dez. 2021.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. Sinopse estatística, 1996: Brasil, regiões, unidades da Federação. Brasília: O Instituto, 1997. Disponível em: https://download.inep.gov.br/publicacoes/institucionais/estatisticas_e_indicadores/sinopse_estatistica_1996_brasil_regioes_e_unidades_da_federacao.pdf. Acesso em: 20 nov. 2021.

BRASIL. Ministério de Educação e Cultura. LDB - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

CARDOSO, A. Estado Novo e corporativismo. Locus: Revista de História, Juiz de Fora, v. 13, n. 2, p. 109-118, 2007. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/locus/article/download/20167/10747/81619. Acesso em: 20 mar. 2023.

CURY, C. R. J. Perspectiva da educação brasileira e a LDB. Revista do Cogeime, Belo Horizonte, v. 7, n. 12, p. 7-21, jun. 1998. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-cogeime/index.php/COGEIME/article/view/666/608. Acesso em: 24 abr. 2023. EVANGELISTA, O.; SHIROMA, E. O. Professor: protagonista e obstáculo da reforma. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 33, n. 3, p. 531-541, set./dez. 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/LPBg4SpmbKq3psDMGVT7YPK/abstract/?lang=pt. Acesso em: 14 out. 2022. https://doi.org/10.1590/S1517-97022007000300010.

FARIAS, I. M. S.; SALES, J. O. C. B.; BRAGA, M. M. S. C.; FRANÇA, M. S. L. M. Didática e docência: aprendendo a profissão. 3 ed. Brasília: Liber Livro, 2011.

FERRO. M. G. D.; BRITO, A. E. Desafios curriculares e pedagógicos na formação docente: enunciados discursivos materializados no projeto pedagógico do curso de pedagogia PARFOR/UFPI. Revista Form@re. Teresina, v. 8, n. 1, 2020. 31-49. Disponível em: https://revistas.ufpi.br/index.php/parfor/article/view/10624/6442. Acesso em: 20 set. 2021.

FREIRES, A. C. S. A formação em serviço do curso de Pedagogia da Universidade Federal do Pará: implicações na prática pedagógica do professor – aluno egresso do PARFOR. 152 f. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Pará – UFPA. Belém – PA, 2017. Disponível em: http://ppgedufpa.com.br/arquivos/File/Amanda.pdf. Acesso em 15 set. 2021.

KONSTANTINOV, F. V. Fundamentos da filosofia marxista-leninista: ciências econômicas e sociais. 3. ed. Lisboa: Venda Nova Amadora, 1975.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969.

LEFEBVRE, H. Lógica formal e Lógica dialética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1983.

LESSA, S. Para compreender a ontologia de Lukács. Maceió: Coletivo Veredas, 2016. Disponível em: https://beneweb.com.br/resources/Para%20compreender%20a%20ontologia%20de%20Lukács.pdf. Acesso em: 10 dez. 2021.

MARX, K. ; ENGELS, F. A ideologia alemã: teses sobre Feuerbach. São Paulo: centauro, 2002.

MÉSZÁROS, I. Educação para além do capital. 2 ed. São Paulo: Boitempo, 2008. Disponível em: http://piape.prograd.ufsc.br/files/2020/07/István-Mészáros-A-educação-para-além-do-capital.pdf. Acesso em: 03 dez. 2021.

NEVES, L. M. W.; PRONKO, M. A. O mercado do conhecimento e o conhecimento para o mercado: da formação para o trabalho complexo no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: EPSJV, 2008.

NÓVOA, A. Profissão: professor. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2001.

PINTO, A. V. A formação do educador. In: PINTO, A. V. Sete lições sobre educação de adultos. São Paulo: Cortez, 1993. p. 106-118.

PLACCO, V. M. N. S. et al. (orgs.). Aprendizagem do adulto professor. São Paulo: Edições Loyola, 2008.

PLACCO, V. M. N. S.; SOUSA, V. L. T. Education Processes of the Teacher as an Apprentice. In: CHAIB, M.; DANEMARK, B.; SELANDER, S.; JODELET, D. Education, professionalization, and social representations: on the transformation of social knowledge. New York: Routledge, 2011. 75-85.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Campinas, v. 14, n. 40, p. 143-155, jan./abr., 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/45rkkPghMMjMv3DBX3mTBHm/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 24 abr. 2023. https://doi.org/10.1590/S1413-24782009000100012.

SCHAFF, A. O Marxismo e o indivíduo. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1982.

SERRÃO, M. I. B. Aprender a ensinar: a aprendizagem do ensino no curso de pedagogia sob o enfoque histórico-cultural. São Paulo: Cortez, 2013.

SILVA NETO, N. C.; TORRES, J. C. O PARFOR no contexto da Política Nacional de Formação de Profissionais do Magistério da Educação Básica. Colloquium Humanarum, Presidente Prudente, v. 14, n. 3, p.111-122 jul/set 2017. Disponível em: https://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/2133/2019. Acesso em: 18 abr. 2023. https://doi.org/10.5747/ch.2017.v14.n3.h326

SOARES, E. M. Políticas públicas para a formação de professores: o olhar sobre as egressas sobre o processo de implantação e desenvolvimento do curso de Pedagogia/PARFOR da UFRRJ. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação Agrícola) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: https://tede.ufrrj.br/jspui/bitstream/jspui/4698/2/2018%20-%20Elisângela%20Menezes%20Soares.pdf. Acesso em: 15 set. 2021.

SOUZA, V. C. Qualidade da formação de pedagogos na perspectiva da oferta do parfor presencial. Educação Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 1, p. 81-96, jan./mar. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/twCNTjzm393H3kfthyKW49m/?lang=pt. Acesso em 18 abr. 2023. https://doi.org/10.1590/s1517-9702201608150447.

SOUZA, V. C. Impacto do parfor nas escolas públicas do ensino fundamental. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 46, n. 2, p. e106417, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edreal/a/KXDkJsW6w4FpgDqsWNMsmFm/?lang=pt. Acesso em 18 abr. 2023. https://doi.org/10.1590/2175-6236106417.

Downloads

Publicado

2023-05-26

Edição

Seção

Dossiê: Políticas Educacionais e formação de professoras/es

Como Citar

APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NO PARFOR: REFLETINDO A PARTIR DE DETERMINAÇÕES SÓCIO-HISTÓRICAS. (2023). Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 20(1), e234653. https://doi.org/10.5747/ch.2023.v20.h555

Artigos Semelhantes

1-10 de 468

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>