A (DES)ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA PÚBLICA E A PRODUÇÃO DA INDISCIPLINA DE ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO

Autores

Palavras-chave:

Escola pública, Adolescentes, Indisciplina, Ensino Médio

Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar, a partir da perspectiva de estudantes de ensino médio considerados indisciplinados, as repercussões que a estrutura e a organização escolar têm em seus comportamentos dentro da escola. A pesquisa empírica foi de natureza exploratória-descritiva, fundamentada na abordagem qualitativa e com recorte transversal. Os participantes foram seis estudantes, sendo três meninos e três meninas, na faixa etária de 14 a 17 anos, indicados pela escola por serem considerados indisciplinados. O trabalho de campo foi conduzido em uma escola pública estadual de uma cidade de pequeno porte do interior do estado de São Paulo. A coleta de dados se deu por intermédio das produções de fotografias (métodos visuais), entrevistas semiestruturadas e entrevistas reflexivas. Todo o material foi transcrito integralmente e, posteriormente, analisado por meio da Técnica de Análise Temática. Os resultados indicaram críticas contundentes dos estudantes sobre a infraestrutura física da escola, bem como apontaram conteúdos pedagógicos descontextualizados, práticas descontinuadas e relacionamentos interpessoais conturbados, sobretudo com professores. Sumariamente, este estudo indicou que a percepção negativa dos estudantes quanto à estrutura da escola pode estar associada com a produção da indisciplina.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Raul das Neves

    Mestre em Educação pela Universidade do Oeste Paulista - Unoeste; Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão de educação a Distância pela Universidade Federal Fluminense (2015); e Especialista em Gestão e Docência na Educação Básica pela Universidade Santa Cecilia (2012). Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos (2014) e Licenciado em Geografia pelo Instituto Superior de Ciências Aplicadas (2007). Participou do Grupo de Pesquisa GPPVS-UNOESTE em em 2017. Professor de Educação Básica (PEB II) titular de cargo de Geografia na E. E. Dom Antonio José dos Santos. Como experiência, atuou em escolas da rede estadual como Professor Coordenador do Ensino Médio em 2014 e 2019; vice-diretor de escola em 2014, 2016 e 2018; e diretor de escola substituto em 2016, 2018, 2019 e 2021. Atualmente, atuando como vice-diretor de escola na mesma Unidade Escolar supracitada. 

  • Alex Pessoa, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

    Psicólogo (UNOESTE), Licenciado em Educação Física, Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Realizou estágio de doutorado sandwich na Faculdade de Educação e Serviço Social da Universidade de Sydney (Austrália) e Pós-Doutorado em Psicologia pelo Departamento de Psicologia do Desenvolvimento e da Personalidade da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Vinculado ao Departamento de Psicologia (DPsi) e ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de São Carlos. 

  • Neli Cacozza , Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

    Doutoranda em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos, Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e graduada em Serviço Social pela Faculdade Paulista de Serviço Social. Especialista em Terapia de Família e Casal pela Escola Paulista de Sociodrama Familiar Sistêmico e Terapeuta comunitária.

Referências

ALVES, Maria Teresa Gonzaga; XAVIER, Flavia Pereira. Indicadores multidimensionais para avaliação da infraestrutura escolar: o ensino fundamental. Cadernos de Pesquisa, v. 48, n. 169, p. 708-746, jul./set. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/RPBHMz8PjLkkjYHRJvDYfvv/?format=pdf&lang=pt. Acesso em 23 jan. 2023.

AQUINO, Júlio Groppa. A desordem na relação professor-aluno: indisciplina, moralidade e conhecimento. In: AQUINO, Júlio Groppa. (org.). Indisciplina na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996. p. 39-55.

ASBAHR, Flávia. “Por que aprender isso, professora?”: Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural. 2011. Tese (Doutorado em Psicologia) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

ASBAHR, Flávia; SOUZA, Marilene Proença Rebello de. “Por que aprender isso, professora?” Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural. Estudos e Psicologia, Natal, v. 19, n. 3, p. 169-178, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/epsic/a/sGsCjVC9rthyH5h3TTzjZKn/?lang=pt. Acesso em: 03 fev. 2023.

BRASIL. Constituição (1988) Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Básica 2020: notas estatísticas. Brasília, DF: INEP, 2021.

BRAUN, Virgínia; CLARKE, Victoria. Using thematic analysis in psychology. Qualitative Research in Psychology, v. 3, n. 2, p. 77-101, 2006. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1191/1478088706qp063oa. Acesso em: 03 fev. 2023.

DUARTE, Marisa Ribeiro Teixeira; GOMES, Carlos André T.; GOTELIB, Luciana G. Oliveira. Condições de infraestrutura das escolas brasileiras: Uma escola pobre para os pobres? Arquivos Analíticos de Políticas Educativas, v. 27, n. 70, p. 1-35, 2019. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=7434539. Acesso em: 23 jan. 2023.

ESTEVES, José M. Mudanças sociais e função docente. In: NÓVOA, Antônio. Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1999. p. 95-122.

FRANCO, Maria Amélia do Rosario Santoro. Prática pedagógica e docência: um olhar a partir da epistemologia do conceito. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 97, n. 247, p. 534-551, dez. 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/s2176-6681/288236353

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 11. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GARCIA, Paulo Sérgio. Um estudo de caso analisando a infraestrutura das escolas de ensino fundamental. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional, Curitiba, v. 9, n. 23, p. 137-159, set./dez. 2014.

GIROTTO, Eduardo Donizeti. Entre o cinismo e a hipocrisia: o novo ciclo de reformas educacionais no Brasil. Educar em Revista, Curitiba, v. 34, n. 71, p. 159-174, out. 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.54043.

GRACINO, Marina Carvalho da Silva et al. Psychological and Social Distress of Students Within the Context of a National Literacy Policy in Brazil: a Qualitative Study. Trends in Psychol. Trends in Psychology, v. 30, p. 1-21, 2023. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s43076-022-00254-8. Acesso em: 07 fev. 2023.

HARPER, Douglas. Talking about pictures: a case for photo elicitation. Visual Studies, Reino Unido, v. 17, n. 1, p. 13-26, 2002. DOI: https://doi.org/10.1080/14725860220137345.

LIBÂNEO, José Carlos. Políticas educacionais no Brasil: desfiguramento da escola e do conhecimento escolar. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 46, n. 159, p. 38-62, mar. 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/198053143572.

LIEBENBERG, Linda. The visual image as discussion point: increasing validity in boundary crossing research. Qualitative Research. v. 9 n. 4, p. 441 – 467, 2009. DOI: https://doi.org/10.1177/1468794109337877

MARIGO, Adriana Ferreira Coimbra. Indisciplina escolar: uma perspectiva crítica. Cadernos da Pedagogia, São Carlos, v. I, v. 2, p. 38-55, ago./dez. 2007.

MARTINS, Lígia Marques. Os fundamentos psicológicos da Pedagogia Histórico-Crítica e os fundamentos pedagógicos da Psicologia Histórico-Cultural. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 5, n. 2, p. 130-143, dez. 2013. https://doi.org/10.9771/gmed.v5i2.9705

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 18. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

OECD. Organisation for Economic Co-operation and Development. Teaching and Learning International Survey (TALIS) 2018 conceptual framework. 2018. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/docserver/799337c2-en.pdf?expires=1597370009&id=id&accname=guest&checksum=B0E7DF76673584BA857868DF21294AEF

Acesso em: 07 fev. 2023.

OLIVEIRA, Claudeney Licínio; MÜLLER, Aantonio José. A indisciplina na escola: desafios e transformações. Educere et Educare, v. 13, n. 29, p. 1-15, 2018. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/15756. Acesso em: 7 fev. 2023.

PATTO, Maria Helena de Souza. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1999.

PEREIRA, Marcelo Ricardo. De que hoje padecem os professores da Educação Básica?. Educar em Revista, Curitiba, n. 64, p. 71-87, jun. 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.49815.

PESSOA, Alex Sandro Gomes; COIMBRA, Renata Maria. Desafiando noções hegemônicas sobre resiliência e indisciplina no contexto escolar. Polem!ca , Rio de Janeiro, v. 16, n. 2, p. 59-70, abr./jun. 2016. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/polemica/index. Acesso em: 7 fev. 2023.

REGO, Teresa Cristina. A indisciplina e o processo educativo: uma análise na perspectiva vygotskiana. In: AQUINO, Julio. Groppa (org.). A indisciplina e a sala de aula: alternativas teóricas e práticas. 18. ed. São Paulo: Summus, 2016. p. 83-101.

SANTOS, Isabela Samogim; PESSOA, Alex Sandro Gomes. Processos de resiliência em universitários com deficiência. In: SIMPÓSIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACLEPP, 2018, Presidente Prudente. Anais [...]. Presidente Prudente: FACLEPP, 2018. v. 1, p. 62-63.

SCHNEIDER, Gabriela; FRANTZ, Maíra Gallotti; ALVES, Thiago. Infraestrutura das escolas públicas no Brasil: desigualdades e desafios para o financiamento da educação básica. Revista Educação Básica em Foco, v.1, n.3, 2020. Disponível em: https://educacaobasicaemfoco.net.br/02/Artigos/Infraestrutura_das_escolas_publicas_no_brasil_SCHNEIDER-Gabriela_FRANTZ-Maira-Gallotti_ALVES-Thiago.pdf. Acesso em: 23 jan. 2023.

SILVEIRA, Rene José Trentin. A Relação Professor-Aluno de uma Perspectiva Gramsciana. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 43, n. 1, p. 97-114, 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-623664512.

SOUTO, Romélia Mara Alves. Egressos da licenciatura em matemática abandonam o magistério: reflexões sobre profissão e condição docente. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 42, n. 4, p. 1077-1092, dez. 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/s1517-9702201608144401.

SOUZA, Davisson Charles Cangussu; VAZQUEZ, Daniel Arias. Expectativas de jovens do ensino médio público em relação ao estudo e ao trabalho. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 2, p. 409-426, jun. 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/s1517-97022015041789.

TODOS PELA EDUCAÇÃO. Escola completa não é luxo: é direito seu. 2018. Disponível em: https://www.todospelaeducacao.org.br/conteudo/escola-completa-nao-e-luxo-e-direito-seu. Acesso em: 26 jan. 2023.

VASCONCELOS, Ivar César Oliveira de. Aprender a conviver, sem violência: o que dá e não dá certo?. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 25, n. 97, p. 897-917, dez. 2017. DOI: Disponível em: https://www.scielo.br/j/ensaio/a/H5pvz3d88j7Fbvz7BQCxdfH/?format=pdf. Acesso em: 26 jan. 2023.

VASCONCELOS, Joyciane Coelho, LIMA, Patrícia Verônica Pinheiro Sales; ROCHA, Leonardo Andrade; KHAN, Ahmad Saeed. Infraestrutura escolar e investimentos públicos em Educação no Brasil: a importância para o desempenho educacional. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 29, n. 113, p. 874-898, out./dez., 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ensaio/a/w9HwRXMQ3FVZ9fzJJKBgLLt/#. Acesso em: 27 jan. 2023.

WORLD BANK GROUP. Learning to realize education’s promise. International Bank for Reconstruction and Development / The World Bank, Washington, DC, 2018. Disponível em: https://www.worldbank.org/en/publication/wdr2018. Acesso em: 07 fev. 2023.

Downloads

Publicado

2023-10-19

Como Citar

A (DES)ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA PÚBLICA E A PRODUÇÃO DA INDISCIPLINA DE ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO. (2023). Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 20(1), 311-330. https://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/4651

Artigos Semelhantes

1-10 de 359

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>