A CONSTRUÇÃO DA PROFISSIONALIDADE DOCENTE NAS NARRATIVAS DE PROFESSORAS APOSENTADAS

Autores

  • Carmem Lúcia Eiterer UFMG
  • Ariadne Cristiane Fantoni Silva UFMG
  • Maria Crisitna da Silva UEMG

Palavras-chave:

Profissionalidade Docente. Professoras Aposentadas. Pesquisa Narrativa. Profissão docente.

Resumo

Este texto apresenta parte de uma pesquisa de mestrado com objetivo de compreender o processo da profissionalidade docente a partir de depoimentos de professoras aposentadas. Estas professoras ingressaram na Rede Municipal de Ensino de Belo Horizonte na década de 1980 e lecionavam para as séries iniciais do Ensino Fundamental. As entrevistas narrativas permitiram acessar as suas histórias e produzir conhecimento sobre a profissão e a profissionalidade docente. Por meio delas, pudemos compreender como se desenvolveu o processo de construção da profissionalidade docente destas professoras. Apoiamo-nos aos estudos de Sacristán (1995) e Roldão (2005, 2007) para discutir a profissionalidade docente, Nóvoa (1995, 2017), Tardif (2002) para discutir os conhecimentos específicos da profissão docente e ainda Tardif e Lessard (2007) sobre as características do trabalho docente. Identificamos como unidades temáticas as razões da escolha docente, a influência da família, contexto e a inserção na profissão, e a construção do conhecimento sobre o ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

APPLE, Michael. Ensino e trabalho feminino: uma análise comparativa da história e da ideologia. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, n. 64, p. 14-23, 1998. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/1180/1185. Acesso em: 22 mar.2020.

BRUNER, J. A construção narrativa da realidade. Trad.Waldemar Ferreira Netto. Critical Inquiry, 18(1), 1991, p.1-21. Disponível em: Disponível em: https://www.academia.edu/4598706/BRUNER_Jerome_A_constru%C3%A7%C3%A3o_narrativa_da_realidade. Acesso em: 18 mai.2019.

FLICK, Uwe. Narrativas. In: FLICK, Uwe. Uma introdução à pesquisa qualitativa. 2.ed. Porto Alegre: Bookman, 2004, p.164-172.

GARCÍA, Marcelo, C. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Formação Docente. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação Docente, Belo Horizonte, v. 02, n. 03, p. 11-49, ago./dez. 2010. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/17/15. Acesso: 14 set.2019.

LOURO, Guacira Lopez. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 6 ed., 1997. Disponível em: https://bibliotecaonlinedahisfj.files.wordpress.com/2015/03/genero-sexualidade-e-educacao-guacira-lopes-louro.pdf. Acesso em 22 mar.2019.

NÓVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, out./dez, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v47n166/1980-5314-cp-47-166-1106.pdf. Acesso em: 12 out.2019.

ROCHA, Maria da Consolação. Políticas de valorização do magistério: remuneração, plano de carreira, condições de trabalho - uma análise da experiência de Belo Horizonte. 2009. 393 f. Tese (Doutorado) - Curso de Educação, Departamento de Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-05012010-113240/pt-br.php. Acesso em: 12 mar.2020.

ROCHA, Maria da Consolação; ROCHA, Waderson Paiva. A precarização do trabalho educacional na prefeitura de Belo Horizonte: desafios para a ação sindical. Fineduca –Revista de Financiamento da Educação. Porto Alegre, v. 4, n.12, p. 1-15, 2014. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/fineduca/article/view/66400/37998. Acesso em: 12 mar.2020.

ROLDÃO, Maria do Céu. Profissionalidade docente em análise: especificidades do ensino superior e não superior. Nuances: Estudos sobre educação. Ano XI, v. 12, n. 13, jan/dez, p. 105-126, 2005. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/1692.

ROLDÃO, Maria do Céu. Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação, v. 12 n. 34 jan./abr. 2007, p. 94-103. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n34/a08v1234.pdf. Acesso em: 06 out.2019.

SACRISTÁN, J. G. Consciência e acção sobre a prática como libertação profissional dos professores. In NÓVOA, Antonio (Org.). Profissão Professor. 2 ed. Porto: Porto Editora, 1995, p. 63-92. (Coleção Ciências da Educação).

SCHÜTZE, Fritz. Análise sociológica e linguística de narrativas. Trad. Luiz Marcos Sander. Civitas, Porto Alegre, v.14, n.12, maio-ago.2014, p.e11-e52. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/civitas/article/viewFile/17117/11469. Acesso em: 06 out.2019.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Diálogos cruzados sobre pesquisa (auto)biográfica: análise compreensiva-interpretativa e política de sentido. Educação, v. 39, n. 1, jan./abr. 2014, p. 39-50. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/11344/pdf. Acesso em: 6 mai.2019.

TARDIF, Maurice. Saberes Docentes e Formação Profissional. Trad.: Francisco Pereira. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Trad.: João Batista Kreuchh. 3. ed. Petropolis: Vozes, 2007.

Downloads

Publicado

2021-03-24

Como Citar

Eiterer, C. L., Silva , A. . C. F. ., & Silva, M. C. da . (2021). A CONSTRUÇÃO DA PROFISSIONALIDADE DOCENTE NAS NARRATIVAS DE PROFESSORAS APOSENTADAS. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 18(1), 1–19. Recuperado de https://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/3883