EDUCAÇÃO FÍSICA E ALFABETIZAÇÃO: EM BUSCA DE INTERLOCUÇÃO

Autores

  • Rodrigo Rodrigues Menegon
  • Márcia Regina Canhoto de Lima UNESP
  • Jose Milton Lima
  • Joyce Cristina Claro Menoti

Palavras-chave:

Educação Física Escolar, Linguagem Corporal, Linguagem Oral, Linguagem Escrita, Alfabetização.

Resumo

Este ensaio evidenciou que a alfabetização não se limita ao domínio da linguagem oral/escrita. O objetivo buscou analisar e descrever a importância que a Educação Física escolar tem no processo de alfabetização. A metodologia caracterizou-se como um estudo qualitativo de cunho descritivo-interpretativo. A pesquisa foi realizada em uma Escola Municipal, e contou com a participação dos estagiários e dos monitores vinculados ao projeto de extensão, a participação das professoras e das tutoras da sala e seus respectivos alunos. Os resultados possibilitaram afirmar que a linguagem corporal, trabalhada nas aulas de Educação Física, quando bem direcionadas e empregadas de maneira significativa, corroboram com o desenvolvimento das capacidades física e, consequentemente, no processo de ensino/aprendizagem dos alunos. Portanto, um processo de alfabetização significativo para as crianças não se restringe apenas ao ato de ler e escrever; é preciso, valorizar e trabalhar as múltiplas linguagens existentes no contexto, possibilitando assim, um processo de formação integral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-04-04

Como Citar

Rodrigues Menegon, R., Lima, M. R. C. de, Milton Lima, J., & Cristina Claro Menoti, J. (2016). EDUCAÇÃO FÍSICA E ALFABETIZAÇÃO: EM BUSCA DE INTERLOCUÇÃO. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 12(4), 130–138. Recuperado de https://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/1451

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)