INSTALLATION OF THE GERMINATION TEST ON CORN (Zea mays) SEEDS: COMPARISON OF VACUUM AND MANUAL SYSTEMS

Autores

  • Raquel Mendes de Araújo Universidade Federal de Pelotas
  • Amanda Jakelline Dias Araujo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais
  • Gustavo Mendes Araújo Fernandes Centro Universitário de Patos de Minas
  • Gizele Ingrid Gadotti Universidade Federal de Pelotas https://orcid.org/0000-0001-9545-6577
  • Ruan Bernardy Universidade Federal de Pelotas - RS https://orcid.org/0000-0001-9285-1993
  • Rita de Cassia Mota Monteiro Universidade Federal de Pelotas https://orcid.org/0000-0001-9342-2779
  • Karine Von Ahn Pinto Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.5747/ca.2023.v19.h521

Palavras-chave:

PRODUTIVIDADE;, SOLUÇÕES AGRÍCOLAS, TECNOLOGIA INDUSTRIAL

Resumo

Na cultura do milho são observados desafios que interferem no alcance da alta produtividade. Tecnologias e diversas pesquisas contribuem com soluções eficientes, entre elas a tecnologia de sementes, elemento fundamental para o bom desenvolvimento da produção. A adoção e difusão de tecnologias e práticas agrícolas resultam em efeitos significativos para ganhos de produtividade. O objetivo deste estudo foi comparar o rendimento de instalação do teste de germinação na cultura do milho, utilizando-se o sistema a vácuo e o manual. O experimento foi conduzido em um Laboratório de Controle de Qualidade, situado na cidade de Uberlândia - MG. Constituiu-se em duas etapas. Na primeira, para a instalação do teste, aplicou-se um sistema a vácuo construído especialmente para esta finalidade. Na segunda instalação, foi utilizado o sistema manual, empregando-se contadores de sementes em acrílico. A hipótese apresentada foi que o sistema a vácuo é mais eficiente quanto à capacidade de instalação do teste, visto que a utilização de equipamentos torna o procedimento mais rápido. Porém, foram encontradas falhas relacionadas ao instrumento a vácuo, sendo necessários ajustes ou mesmo melhorias da tecnologia. Os resultados evidenciaram que o sistema a vácuo reduziu a capacidade de instalação do teste de germinação para sementes de milho em 60%, quando comparado com o sistema atual de instalação manual.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Raquel Mendes de Araújo, Universidade Federal de Pelotas

    Possui graduação em Agronomia pelo Centro Universitário de Patos de Minas (2007), pós graduação em Tecnologia de Sementes pela Universidade Federal de Pelotas(2013), pós graduação em Proteção de Plantas pela Universidade Federal de Visoça(2017), Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Sementes pela Universidade Federal de Pelotas ( em andamento). Sólida experiência no controle de qualidade de produção de sementes, desde o plantio até a entrega do produto ao cliente Responsável pelo controle de qualidade interno e externo junto ao Ministério da Agricultura; Auditora interna da ISO17025; Elaboração da documentação legal de SGQ; Atualmente trabalho como coordenadora do controle de qualidade dos laboratórios da Syngenta Seeds.

  • Amanda Jakelline Dias Araujo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais

    Possui graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária pelo Centro Universitário de Patos de Minas (2018). Mestrado Profissional em Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG), campus Bambuí (em andamento)

  • Gustavo Mendes Araújo Fernandes, Centro Universitário de Patos de Minas

    Possui graduação em Agronomia pelo Centro Universitário de Patos de Minas (2018).

  • Gizele Ingrid Gadotti, Universidade Federal de Pelotas

    Possui graduação em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Pelotas (2003), mestrado em Ciência e Tecnologia de Sementes pela Universidade Federal de Pelotas (2006), trabalhou na iniciativa privada e retornou ao doutorado em Ciência e Tecnologia de Sementes pela Universidade Federal de Pelotas (2012) com doutorado sanduíche na Oregon State University. Atualmente é professora associada da Universidade Federal de Pelotas. Esteve em licença maternidade no primeiro semestre do ano de 2014. Em 2018 criou o Laboratório de Agrotecnologia do Centro de Engenharias da Universidade Federal de Pelotas. Foi coordenadora do Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Sementes 2018/2020. Foi coordenadora da Câmara de Pesquisa e Inovação do Centro de Engenharias da Universidade Federal de Pelotas 2020/21. É presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Agrícolas (ABEAG) ano 2021/23. É vice-presidente da Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA) 2022/23. Em 2022 recebeu o prêmio Diversity da ASHRAE Brasil pelo seu trabalho sobre igualdade na engenharia. Tem trabalhado nas áreas das Ciências Agrárias e Ambientais.

  • Ruan Bernardy, Universidade Federal de Pelotas - RS

    Tenho experiência na área de Agronomia, com ênfase em Técnico em Agropecuária pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Bento Gonçalves (IFRSBG). Sou graduado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Fui apresentador Destaque no XXVII Congresso de Iniciação Científica da UFPel de 2018, apresentando o trabalho "Verificação do fluxo de operações agroindustriais com auxílio do software Arena" e no XXIV Encontro de Pós Graduação da UFPel de 2022, apresentando o trabalho "Avaliação das consequências da pandemia de Covid-19 na qualidade do ar no Rio Grande do Sul com uso da plataforma Giovanni-NASA". Possuo experiência profissional em estágio de curta duração em Wood Pellets Consultoria Agronômica Ltda - "BrasPell". Atualmente sou acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (Mestrado) pela Universidade Federal de Pelotas, trabalhando com "Uso de Inteligência Artificial para escolha de sementes visando a Sustentabilidade.

  • Rita de Cassia Mota Monteiro, Universidade Federal de Pelotas

    Mestra em Ciência de Tecnologia de Sementes pela Univiersidade Federal de Pelotas, formada em Engenharia Agrícola. Possui Técnico em Edificações pelo Instituto Federal Sul Riograndense.

  • Karine Von Ahn Pinto, Universidade Federal de Pelotas

    Natural de Foz do Iguaçu - PR, atualmente residindo na cidade de Pelotas, Engenheira Agrícola formada pela Universidade Federal de Pelotas.

Referências

ABUD, H. F.; CICERO, S. M.; GOMES JUNIOR, F. G. Computerized image analysis of seedlings to evaluate broccoli seed vigor. Journal Of Seed Science, v.39, n.3, p.303-310, set. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v39n3174582.

ABUD, H. F.; CICERO, S. M.; GOMES JUNIOR, F. G. Radiographic images and relationship of the internal morphology and physiological potential of broccoli seeds. Acta Scientiarum. Agronomy, v.40, n.1, p.34950, 2018. http://dx.doi.org/10.4025/actasciagron.v40i1.34950.

ABUD, H. F.; MESQUITA, C. M. S.; SARMENTO, E. C. S.; MELO, R. S.; LIMA, K. A. P.; SILVA, A. K. F. Image analysis of the seeds and seedlings of Vigna radiata L. Revista Ciência Agronômica, v.53, p.e20207303, 2022.

ALVES, C. Z.; SILVA, J. B.; CÂNDIDO, A. C. S. Methodology for carrying out the germination test in guava seeds. Revista Ciência Agronômica, v.46, n.3, p.615-621, 2015. http://dx.doi.org/10.5935/1806-6690.20150045.

BIANCHETTI, A. Tecnologia de sementes de essências florestais. Revista Brasileira de Sementes, v.3, n.3, p.27-46, 1981. https://doi.org/10.17801/0101-3122/rbs.v3n3p27-46

BORGES, A.; FELÍCIO, T. P.; SEVERO, J. A.; AGUIAR, C. C.; POPP, T. R. Estudo de mercado para a implantação de um laboratório de análises de sementes na Unoesc de Campos Novos. Unoesc & Ciência - ACET, v.10, n.2, p.107–114, 2019.

BRASIL. Lei nº 17, de 28 de novembro de 2018. Norma Regulamentadora No. 17 (Nr-17). Brasília: Ministério do Trabalho e Previdência, 07 mar. 2022. https://www.gov.br/trabalho-e-previdencia/pt-br/composicao/orgaos-especificos/secretaria-de-trabalho/inspecao/seguranca-e-saude-no-trabalho/ctpp-nrs/norma-regulamentadora-no-17-nr-17

CATÃO, H. C. M.; CAIXETA, F. Physiological, isozyme changes and image analysis of popcorn seeds submitted to low temperatures. Journal Of Seed Science, v.39, n.3, p.234-243, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v39n3169853.

CONTINI, E.; MOTA, M. M.; MARRA, R.; BORGHI, E.; MIRANDA, R. A.; SILVA, A. F.; SILVA, D. D.; MACHADO, J. R. A.; COTA, L. V.; COSTA, R. V.; MENDES, S. M. Milho: caracterização e desafios tecnológicos. Embrapa, 2019. p.1-45.

FRANÇA-NETO, J. B.; KRZYZANOWSKI, F. C.; HENNING, A. A.; PÁDUA, G. P.; LORINI, I.; HENNING, F. A. Tecnologia da produção de semente de soja de alta qualidade. Londrina: Embrapa Soja, 2016. 82p.

GADOTTI, G. I.; OLIVEIRA, A. L.; LUZ, M. L. G. S.; TILLMANN, C. A. C. Saúde e segurança do trabalho em unidades beneficiadoras de grãos e sementes. Pelotas: Santa Cruz, 2015.

GONÇALVES, N. R.; CICERO, S. M.; ABUD, H. F. Seedling image analysis and traditional tests to evaluate onion seed vigor. Journal Of Seed Science, v.39, n.3, p.216-223, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v39n3160444.

GUIMARÃES, R. M. Fisiologia de sementes. Lavras: UFLA, 1999.

ISTA. International Rules for Seed Testing. Switzerland: International Seed Testing Association, 2022.

JAVORSKI, M.; CASTAN, D. O. C.; SILVA, S. S.; GOMES-JUNIOR, F. G.; CICERO, S. M. Image analysis to evaluate the physiological potential and morphology of pearl millet seeds. Journal Of Seed Science, v.40, n.2, p.127-134, 2018. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v40n2176904.

JAVORSKI, M.; CICERO, S. M. Utilização de raios x na avaliação da morfologia interna de sementes de sorgo. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, v.16, n.2, p.310, 2017. http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v16n2p310-318.

KARRFALT, R. Seed Testing. In: BONNER, F. T.; KARRFALT, R. The woody plant seed manual. United States: Forest Service, 2008. p. 97-116.

LAMB, F. Automação industrial na prática. Porto Alegre: AMGH, 2015.

LEÃO-ARAÚJO, E. F.; SANTOS, J. F.; SILVA, C. B.; MARCOS-FILHO, J.; VIEIRA, R. D. Controlled deterioration test and use of the Seed Vigor Imaging System (SVIS ®) to evaluate the physiological potential of crambe seeds. Journal Of Seed Science, v.39, n.4, p.393-400, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v39n4177911.

LEITE, M. S.; TORRES, S. B.; GOMES JUNIOR, F. G.; REGO, C. H. Q.; PAIVA, E. P.; LEITE, T. S. Viability of seedling image analysis (Vigor-S) to determine the physiological potential of melon seeds. Journal Of Seed Science, v.42, p.e202042043, 2020. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v42237826.

MACEDO, D. X. S.; SANTOS, V. C.; VIEIRA, J. M.; CARVALHO, J. A. D.; ALBIERO, D. Teste de germinação na cultura do milho. Revista Cultivar, 2016.

MACHADO, C. F. Metodologia para condução do teste de germinação e utilização de raios-X para a avaliação da qualidade de sementes de aroeira branca (Lithraea molleoides (Vell.) Engl.). 2002. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, 2002.

MACIEL, L. M.; TUNES, L. V. M. A importância do controle de qualidade nas sementes de milho. Brazilian Journal of Development, v.7, n.5, p.49934-49938, 2021.

MARCHI, J. L.; GOMES JUNIOR, F. G. Use of image analysis techniques to determine the embryo size of Senna multijuga (Rich.) seeds and its relation to germination and vigor. Journal Of Seed Science, v.39, n.1, p.13-19, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v39n1165423.

MARCOS-FILHO, J. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Piracicaba: FEALQ, 2005.

MEDEIROS, A. D.; ARAÚJO, J. O.; LEÓN, M. J. Z.; SILVA, L. J.; DIAS, D. C. F. S. Parameters based on X-ray images to assess the physical and physiological quality of Leucaena leucocephala seeds. Ciência e Agrotecnologia, v.42, n.6, p.643-652, 2018. http://dx.doi.org/10.1590/1413-70542018426023318.

MEDEIROS, A. D.; MARTINS, M. S.; SILVA, L. J.; PEREIRA, M. D.; LEÓN, M. J. Z.; DIAS, D. C. F. S. X-ray imaging and digital processing application in non-destructive assessing of melon seed quality. Journal Of Seed Science, v.42, p.e202042005, 2020. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v42229761.

MEDEIROS, A. D.; SILVA, L. J.; CAPOBIANGO, N.P.; FIALHO, C.A.; DIAS, D. C. F. S. Assessing the physiological quality of common bean seeds using the Vigor-S® system and its relation to the accelerated aging test. Journal Of Seed Science, v.41, n.2, p.187-195, abr. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v41n2211401.

MIRANDA, R. A.; BORGHI, E.; KARAM, D.; GONTIJO NETO, M. M.; TRINDADE, R.S.; RESENDE, Á. V.; OLIVEIRA, I. R.; PARENTONI, S. N.; MENDES, S. M.; DUARTE, J. O.. Aumento de produtividade e rentabilidade de milho com intensificação tecnológica. In: TELHADO, S. F. P.; CAPDEVILLE, G. (eds.). Tecnologias poupa-terra. Brasília: Embrapa Milho e Sorgo, 2021. p.77-112.

MONTEIRO, R. C. M.; GADOTTI, G. I.; VILLELA, F. A.; CARDOSO, J. T. C.; OLIVEIRA, M. Métodos de identificação de fissuras em sementes de arroz após a secagem artificial. Revista Engenharia Agrícola, v.42, esp., 2022. https://doi.org/10.1590/S0103-84782005000500033

PEREIRA FILHO, I. A.; BORGHI, E. Sementes de milho no Brasil: a dominância dos transgênicos. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2018.

PEREIRA, M. D.; REIS, J. A.; FERRARI, C. S.; VALE, A. M. P. Processamento digital de imagens de plântulas na avaliação do vigor de sementes de Moringa oleifera Lam. Ciência Florestal, v.30, n.2, p. 291, 2020. http://dx.doi.org/10.5902/1980509825750.

PERES, W. L. R. Testes de vigor em sementes de milho. 2010. Dissertação (Mestrado em Produção e Tecnologia de Sementes) - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, 2010.

PHANEENDRANATH, B.R. Influence of amount of water in the paper towel on standard germination tests. Journal of Seed Technology, v.5, n.2, p.82-87, 2000.

REGO, C. H. Q.; CICERO, S. M.; FRANÇA-SILVA, F.; GOMES-JUNIOR, F. G. Assessing the vigor of cowpea seeds using the Vigor-S software. Journal Of Seed Science, v.43, p.e202143018, 2021. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v43244858.

RIBEIRO, A. S.; NERI, T. F. S.; MEDEIROS, A. D.; MILAGRES, C. C.; SILVA, L. J. Use of radiographic images for rapid and non-destructive assessment of crambe seed quality. Journal Of Seed Science, v.43, p.e202143001, 2021. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v43239136.

RODRIGUES, M.; GOMES-JUNIOR, F. G.; MARCOS-FILHO, J. Vigor-S: system for automated analysis of soybean seed vigor. Journal Of Seed Science, v.42, p.e202042039, 2020. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v42237490.

SANTOS, D. M.; BALDONI, A. Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho. GETEC, v.7, n.19, p.19-30, 2018.

SBRUSSI, C. A. G.; ZUCARELLI, C. Germinação de sementes de milho com diferentes níveis de vigor em resposta à diferentes temperaturas. Semina: Ciências Agrárias, v.35, n.1, p.215-226, 2014. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n1p215

SILVA, J. A.; MEDEIROS, A. D.; PEREIRA, M. D.; RAMOS, A. K. F.; SILVA, L. J. Seed quality analysis of Senna siamea Lam. using image analysis techniques. Journal Of Seed Science, v.42, p.e202042042, 2020. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v42241633.

SILVA, L. A.; SALES, J. F.; NEVES, J. M. G.; SANTOS, H. O.; SILVA, G. P. Radiographic image analysis of Anacardium othonianum Rizz (anacardiaceae) achenes subjected to desiccation. Acta Scientiarum. Agronomy, v.39, n.2, p.235, 2017a. https://doi.org/10.4025/actasciagron.v39i2.32484 .

SILVA, P. P.; BARROS, A. C. S. A.; MARCOS-FILHO, J.; GOMES JUNIOR, F. G.; NASCIMENTO, W. M. Assessment of squash seed vigor using computerized image analysis. Journal Of Seed Science, v.39, n.2, p.159-165, 2017b. https://doi.org/10.1590/2317-1545v39n2171177.

TILLMANN, C. A.; GADOTTI, G. I. Gestão da qualidade: uma visão para grãos e sementes. Pelotas: Gráfica Santa Cruz, 2015.

TRUJILLO, H. A.; GOMES-JUNIOR, F. G.; CICERO, S. M. Digital images of seedling for evaluating coffee seed vigor. Journal Of Seed Science, v.41, n.1, p.60-68, 2019. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v41n1204651.

UFSM. Análise de sementes. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2020a.

UFSM. Teste de germinação. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2020b.

Downloads

Publicado

2023-07-25

Como Citar

INSTALLATION OF THE GERMINATION TEST ON CORN (Zea mays) SEEDS: COMPARISON OF VACUUM AND MANUAL SYSTEMS. (2023). Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 19(1), 167-181. https://doi.org/10.5747/ca.2023.v19.h521

Artigos Semelhantes

1-10 de 156

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>