SPATIAL VARIABILITY OF THE STABILITY OF COHESIVE SOIL AGGREGATES UNDER CONSERVATION PRACTICES

Autores

  • Francisco Ivo dos Santos Aguiar Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ https://orcid.org/0000-0001-9449-7174
  • Ismênia Ribeiro de Oliveira Universidade Federal do Maranhão - UFMA
  • Klayton Antonio do Lago Lopes Universidade Federal do Maranhão - UFMA https://orcid.org/0000-0001-8645-4174
  • Jussara Silva Dantas Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) https://orcid.org/0000-0001-5539-0366
  • James Ribeiro de Azevedo Universidade Federal do Maranhão - UFMA

Palavras-chave:

livestock crop integration system, no-tillage, ordinary kriging, spatial variability

Resumo

O conhecimento e a caracterização da estabilidade dos agregados são relevantes para selecionar um manejo adequado e evitar sua degradação. Portanto, este trabalho teve como objetivo caracterizar a variabilidade espacial da estabilidade de agregados em solos coesos sob sistemas de conservação de culturas. O experimento foi conduzido em duas áreas distintas de produção de soja: sistema de plantio direto (NTS) e sistema de integração pecuária (LFI). Foi realizada uma amostragem de 50 pontos de coleta, com espaçamento regular de 40 m, na profundidade de 0,00-0,20 m, em cada área de produção. Os resultados foram expressos como porcentagem de agregados retidos nas peneiras 2; 1; 0,5 e 0,25 mm, os valores obtidos foram utilizados para calcular o Diâmetro Médio Geométrico (DMM) e o Diâmetro Peso Médio (DMM). No sistema LFI, que possuía alto grau de dependência espacial (DDS), os atributos apresentaram um DSD moderado, exceto para MWD. De maneira geral, os valores de escopo dos atributos no sistema LFI foram inferiores aos encontrados no sistema NTS, apresentando menor variabilidade no sistema de manejo do plantio direto. A distribuição espacial dos mapas de krigagem mostrou que o sistema LFI leva à formação de agregados maiores no solo em comparação com outros com os mesmos atributos no NTS. Todos os atributos apresentaram dependência espacial de forte a moderada. O solo manejado com o sistema LFI revelou maior estabilidade dos agregados em relação ao NTS, que por sua vez apresentou menor variabilidade espacial do que o sistema LFI e apresenta um solo mais homogêneo.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

BATISTA, A. M.; PRETO, V. R. O.; CAMPOS, M. P.; SILVA, B. M.; CAIXETA, S. P.; BICALHO, I. M. Alteração na agregação e carbono orgânico total em solo cultivado com café sob diferentes sistemas de manejo. Enciclopédia Biosfera, v. 7, p. 12, p. 1-14, 2013.

BICALHO, I. M. Alteração na agregação e carbono orgânico total em solo cultivado com café sob diferentes sistemas de manejo. Enciclopédia Biosfera, v. 7, n. 12, p. 1-14, 2011.

CAMBARDELLA, C. A; MOORMAN, T. B; NOVAK, J. M.; PARKIN, T. B.; KARLEN, D. L.; TURCO, R. F.; KONOPKA, A. E. Field-scale variability of soil properties in central Iowa soils. Soil Science Society of American Jounal, v. 58, n. 5, p. 1501-1511, 1994. https:// doi.org/10.2136/sssaj1994.03615995005800050033x

CAMPOS, M. C. C.; SOARES, M. D. R.; AQUINO, R. E.; SANTOS, L. A. C.; MANTOVANELLI, B. C. Distribuição espacial da resistência do solo à penetração e teor de água do solo em uma área de agrofloresta na região de Humaitá, AM. Comunicata Scientiae, v. 5, n. 4, p. 509-517, 2014. https://doi.org/10.14295/cs.v5i4.307

CASTRO-FILHO, C.; MUZILLI, O. E.; PODANOSCHI, A. L. Estabilidade dos agregados e sua relação com o teor de carbono orgânico em um Latossolo Roxo Distrófico, em função de sistemas de plantio, rotações de culturas e métodos de preparo das amostras. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 22, n 3, p. 527-538, 1998. http://.doi.org/10.1590/S0100-06831998000300019

CHÁVEZ LF, ESCOBAR LF, ANGHINONI I, CARVALHO PCF E MEURER EJ. Diversidade metabólica e atividade microbiana no solo em sistema de integração lavoura-pecuária sob intensidades de pastejo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 46, n. 10, p. 1254-1261, 2011. http://doi.org/10.1590/S0100-204X2011001000020

CONTE, O.; WESP, C. L; ANGHINONI, I.; CARVALHO, P. C. F; LEVIEN, R.; NABINGER, C. Densidade, agregação e frações de carbono de um Argissolo sob pastagem natural submetida a níveis de ofertas de forragem por longo tempo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 35, n. 1, p. 579-587, 2011. http://doi.org/10.1590/S0100-06832011000200027

FERREIRA, M. M. Caracterização física do solo. In: Lier QJ. van (ed.). Física do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. p.1-27, 2010.

FIALGO - Fundo de Incentivo à Cultura do Algodão em Goiás (Santa Helena de Goiás, GO). 2005. Relatório final Projeto FIALGO 016-2004. Manejo do algodoeiro nas diferentes condições ecológicas do Estado de Goiás. Santa Helena de Goiás, GO. 240 p, 2005.

GEPLAN. Gerência de Planejamento e Desenvolvimento Econômico. 2002. 2ed. São Luís, Brazil: Atlas do Maranhão.

ISAAKS, E. H.; SRIVASTAVA, R. M. An Introduction to Applied Geostatistics. Nova Iorque, Oxford University Press. 561p, 1989.

KEMPER, W. D.; CHEPIL, W. S. Chapter 39 Size distribution of aggregates. In: Black, C.A., Evans, D.D., White, J. L. (Eds). Methods of soil analysis. American Society of Agronomy, p. 499-510, 1965. http://doi.org/10.2134/agronmonogr9.1.c39

LIMA-NETO, J. A.; RIBEIRO, M. R.; CORRÊA, M. M.; SOUZA JÚNIOR, V. S.; ARAÚJO FILHO, J. C.; LIMA, J. F. W. F. Atributos químicos, mineralógicos e micromorfológicos de horizontes coesos de latossolos e argissolos dos tabuleiros costeiros do estado de Alagoas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 34, n. 2, p. 473-486, 2010 . http://doi.org/10.1590/S0100-06832010000200021

LIMA VMP, OLIVEIRA GC, SERAFIM ME, CURI N E EVANGELISTA AR. Intervalo hídrico ótimo como indicador de melhoria da qualidade estrutural de Latossolo degradado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 36, n. 1, p. 71-78, 2012. http://doi.org/10.1590/S0100-06832012000100008

LOSS A, PEREIRA MG, GIÁCOMO SG, PERIN A E ANJOS LHC. Agregação, carbono e nitrogênio em agregados do solo sob plantio direto com integração lavoura-pecuária. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 46, n. 10, p. 1269-1276, 2011. http://doi.org/10.1590/S0100-06832012000100008

OLIVEIRA, I. R.; DANTAS, J. S.; RIBEIRO, L. S.; AZEVEDO, J. R.; SOUTO, L. S.; SILVA, F. A.; FREITAS, D. F.; AMORIM, S. C. Spatial Variability in Stability of Aggregates and Organic Matter of an Oxisol. Journal of Agricultural Science, v. 10, n. 8, p. 328-333, 2018. https://doi.org/10.5539/jas.v10n8p328

RESENDE, J. M. A.; MARQUES JUNIOR, J.; MARTINS FILHO, M. V.; DANTAS, J. S.; SIQUEIRA, D. S.; TEIXEIRA, D. B. Variabilidade espacial de atributos de solos coesos do leste maranhense. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 38, n. 1, p. 1077-1090, 2014. http://doi.org/10.1590/S0100-06832014000400004

ROSSI, C. Q.; PEREIRA, M.G.; MOURA, O. V. T.; ALMEIDA, A. P. C. Vias de formação, estabilidade e características químicas de agregados em solos sob sistemas de manejo agroecológico. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 51, v. 9,, p. 1677-1685, 2016. https://doi.org/10.1590/S0100-204X2016000700068

SCHALLER, F. W.; STOCKINGER, K. R. A comparison of five methods for expressing aggregation data. Soll Science Society of America Proceedings, v. 17, n. 1, p. 310-313, 1953. https://doi.org/10.2136/sssaj1953.03615995001700040002x

SCHIMIGUEL, R.; SÁ, J. C. M.; BRIEDIS, C.; HARTMAN, D. C.; ZUFFO, J. Estabilidade de agregados do solo devido a sistemas de cultivo. Synergismus scyentifica, v. 9, n. 1, p. 1-5, 2014. http://revistas.utfpr.edu.br/pb/index.php/SysScy/article/view/1659/1239

SILVA, I. F.; MIELNICZUK, J. Sistemas de cultivo e características do solo afetando a estabilidade dos agregados. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 22, n. 2, p. 311-317, 1998. http://doi.org/10.1590/S0100-06831998000200017

SILVA, L. F. D.; CUNHA, J. M.; CAMPOS, M. C. C.; LIMA, A. F. L.; PANTOJA, J. C. M.; SOARES, M. D. R.; MANTOVANELLI, B. C. Variabilidade espacial de agregados e estoque de carbono em solos antropogênicos sob floresta nativa. Nativa, v. 5, n. 1, p. 540-547, 2017. https://doi.org/10.5935/2318-7670.v05nespa12

SOARES, A. Geoestatística para ciências da terra e do ambiente. 2.ed. Lisboa: IST Press, 214p, 2006.

SOARES, M. D. R.; CAMPOS, M. C. C.; CUNHA, J. M.; MANTOVANELLI, B. C.; OLIVEIRA, I. A.; BRITO FILHO, E. G.; LEITE, A. F. L. Variabilidade espacial da estabilidade dos agregados e matéria orgânica do solo em terra preta arqueológica sob pastagem. Gaia Scientia, v. 12, n. 2, p 125-133, 2018. https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-1268.2018v12n2.34416

STEFANOSKI, D. C.; SANTOS, G. G.; MARCHÃO, R. L.; PETTER, F. A.; PACHECO, L. P. Uso e manejo do solo e seus impactos sobre a qualidade física. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n 12, p. 1301–1309, 2013. https://doi.org/10.1590/S1415-43662013001200008

TRANGMAR, B. B; YOST, R. S; WADE, M. K.; UEHARA, G. Applications of geostatistics to spatial studies of soil properties. Advances in Agronomy, v. 38, n. 1, p. 45-94, 1985. https://doi.org/10.1016/S0065-2113(08)60673-2

WARRICK, A. W.; NIELSEN, D. R. Spatial variability of soil physical properties in the field. In: HILLEL, D. (Ed.). Applications of soil physics. New York: Academic. pp. 319-344, 1980.

WENDLING, B.; VINHAL-FREITAS, I. C.; OLIVEIRA, R. C.; BABATA, M. M.; BORGES, E. N. Densidade, agregação e porosidade do solo em áreas de conversão do cerrado em floresta de pinus, pastagem e plantio direto. Bioscience Journal, v. 28, n. 1, p. 256-265, 2012.

YODER, R. E. A Direct Method of Aggregate Analysis of Soils and a Study of the Physical Nature of Erosion Losses. Agronomy Journal, v. 28, n. 1, p. 337-351, 1936. http://doi.org/10.2134/agronj1936.00021962002800050001x

Downloads

Publicado

2023-02-28

Como Citar

SPATIAL VARIABILITY OF THE STABILITY OF COHESIVE SOIL AGGREGATES UNDER CONSERVATION PRACTICES. (2023). Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 19(1), 15-27. https://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/4226

Artigos Semelhantes

1-10 de 118

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>