EMBRIOGÊNESE SOMÁTICA DIRETA EM FOLHAS DE PHALAENOPSIS: ORCHIDACEASE

Autores

  • Joice Yuri Minamiguchi UNOESTE
  • Nelson Barbosa Machado Neto UNOESTE

Resumo

Phalaenopsis é um gênero de orquídeas largamente produzido para floricultura por apresentarem flores grandes e planas em hastes longas e de durabilidade elevada, além de serem de cultivo rápido e de alto valor comercial. Uma das vias de se propagar estas plantas por meio de cultura de tecidos. Porém, mesmo com as mais refinadas técnicas de propagação clonal têm-se o aparecimento de calos, que podem, conseqüentemente, levar ao aparecimento de variantes somaclonais que muitas vezes não são interessantes. Visando minimizar a formação de calos foi testado o protocolo de embriogênese somática, em folhas de materiais comerciais, para a produção de embriões sem necessariamente passar pela fase de calo. Uma série de combinações entre NAA (ácido naftaleno acético; zero, 0,1 e 0,2mg L-1) e BAP (benzilaminopurina; zero, 1 e 2mg L-1 ) foi testada. O número de explantes mortos, fenolizados, sobreviventes e o número de embriões por explante foram analisados. As combinações de 0,1mg L-1 ou 0,2mg L-1 de NAA e 1mg L-1 BAP foram os mais eficientes para a formação de embriões somáticos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-06-18

Como Citar

Minamiguchi, J. Y., & Machado Neto, N. B. (2008). EMBRIOGÊNESE SOMÁTICA DIRETA EM FOLHAS DE PHALAENOPSIS: ORCHIDACEASE. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 3(1), 07–13. Recuperado de https://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/111

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)