Colloquium Humanarum, Vol. 1, No 1 (2003)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Hiperatividade ou falta de limites?

Tania Regina Corredato, Silvana Brogio

Resumo


O presente orienta-se pelos conceitos de hiperatividade, seus principais sintomas e principais características das crianças que buscam atendimento psicológico com esta queixa. Para alguns autores, o conceito de hiperatividade baseia-se na construção do pensamento médico, doença neurológica, paralelamente à observação dos distúrbios de aprendizagem. Os conceitos de distúrbios de aprendizagem e hiperatividade caminharam juntos no meio científico, dificultando o diagnóstico diferencial entre ambos. Os aspectos do diagnóstico têm sido sujeitos a numerosas conceituações, redefinições e renomeações, abrangentes e pouco esclarecedoras. Assim como o pensamento médico é importante para o diagnóstico de hiperatividade, outros autores privilegiam os aspectos sociais e psicológicos.

Texto Completo: PDF