AVALIAÇÃO DA AÇÃO DO USO DE DROGAS NA SAÚDE BUCAL DE DEPENDENTES QUÍMICOS

Autores

  • Daiane Mayara Alves UNOESTE
  • Gisele Alborghetti Nai UNOESTE
  • José Luiz Santos Parizi UNOESTE

Palavras-chave:

Transtornos relacionados ao uso de substâncias, Doenças da boca, Alcoolismo, Tabagismo, Cocaína

Resumo

O uso de drogas de abuso é um problema de saúde publica. Uma das dificuldades para tratar os pacientes usuários de drogas é a carência de informações sobre o assunto voltado para a odontologia. Este estudo buscou avaliar as condições bucais de dependentes químicos em tratamento em Centros de Atenção Psicossocial (CAPS II AD). Foi realizada uma entrevista, exame da cavidade bucal, avaliação de sialometria e pH bucal em 60 pacientes atendidos por dois CAPS II AD de duas cidades do interior do estado de São Paulo, de ambos os sexos e maiores de 18 anos. A maioria (28%) tinha idade entre 41 a 50 anos, eram do gênero masculino (85%) e ensino fundamental incompleto (37%). 98% relataram que já foram ao dentista. 22% não escovavam os dentes e 95% não faziam uso do fio dental. As substâncias químicas de abuso mais utilizadas foram: álcool (95%), cigarro (85%), maconha (48%) e cocaína/crack/merla (40%). A via de administração da droga mais citada foi a oral (51%). Diagnosticou-se hipossalivação em 56% dos pacientes e pH ácido em 12%. As principais alterações visíveis do periodonto foram retração gengival, alteração de cor, placa e cálculo simultaneamente (42%), e a dental foi pigmentação exógena (15%). Apenas 2% não possuíam nenhum dente permanente cariado, restaurado, perdido ou com extração indicada. Os pacientes avaliados apresentavam várias alterações bucais associadas ao uso de drogas de abuso (como hipossalivação, pH bucal ácido, pigmentação exógena), além de saúde bucal muito comprometida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiane Mayara Alves, UNOESTE

Cirurgiã-dentista, graduada pela Faculdade de Odontologia de Presidente Prudente (FOPP) da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), Presidente Prudente, SP, Brasil.

Gisele Alborghetti Nai, UNOESTE

Doutora, médica patologista, professora de Patologia da Faculdade de Odontologia de Presidente Prudente (FOPP) e da Faculdade de Medicina de Presidente Prudente (FMPP) da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), Presidente Prudente, SP, Brasil.

José Luiz Santos Parizi, UNOESTE

Mestre, cirurgião-dentista, professor de Patologia da Faculdade de Odontologia de Presidente Prudente (FOPP) e da Faculdade de Medicina de Presidente Prudente (FMPP) da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), Presidente Prudente, SP, Brasil.

Publicado

2013-12-19

Como Citar

Alves, D. M., Nai, G. A., & Parizi, J. L. S. (2013). AVALIAÇÃO DA AÇÃO DO USO DE DROGAS NA SAÚDE BUCAL DE DEPENDENTES QUÍMICOS. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 5(1), 40-58. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/894

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##