PREVALÊNCIA DE TRICOMONÍASE NA ALTA SOROCABANA E NO ESTADO DE SÃO PAULO

Autores

  • Vanderson José Lopes Dan Universidade do Oeste Paulista
  • Jofman Amorim Leite da Silva Universidade do Oeste Paulista
  • Valdir Rosado Martins Júnior Universidade do Oeste Paulista
  • Nair Toshiko Tashima Universidade do Oeste Paulista

Palavras-chave:

tricomoníase, prevalência, mulheres, epidemiologia descritiva, doenças sexualmente transmissíveis

Resumo

A tricomoníase, doença causada pelo protozoário flagelado Trichomonas vaginalis, é a doença sexualmente transmissível (DST) não viral mais comum do mundo, atingindo mais de 200 milhões de pessoas anualmente. A infecção pode ser assintomática ou sintomática. Pode implicar em consequências nocivas à gravidez e tem relação com a infertilidade e maior risco de transmissão de outras DST’s. Este estudo objetivou verificar a prevalência do protozoário T. vaginalis em mulheres residentes na Alta Sorocabana (microrregional de saúde do estado de São Paulo composta por 19 cidades, cujo principal município é Presidente Prudente) e no estado de São Paulo (SP) como um todo através dos dados dos exames citopatológicos cérvico-vaginais (exames preventivos, testes de Papanicolaou), no período de janeiro a dezembro de 2012, do Sistema de Informações do Câncer do Colo do Útero (Siscolo). A prevalência da infecção foi de 0,54% na Alta Sorocabana e de 0,63% em SP, com predomínio na faixa etária de 45 a 50 anos em ambos. Seu valor baixo pode ser explicado ao considerar a sensibilidade limitada do método de Papanicolaou, ao relativamente avançado nível socioeconômico da Alta Sorocabana e do estado e à habitual não coleta de material vaginal (apenas material endocervical e ectocervical).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanderson José Lopes Dan, Universidade do Oeste Paulista

Discente da graduação de Medicina da Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, SP. Bolsista de iniciação científica CNPq.

Jofman Amorim Leite da Silva, Universidade do Oeste Paulista

Discente da graduação de Medicina da Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, SP

Valdir Rosado Martins Júnior, Universidade do Oeste Paulista

Discente da graduação de Medicina da Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, SP

Nair Toshiko Tashima, Universidade do Oeste Paulista

Departamento de Parasitologia, Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, SP

Publicado

2014-07-28

Como Citar

Dan, V. J. L., da Silva, J. A. L., Martins Júnior, V. R., & Tashima, N. T. (2014). PREVALÊNCIA DE TRICOMONÍASE NA ALTA SOROCABANA E NO ESTADO DE SÃO PAULO. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 5(1), 30-39. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/855

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##