CONSUMO EXTRA DE OXIGÊNIO APÓS EXERCÍCIOS AQUÁTICOS, EM CICLOERGOMETRO E DE RESISTÊNCIA

Autores

  • Renan Marcondes Porto UNOESTE
  • Jair Rodrigues Garcia Junior PRPPG-UNOESTE

Palavras-chave:

consumo de oxigênio, exercício, gasto energético, EPOC, treinamento

Resumo

O consumo extra de oxigênio pós-exercício (EPOC) representa um gasto energético adicional àquele que ocorre durante o exercício, por isso, tem sido medido durante várias horas após a prática de diferentes exercícios. O objetivo deste estudo foi revisar, descrever, comparar e discutir o EPOC resultante da prática de exercícios aquáticos, em cicloergômetro e de resistência. Foi realizado levantamento dos artigos nas bases de indexação, priorizando aqueles publicados a partir de 2006. Foi verificado que há diversos fatores que influenciam o EPOC, principalmente a intensidade e duração do exercício. Exercícios com intensidade de, pelo menos 70% do VO2 máx. e duração de 60 min provocam maior EPOC. O tempo do EPOC pode se prolongar de 2 h até 48 h e o valor do consumo de oxigênio pode chegar a 23 L ou 114 Kcal, após exercício resistido. No cicloergômetro com intensidade de 60% do VO2 máx. e duração de 20 min, o EPOC médio nos primeiros 16 min de recuperação é de 2,9 L/min. Em vista da intensidade e duração apresentarem grande variação nos exercícios estudados, as comparações ficam dificultadas, porém, os resultados indicam que o EPOC é maior em exercícios aquáticos, seguidos pelo cicloergômetro e pelos exercícios resistidos. Assim, pode-se concluir que o EPOC sofre influência de vários fatores, principalmente do tipo de exercício, intensidade e duração. Esses dois últimos fatores podem fazer com que o EPOC represente um consumo adicional de oxigênio correspondente a 10-20% daquele que ocorreu durante a sessão de exercício.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jair Rodrigues Garcia Junior, PRPPG-UNOESTE

Departamento de Educação Física da UNOESTE

Publicado

2012-06-28

Como Citar

Porto, R. M., & Garcia Junior, J. R. (2012). CONSUMO EXTRA DE OXIGÊNIO APÓS EXERCÍCIOS AQUÁTICOS, EM CICLOERGOMETRO E DE RESISTÊNCIA. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 3(2), 44-53. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/682