PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA: CORRELAÇÃO ENTRE A PRÁTICA NA INFÂNCIA E NA VIDA ADULTA

Autores

  • Nélio de Paula UNOESTE
  • Lorrany Oliveira Scardazzi Silva UNOESTE
  • Welligton Roberto Hogera Rodrigues UNOESTE
  • Marcelo Jose Alves UNOESTE
  • Mateus de Carvalho UNOESTE
  • Diego Giulliano Destro Christofaro UNOESTE

Palavras-chave:

Infância, adolescência, pressão arterial, atividade física

Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência da prática de atividade física na vida adulta resultante de experiência na fase da infância e adolescência e, o que isso pode representar na saúde da vida adulta, principalmente na pressão arterial. Os dados foram coletados por meio de questionário fechado e aferição da pressão arterial e, assim comparado a inter-relação entre os dados e a co-relação de que a prática de atividade física nas fases da infância e adolescência pode resultar na alteração da pressão arterial na vida adulta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2012-06-28

Como Citar

Paula, N. de, Silva, L. O. S., Rodrigues, W. R. H., Alves, M. J., Carvalho, M. de, & Christofaro, D. G. D. (2012). PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA: CORRELAÇÃO ENTRE A PRÁTICA NA INFÂNCIA E NA VIDA ADULTA. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 3(2), 15-20. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/679

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##