AVALIAÇÃO DO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO INVENTÁRIO PORTAGE OPERACIONALIZADO EM CRIANÇAS

Autores

  • Maria Tereza Artero Prado Universidade do Oeste Paulista
  • Rayza Fabiane Fell Unoeste
  • Ariane Spiguel Salmazo Unoeste
  • Graziela Cristina Claudino Gomes Unoeste
  • Milena Santana Silva Unoeste
  • Suéllen Mayara Tanaka dos Santos Unoeste
  • Deborah Cristina Gonçalves Luiz Fernani Unoeste

Palavras-chave:

crianças, fisioterapia, desenvolvimento infantil, crescimento.

Resumo

Os objetivos deste estudo foram avaliar o crescimento e o desenvolvimento de crianças de creche e intervir naquelas com atraso do desenvolvimento motor. Participaram do referido estudo 15 crianças de 0 a 2 anos, frequentadoras de uma creche de Presidente Prudente/SP. Para avaliação do crescimento, utilizou-se os gráficos do IMC/idade do Center for Disease Control and Prevention e para análise do desenvolvimento o Inventário Portage Operacionalizado, que é composto de testes divididos em cinco áreas: socialização, autocuidados, linguagem, cognição e desenvolvimento motor, podendo estabelecer se a idade da área apresenta-se menor (atraso), igual ou maior que a cronológica em cada criança. As crianças apresentaram idade média de 17,86 meses (8 do gênero masculino e 7 do feminino) e classificação eutrófica, ou seja, normal do IMC/idade. A amostra apresentou-se acima da idade cronológica nas áreas de socialização (11 crianças), autocuidados (13), e desenvolvimento motor (13). A área da cognição mostrou-se igualmente distribuída em menor, igual e maior que a idade cronológica. E, somente a área da linguagem (13 crianças) apresentou-se abaixo da idade cronológica. Receberam intervenção motora as duas crianças que apresentaram atraso do desenvolvimento motor e após a reavaliação observou-se evolução expressiva da idade motora, sem alteração da classificação do IMC/idade. Portanto, a maioria destas crianças apresentou o crescimento e o desenvolvimento adequados para a idade cronológica, exceto na área da linguagem. Além disso, a intervenção motora mostrou-se eficaz, confirmando a importância da atuação de profissionais especializados da área da saúde e educação na creche, contribuindo para o crescimento e desenvolvimento infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Tereza Artero Prado, Universidade do Oeste Paulista

Graduanda do Curso de Fisioterapia na Universidade do Oeste Paulista - Unoeste, especial interesse na área de pesquisas pediátricas, principalmente com o uso de escalas e questionários para avaliação motora e de qualidade de vida.

Rayza Fabiane Fell, Unoeste

Graduanda do Curso de Fisioterapia na Universidade do Oeste Paulista - Unoeste, especial interesse na área de pesquisas pediátricas, principalmente com o uso de escalas e questionários para avaliação motora e de qualidade de vida.

Ariane Spiguel Salmazo, Unoeste

Graduanda do Curso de Fisioterapia na Universidade do Oeste Paulista.

Graziela Cristina Claudino Gomes, Unoeste

Graduanda do Curso de Fisioterapia na Universidade do Oeste Paulista.

Milena Santana Silva, Unoeste

Graduanda do Curso de Fisioterapia na Universidade do Oeste Paulista.

Suéllen Mayara Tanaka dos Santos, Unoeste

Graduanda do Curso de Fisioterapia na Universidade do Oeste Paulista.

Deborah Cristina Gonçalves Luiz Fernani, Unoeste

Professora e Mestre do Curso de Fisioterapia da Unoeste, responsável pelo setor de Fisioterapia Pediátrica. Especial interesse na área de pesquisas pediátricas, principalmente com o uso de escalas e questionários para avaliação motora e de qualidade de vida.

Publicado

2012-12-17

Como Citar

Artero Prado, M. T., Fabiane Fell, R., Spiguel Salmazo, A., Claudino Gomes, G. C., Santana Silva, M., Tanaka dos Santos, S. M., & Fernani, D. C. G. L. (2012). AVALIAÇÃO DO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO INVENTÁRIO PORTAGE OPERACIONALIZADO EM CRIANÇAS. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 4(1), 10-17. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/535

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##