ANÁLISE DA VARIABILIDADE DA FREQUENCIA CARDÍACA EM INDIVÍDUOS HIPERTENSOS SUBMETIDOS À HIDROTERAPIA

Autores

  • Renata França
  • Nátali Arce

Palavras-chave:

Variabilidade da Freqüência Cardíaca, Hipertensão, Hidroterapia

Resumo

A hipertensão arterial (HA) é a pressão sistólica maior ou igual a 140 mmHg e diastólica maior ou igual a 90 mmHg, uma condição mórbida presente em grande parte da população. Já a freqüência cardíaca (FC) é modulada por ramos simpático e parassimpático do sistema nervoso autônomo (SNA). As alterações autonômicas podem ser dadas pela análise da variabilidade da freqüência cardíaca (VFC), que determina a preservação ou comprometimento do SNA cardíaco e tem extrema associação com o risco de mortalidade. O objetivo da pesquisa foi observar a resposta da FC de modo a favorecer a interpretação clínica, prescrição de exercícios e prevenção de patologias cardiovasculares. Participaram da pesquisa 15 indivíduos hipertensos, sedentários, faixa etária entre 50 a 75 anos, avaliados quanto anamnese, medicação e teste de esforço de caminhada para análise do grau de estratificação de risco e melhor programação de tratamento. O tratamento fisioterápico foi realizado na piscina aquecida da Clínica de Fisioterapia da Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE de Presidente Prudente. A execução da atividade física foi realizada com intensidade de 60 a 75% da freqüência cardíaca submáxima (195 - idade) utilizando a fórmula Karvonen. Resultados mostraram-se significativos, pelo método teste T para dados pareados nos intervalos RR que foi p<0,005 e não houve respostas significativas nos intervalos RMSSD e PNN50 sendo p>0,005. A pesquisa revelou que não houve alteração na VFC após o período de treinamento, supondo-se que o período de férias e ausência de alguns pacientes no tratamento pode ter interferido nas respostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2012-12-17

Como Citar

França, R., & Arce, N. (2012). ANÁLISE DA VARIABILIDADE DA FREQUENCIA CARDÍACA EM INDIVÍDUOS HIPERTENSOS SUBMETIDOS À HIDROTERAPIA. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 4(1), 01-09. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/375