ANALYSIS OF SYNTHETIC ADULTERANTS, MEAN WEIGHT AND LABELING IN TRADITIONAL PHYTOTHERAPIC PRODUCTS

  • Bruno Vincenzo Fiod Riccio Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Pamella Cristina Oliveira Françóia Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Paula Olsen Sorgatto Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Airton Vicente Pereira Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Stella Bortoli Universidade Estadual de Ponta Grossa

Resumo

O uso de produtos tradicionais fitoterápicos (PTF) é um costume comum na sociedade atual. Por serem produtos ditos naturais, há a suposição dos efeitos serem exclusivamente benéficos e os potenciais efeitos nocivos desconsiderados. Assim como as adulterações com fármacos sintéticos capazes de mascarar efeitos adversos ou atuar sinergicamente com compostos biologicamente ativos potencializando seus efeitos, considerado pela lei como fraude. O objetivo do presente estudo foi avaliar PTF comuns e suas conformidades com a lei atual quanto rotulagem, peso médio e pesquisa de adulterantes sintéticos pelo uso de cromatografia em camada delgada comparativa. Foram avaliados 20 PTF, dos quais todos foram reprovados na avaliação da rotulagem, apenas uma continha peso médio condizente com legislação e em nenhuma houve a comprovação de adulteração por incremento de fármacos sintéticos. Avaliar a qualidade de um produto garantindo sua conformidade com a legislação é determinante para a confiabilidade dos consumidores e credibilidade dos produtores.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-07-03
Como Citar
Vincenzo Fiod Riccio, B., Cristina Oliveira Françóia, P., Olsen Sorgatto , P., Vicente Pereira, A., & Stella Bortoli. (2020). ANALYSIS OF SYNTHETIC ADULTERANTS, MEAN WEIGHT AND LABELING IN TRADITIONAL PHYTOTHERAPIC PRODUCTS. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 12(2), 24-34. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/3507