EPIDEMIOLOGIA E MANEJO DOS PACIENTES DIAGNÓSTICOS COM INFARTO DO MIOCÁRDIO SEM OBSTRUÇÃO CORONÁRIANA (MINOCA): REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

  • Angelica Augusta Grigoli
  • Maria Fernanda Ferreira Viccechi

Resumo

Realizar uma revisão da literatura sobre Myocardial Infarction With Nonobstructive Coronary Arteries (MINOCA). A metodologia foi realizada através de levantamento de publicações sobre o tem utilizando a pergunta norteadora: Quais as características clínicas, epidemiológicas e o manejo mais apropriado para os pacientes com MINOCA? As bases de dados utilizadas foram LILACS, SCIELO, PubMed e Cochrane com os descritores “MINOCA”, Myocardial Infarction With Nonobstructive Coronary Arteries”, “management”. Os resultados obtidos foram 63 artigos na PubMed, sendo que 10 responderam ao questionamento. Cochrane foram encontrados 3 artigos com apenas 2 disponíveis para leitura. O Scielo e Lilacs não possuíam artigos que respondessem a pergunta. Entre os 12 artigos utilizados no estudo encontro-se que a MINOCA está presente em 5% a 7% dos pacientes. Há uma variedade de causas e fatores de risco que resultam nessa condição, o manejo com anti-hipertensivos e antiplaquetários necessitam de ensaios clínicos para confirmar os resultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-12-10

Como Citar

Grigoli, A. A., & Ferreira Viccechi , M. F. . (2020). EPIDEMIOLOGIA E MANEJO DOS PACIENTES DIAGNÓSTICOS COM INFARTO DO MIOCÁRDIO SEM OBSTRUÇÃO CORONÁRIANA (MINOCA): REVISÃO INTEGRATIVA. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 12(3), 74-81. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/3404