AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR RESPIRATÓRIA E SINTOMAS DE DISPNEIA EM GESTANTES NO SEGUNDO TRIMESTRE GESTACIONAL

Autores

  • Ana Paula Barroca Silva
  • Ana Julia da Silva Viana
  • Ana Paula Menegolo
  • Stephanie Aparecida Gonçalves Medina
  • Flávio Danilo Mungo Pissulin
  • Francis Lopes Pacagnelli
  • Gabriela Andrade Piemonte Lopes UNOESTE

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a força muscular respiratória e sintomas de dispneia em gestantes saudáveis no segundo trimestre gestacional. Trata-se de um estudo de caráter descritivo, onde foram avaliadas 7 gestantes, encaminhadas ao projeto de extensão universitária “Atuação Fisioterapeutica em Mulheres que Integram a Rede Cegônha (SUS)”.

Foi aplicada a ficha de avaliação inicial para a coleta de dados pessoais e específicos da gestação; foi usada a escala de Borg com base em algumas situações do cotidiano da gestante para a percepção subjetiva de esforço e o teste de manovacuometria.

 A pesquisa mostrou que as forças musculares inspiratórias e expiratórias encontram-se diminuída no segundo trimestre gestacional, e que a situação que obteve a maior percepção subjetiva de esforço é “limpar a casa”.

Conclui-se que há diminuição da força muscular respiratória e que pode ter associação com os sintomas de dispneia apresentados.

Palavras-chave: gestante, gestação, dispneia, testes de função respiratória, músculos respiratórios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-06-01

Como Citar

Barroca Silva, A. P., da Silva Viana, A. J., Menegolo, A. P., Gonçalves Medina, S. A., Mungo Pissulin, F. D., Lopes Pacagnelli, F., & Lopes, G. A. P. (2020). AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR RESPIRATÓRIA E SINTOMAS DE DISPNEIA EM GESTANTES NO SEGUNDO TRIMESTRE GESTACIONAL. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 12(2), 1-5. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/2671

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##