ESQUIZOFRENIA CATATÔNICA: UM RELATO DE CASO

  • Matheus Mitsuo de Souza Kasai UNOESTE
  • Taynara Melchior Fratoni UNOESTE
  • Nicole Cirilo Ducci UNOESTE
  • Aline Aparecida Buriola UNOESTE
Palavras-chave: Esquizofrenia, Transtornos Mentais, Transtornos Psicóticos, Esquizofrenia Catatônica, Medicina.

Resumo

A esquizofrenia é um transtorno psicótico que se caracteriza por déficits no neurodesenvolvimento, que acarretam prejuízos no funcionamento pessoal, social, acadêmico ou profissional do indivíduo. A catatonia pode vir associada a diversos transtornos do neurodesenvolvimento, atingindo cerca de 35% das pessoas com esquizofrenia, e, é caracterizada pela perturbação psicomotora acentuada que pode envolver atividade motora excessiva e peculiar. Apresentamos o caso de uma jovem com quadro clínico característico de esquizofrenia catatônica, a qual começou com obsessões por operações matemáticas, ouvia vozes ameaçando-a caso não solucionasse as operações. Tinha obsessão também por tomar banho e lavar as mãos. Durante sua internação apresentava episódios catatônicos, não contactuava, não possuía expressão facial, apresentava-se em posição ortostática e em mutismo. Houve melhora do quadro com internação e uso de benzodiazepínico e neurolépticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-29
Como Citar
Kasai, M., Fratoni, T., Ducci, N., & Buriola, A. (2019). ESQUIZOFRENIA CATATÔNICA: UM RELATO DE CASO. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 10(3), 66-72. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/2349