DIAGNÓSTICO DA TUBERCULOSE EM UNIDADES PRISIONAIS DO OESTE PAULISTA: IMPORTÂNCIA DA CULTURA E AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DO TESTE RÁPIDO MOLECULAR

Autores

  • Nayara Rodrigues Monteiro Instituto Adolfo Lutz - Presidente Prudente
  • Lourdes Aparecida Zampieri D’Andrea
  • Paula Esteves da Silva Lima
  • Marta Xavier Alfredo
  • Mariza Menezes Romão

Palavras-chave:

Tuberculose, Diagnóstico, Cultura, Teste Rápido Molecular, Unidade prisional

Resumo

A Tuberculose, doença infecciosa causada por micobactérias pertencentes ao Complexo M. tuberculosis, consiste num problema de saúde pública, principalmente nas unidades prisionais cujas condições são propicias à incidência deste agravo. O objetivo deste estudo foi analisar a importância da cultura automatizada MGIT® 960 BD (“padrão-ouro”), o desempenho do Teste Rápido Molecular no equipamento GeneXpert® MTB/RIF e a distribuição do quantitativo da tuberculose em cinco unidades prisionais da área de abrangência do CLR IAL PP V, no período entre outubro/2015 e outubro/2016. Foram analisadas 4.509 amostras para diagnóstico, apresentando especificidade de 99,03%, sensibilidade de 72,73% e concordância de 97% entre os testes. Os Resultados mostraram a importância da cultura para identificação de espécie e implantação do TRM-TB na rotina laboratorial, bem como da necessidade de melhoria na qualidade e no quantitativo de amostras coletadas no sistema prisional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-05-11

Como Citar

Monteiro, N. R., Aparecida Zampieri D’Andrea, L., Esteves da Silva Lima, P., Xavier Alfredo, M., & Menezes Romão, M. (2018). DIAGNÓSTICO DA TUBERCULOSE EM UNIDADES PRISIONAIS DO OESTE PAULISTA: IMPORTÂNCIA DA CULTURA E AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DO TESTE RÁPIDO MOLECULAR. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 10(1), 35-40. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/2303

Edição

Seção

Artigos Originais

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##