ESTUDO CLÍNICO PARA AVALIAR O TEMPO GASTO COM EXERCICIOS FÍSICOS DURANTE A FISIOTERAPIA DE GRUPO EM CIRCUITO DE TREINAMENTO EM HEMIPARÉTICOS CRÔNICOS

Autores

  • Andressa Sampaio Pereira
  • Mariana Bósio Mathias
  • Danilo Bravo de Freitas
  • Vanessa Niens Van Den Broek
  • Lúcia Martins Barbatto
  • Augusto Cesinando de Carvalho

Palavras-chave:

acidente vascular encefálico, hemiparesia, fisioterapia, fisioterapia em circuito de treinamento, inatividade.

Resumo

Hemiparéticos tratados em centros de reabilitação permanecem muito tempo inativos durante o tratamento numa sessão de Fisioterapia Convencional. Há evidências que a Fisioterapia de Grupo em Circuito de Treinamento (FGCT) é eficaz em aumentar a quantidade de tempo ativo durante a terapia. O objetivo deste estudo foi avaliar o tempo gasto com exercícios ativos durante a FGCT em hemiparéticos crônicos. A metodologia constou de cinco hemiparéticos crônicos em tratamento num centro de fisioterapia e reabilitação da Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Presidente Prudente, onde foi utilizado uma filmadora sobre um tripé no espaço de atendimento em FGCT. Os resultados foram de 60,77 ± 1,70% do tempo da sessão com os pacientes realizando exercícios ativos e 39,23 ± 1,70% do tempo em inativos. Concluímos que o tempo gasto com exercícios ativos durante a FGCT permite que os hemiparéticos crônicos passem mais tempo em tarefas ativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-05-02

Como Citar

Sampaio Pereira, A., Bósio Mathias, M., Bravo de Freitas, D., Niens Van Den Broek, V., Martins Barbatto, L., & Cesinando de Carvalho, A. (2017). ESTUDO CLÍNICO PARA AVALIAR O TEMPO GASTO COM EXERCICIOS FÍSICOS DURANTE A FISIOTERAPIA DE GRUPO EM CIRCUITO DE TREINAMENTO EM HEMIPARÉTICOS CRÔNICOS. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 8(3), 29–33. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1811

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>