LEUCOPLASIA BUCAL – QUE LESÃO É ESTA?

Autores

  • Felipe Vinícius Rosa Ruiz UNOESTE
  • Gisele Alborghetti Nai UNOESTE

Palavras-chave:

leucoplasia bucal, câncer de boca, patologia, diagnóstico, , tratamento

Resumo

O câncer da cavidade bucal é um dos dez cânceres mais frequentes ao redor do mundo. Diferente das neoplasias malignas da pele, aquelas que ocorrem na cavidade bucal apresentam prognóstico pior, com morbi-mortalidade elevada, devido a grande vascularização desta área propiciando a disseminação neoplásica, além de o tratamento poder provocar mutilações importantes aos pacientes. A mortalidade resultante do câncer bucal está fortemente correlacionada ao estágio de diagnóstico, prevenção e diagnóstico precoce de lesões precursoras. O carcinoma espinocelular (CEC) da boca e da cabeça e pescoço é a forma mais comum de câncer e está associado à presença de lesões pré-neoplásicas. A leucoplasia bucal é definida pela Organização Mundial da Saúde como uma placa branca que não pode ser caracterizada clinicamente ou patologicamente. Aproximadamente, 3% da população mundial tem leucoplasia. Destas lesões, 5 a 25% são lesões pré-neoplásicas. Como o diagnóstico de leucoplasia é feito por exclusão de outra doença ou desordem conhecida, a biópsia em lesões leucoplásicas é mandatória. Microscopicamente, a leucoplasia pode ser caracterizada por uma gama de alterações na renovação e maturação epitelial, tais como hiperplasia de células escamosas, displasia epitelial, carcinoma in situ e CEC invasor. No caso das leucoplasias bucais ainda dependemos fortemente do julgamento clínico, biópsias adequadas e do exame histopatológico para definição do seu potencial de malignização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Vinícius Rosa Ruiz, UNOESTE

Discente de graduação em Odontologia, da Faculdade de Odontologia de Presidente Prudente (FOPP), Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), Presidente Prudente, SP, Brasil.

Gisele Alborghetti Nai, UNOESTE

Professora do Departamento de Patologia da UNOESTE. Médica patologista, responsável técnica pelo Laboratório de Anatomia Patológica da UNOESTE.

Publicado

2017-01-13

Como Citar

Ruiz, F. V. R., & Nai, G. A. (2017). LEUCOPLASIA BUCAL – QUE LESÃO É ESTA?. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 8(2), 37-45. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1327

Edição

Seção

Revisão

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##