ISOLAMENTO DE SALMONELLA SPP E STAPHYLOCOCCUS AUREUS EM CARNE DE FRANGO E CONDIÇÕES DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS NO MUNICÍPIO DE TUPÃ-SP

Autores

  • Erica Montezani
  • Rogério Giuffrida Unoeste
  • Ricardo Augusto Pereira Andrade Unoeste
  • Bruno Lima Silva Unoeste

Palavras-chave:

toxinfecções, salmoneloses, aves, contaminação, saúde pública

Resumo

O trabalho propôs um estudo de avaliação das condições higiênico-sanitárias dos 55 estabelecimentos que comercializam carne de frango no município de Tupã-SP. Foram analisadas 70 amostras de carcaças e cortes de frango congelados e resfriados comercializados em supermercados e açougues, onde, no momento da coleta por meio de uma lista de verificação foram abordadas questões referentes à identificação do estabelecimento, avaliação da rotulagem e armazenamento do produto seguido de uma análise microbiológica para avaliar a presença de Staphylococcus aureus e Salmonella spp nas amostras. O gênero. S. aureus foi isolado em três amostras pesquisadas (4,2%), com estimativas de contagens de 7,28x103, 1,88x104 e 1,6x103 UFC/g. Apenas uma amostra foi positiva para Salmonella spp (1,4%). Apesar do baixo percentual de amostras contaminadas, a carne de frango comercializada no município oferece riscos à saúde dos consumidores em razão da conservação inadequada em temperaturas de armazenamento superiores às permitidas pela legislação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-01-17

Como Citar

Montezani, E., Giuffrida, R., Andrade, R. A. P., & Silva, B. L. (2018). ISOLAMENTO DE SALMONELLA SPP E STAPHYLOCOCCUS AUREUS EM CARNE DE FRANGO E CONDIÇÕES DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS NO MUNICÍPIO DE TUPÃ-SP. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 9(2), 30-36. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1314

Edição

Seção

Artigos Originais

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##