HIPERIDROSE PRIMÁRIA E QUALIDADE DE VIDA

Autores

  • Rafael de Oliveira Pena Neto Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE
  • Simone Shirasaki Orosco Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE

Palavras-chave:

Hiperidrose, Simpatectomia, Sudorese, Qualidade de vida, Satisfação do paciente

Resumo

A hiperidrose é caracterizada pela transpiração em excesso, de forma incontrolável, podendo surgir sem qualquer fator desencadeante. Atualmente, a simpatectomia é padrão-ouro no tratamento definitivo dos casos mais graves. Diante disso, este trabalho tem como objetivo identificar a frequência de ocorrência de hiperidrose compensatória em pacientes pós simpatectomia e o grau de satisfação do paciente após procedimento. Para o alcance do objetivo, a metodologia escolhida foi a revisão integrativa. Foram selecionados 10 artigos no período de 2007 a 2014. Todos os estudos indicaram que a hiperidrose compensatória é o principal problema em pacientes que são submetidos à simpatectomia, com valores entre 37% a 100%. A maior parte dos pacientes submetidos à simpatectomia, independente da hiperidrose reflexa, notaram melhora em suas vidas. Devido a grande incidência e impacto na vida social dos portadores, devem-se buscar novas pesquisas para o desenvolvimento de técnicas e tratamentos que diminuam os efeitos da hiperidrose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-05-22

Como Citar

Neto, R. de O. P., & Orosco, S. S. (2015). HIPERIDROSE PRIMÁRIA E QUALIDADE DE VIDA. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 6(2), 109-122. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1202

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##