GASTOS AMBULATORIAIS DO SUS EM SERVIÇOS AUDITIVOS NAS MACRORREGIONAIS DO ESTADO PARANÁ

Autores

  • Robsmeire Calvo Melo Zurita Universidade Estadual de Maringá (UEM)
  • Rebeca Melo Zurita Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT)

Palavras-chave:

Gastos em Saúde. Perda Auditiva. Custos de Cuidados de Saúde

Resumo

A deficiência auditiva é considerada uma doença severa e incapacitante que acomete 3,3% da população brasileira e pode levar a uma sobrecarga tanto social quanto econômica ao indivíduo portador, a sua família e a sociedade. Faz parte da Política Nacional de Atenção a Saúde Auditiva o atendimento integral aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que compreende desde ações que englobam a atenção básica (promoção, prevenção e identificação precoce de problemas auditivos) até as de alta complexidade como protetização, em serviços credenciados. O objetivo do estudo foi estimar os gastos de procedimentos realizados na alta complexidade da Saúde Auditiva pelas macrorregionais no Estado do Paraná em 2005 e 2006 nos serviços credenciados pelo Ministério da Saúde. Estudo descritivo, documental, quantitativo das informações secundárias coletadas do Sistema de Informação Ambulatorial do SUS (SIA/SUS) das instituições públicas, privadas e filantrópicas. Os gastos com a Saúde Auditiva no Estado do Paraná concentraram-se em 63% no setor privado seguido pelos serviços filantrópicos com 27% e os serviços públicos com 10% dos recursos financeiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-05-22

Como Citar

Zurita, R. C. M., & Zurita, R. M. (2015). GASTOS AMBULATORIAIS DO SUS EM SERVIÇOS AUDITIVOS NAS MACRORREGIONAIS DO ESTADO PARANÁ. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 6(2), 59-70. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1196