ANÁLISE DO TRANSPORTE MUCOCILIAR DE TABAGISTAS EM INTERVALOS DE ABSTINÊNCIA DO TABACO

Autores

  • Guilherme Yassuyuki Tacao Universidade Estadual Paulista – FCT/UNESP
  • Ercy Mara Cípulo Ramos Universidade Estadual Paulista – FCT/UNESP
  • Paula Roberta da Silva Pestana Universidade Estadual Paulista – FCT/UNESP
  • Luiz Carlos Soares de Carvalho Junior Universidade Estadual Paulista – FCT/UNESP
  • Ana Paula Coelho Figueira Freire Universidade Estadual Paulista – FCT/UNESP
  • Dionei Ramos Universidade Estadual Paulista – FCT/UNESP

Palavras-chave:

Transporte mucociliar, tabagismo, sintomas de abstinência

Resumo

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Portanto, o objetivo foi avaliar o efeito agudo do hábito tabagístico no transporte mucociliar em diferentes momentos. Foi composto por 2 grupos (Grupo tabagista n=20; e Grupo não tabagista n=20). Inicialmente foram obtidos dados pessoais, história tabágica e, após 12 horas em abstinência tabagística foi realizado teste de função pulmonar (espirometria), quantificação do monóxido de carbono no ar exalado (Coex) e mensuração do tempo de trânsito de sacarina (TTS). Para normalidade dos dados utilizou-se o teste de Shapiro Wilk, e para comparação entre grupos t student ou Mann-Whitney, dependendo da distribuição. O TTS mostrou valor inferior ao grupo controle, tendo a maior média encontrada após 20 minutos. O transporte mucociliar dos participantes tabagistas não foi diferente do grupo controle, mesmo após exposição aguda aos componentes do cigarro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-05-22

Como Citar

Tacao, G. Y., Ramos, E. M. C., Pestana, P. R. da S., Junior, L. C. S. de C., Freire, A. P. C. F., & Ramos, D. (2015). ANÁLISE DO TRANSPORTE MUCOCILIAR DE TABAGISTAS EM INTERVALOS DE ABSTINÊNCIA DO TABACO. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 6(2), 22-30. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1192

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##