TEORIA DAS JANELAS QUEBRADAS: UMA REFLEXÃO NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO

  • Roberta Micheli de Oliveira Cavalcante
  • Olivie Samuel Paião Universidade do Oeste Paulista

Resumo

Este trabalho traz uma reflexão sobre a teoria das janelas quebradas, vislumbrando sua aplicabilidade no ordenamento jurídico brasileiro, haja vista a alta taxa de criminalidade existente, geradora de temor e insegurança. Utilizou-se, na metodologia, o método hipotético-dedutivo, analisando-se do geral para o particular. Abordar-se-á o instituto da criminologia, de forma sucinta, apontando seu conceito e finalidades, bem como no que se difere do direito penal.  Feito o breve introito, a teoria das janelas quebradas será discutida a fim de compreendê-la, enfatizando sua origem e um paralelo de sua aplicação com relação entre a desordem e a criminalidade. Conclui-se o presente artigo, demonstrando a solidificação da aplicabilidade da teoria das janelas quebradas em nosso ordenamento jurídico brasileiro. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-12
Como Citar
Micheli de Oliveira Cavalcante, R., & Samuel Paião, O. (2018). TEORIA DAS JANELAS QUEBRADAS: UMA REFLEXÃO NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO. Colloquium Socialis. ISSN: 2526-7035, 2(1), 68-72. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cs/article/view/2636