O TRANSPORTE URBANO NA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE/SP: UMA AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS USUÁRIOS FRENTE AO SERVIÇO PÚBLICO

  • Thais Fernandes Martins Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE)
  • Marco Antonio Catussi Paschoalotto Universidade de São Paulo
  • Pedro Henrique de Oliveira Universidade de São Paulo
  • Marco Meneguzzo Università degli studi di Roma "Tor Vergata"
Palavras-chave: Monopólio, Política pública, Transporte coletivo, Município.

Resumo

O monopólio possui características marcantes impostas a sociedade e ao serviço público com a consequência de eventuais problemas. Entretanto, a população pode não compreender os impactos que o monopólio traz para o transporte público de um município. Desta forma, o objetivo deste trabalho é apontar os impactos que o monopólio trouxe para os serviços públicos de transporte no município de Presidente Prudente/SP. A metodologia utilizada foi abordagem mista com uma etapa quantitativa, a partir de uma survey e, posteriormente uma etapa qualitativa, com a aplicação de uma entrevista. Como resultados apontam-se a insatisfação, de modo geral, da população com o transporte urbano na cidade, sendo esse um ponto abordado também na entrevista, em que o governo municipal declarou ter conhecimento dos pontos de insatisfação. Conclui-se que ainda há muito para ser melhorado na questão do transporte público e que a sociedade, a partir da participação, tem papel preponderante para realizar esse processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thais Fernandes Martins, Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE)
Graduada em Administração pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE).
Marco Antonio Catussi Paschoalotto, Universidade de São Paulo
Professor Titular do Departamento de Administração da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE)Pesquisador do GPublic - Centro de Estudos em Gestão e Políticas Públicas Contemporâneas 
Doutorando em Administração de Organizações (FEA/RP - USP)Mestre em Administração de Organizações (FEA/RP - USP)Graduado em Administração Pública (UNESP)
Pedro Henrique de Oliveira, Universidade de São Paulo
Possui graduação em Administração Pública pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (FCLAr/UNESP). É mestre em Engenharia de Produção pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC/USP). Atualmente é doutorando do programa de pós-graduação em Engenharia de Produção da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC/USP). Fez parte do Grupo de Estudos Organizacionais da Pequena Empresa (GEOPE). Faz parte do grupo de pesquisa Integração das Estratégias de Recursos Humanos e de Produção. Possui experiência em organizações públicas e privadas com atuação nos temas de gestão estratégica e inovação. Também possui vivência internacional durante intercâmbio estudantil com bolsa no México.
Marco Meneguzzo, Università degli studi di Roma "Tor Vergata"
Professore ordinario di Management pubblico e non profit presso l’USI dal 2002. Collabora all’interno dell’IdEP quale coordinatore scientifico dell’area management pubblico e sanitario e direttore scientifico del Master biennale PMP (Politique et Management Public) promosso dal Polo svizzero in amministrazione pubblica (www.swipan.ch).
È professore emerito di Economia delle aziende ed amministrazioni pubbliche nell’Università di Roma Tor Vergata. Entrato in università dopo esperienze lavorative, ha approfondito lo sviluppo delle logiche aziendali e di management nella PA e nel settore sanitario. Ha coordinato e partecipato a numerosi progetti di ricerca su: processi di modernizzazione dei governi regionali e locali, sviluppo di logiche di pianificazione strategica nei governi locali, public governance e local governance, partenariato pubblico – privato.
Publicado
2019-10-16
Como Citar
Martins, T. F., Paschoalotto, M. A. C., Oliveira, P. H. de, & Meneguzzo, M. (2019). O TRANSPORTE URBANO NA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE/SP: UMA AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS USUÁRIOS FRENTE AO SERVIÇO PÚBLICO. Colloquium Socialis. ISSN: 2526-7035, 3(2), 33-42. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cs/article/view/2260