O PATRIMÔNIO URBANO E ARQUITETÔNICO DA PEQUENA CIDADE DO OESTE PAULISTA: A EXPERIÊNCIA DO LUGAR E O PROJETO DE INTERVENÇÃO

Autores

  • Hélio Hirao
  • Matheus A. S. Chaparim

Palavras-chave:

técnicas retrospectivas, percepção, intervenção projetual

Resumo

O artigo discute uma experiência de ensino desenvolvida com alunos do quarto ano de arquitetura e urbanismo da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Campus de Presidente Prudente na disciplina Técnicas Retrospectivas, em 2016. Os procedimentos metodológicos utilizaram instrumentos perceptivos para subsidiar propostas de intervenção sobre o patrimônio urbano e arquitetônico de uma pequena cidade do interior do oeste paulista, Indiana. Para isso, fez o reconhecimento do lugar examinando as sensações das atmosferas percebidas através das derivas realizadas no centro histórico. As hipóteses de intervenção revelaram preocupações em qualificar os espaços livres abertos e públicos como ponto fundamental para a preservação do patrimônio com intervenções que valorizam o potencial das formas, dos significados e de reativação do lugar, coerente com o cotidiano das pessoas, proporcionando espaços de apropriação e permanência, considerando assim, ações não apenas no objeto, mas nas relações que se estabelece entre ele, a comunidade e a cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-04-11

Como Citar

Hirao, H., & A. S. Chaparim, M. (2018). O PATRIMÔNIO URBANO E ARQUITETÔNICO DA PEQUENA CIDADE DO OESTE PAULISTA: A EXPERIÊNCIA DO LUGAR E O PROJETO DE INTERVENÇÃO. Colloquium Socialis. ISSN: 2526-7035, 1(3), 27-32. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/cs/article/view/2235