VILAS FERROVIÁRIAS NO OESTE PAULISTA – UM PATRIMÔNIO INDUSTRIAL EM ÁLVARES MACHADO E SANTO ANASTÁCIO

Autores

  • Mariana Souza Branco
  • Cristina Maria Perissinotto Baron UNESP-FCT

DOI:

https://doi.org/10.5747/cs.v1i3.2234

Palavras-chave:

Patrimônio Industrial, Vilas Ferroviárias, Estrada de Ferro Sorocabana, Oeste Paulista, Santo Anastácio, Álvares Machado

Resumo

A Estrada de Ferro Sorocabana propiciou o surgimento de núcleos urbanos e posteriormente muitas cidades, principalmente no Oeste Paulista. Os municípios de Álvares Machado e Santo Anastácio surgiram a partir da chegada da ferrovia, usada para escoamento de produtos, portanto possui grande valor urbanístico. Com o nascimento de novos núcleos urbanos houve também a construção de um patrimônio arquitetônico: o complexo ferroviário; incluindo suas vilas, que contribuíram para a difusão de um novo modo de vida, cultura e tecnologias. A pesquisa identifica o conjunto de edifícios componentes do complexo ferroviário: Estação Ferroviária, Galpões e Vilas Ferroviárias, sendo o foco principal o estudo das habitações dos trabalhadores da Sorocabana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-04-11

Como Citar

Souza Branco, M., & Baron, C. M. P. (2018). VILAS FERROVIÁRIAS NO OESTE PAULISTA – UM PATRIMÔNIO INDUSTRIAL EM ÁLVARES MACHADO E SANTO ANASTÁCIO. Colloquium Socialis. ISSN: 2526-7035, 1(3), 01-09. https://doi.org/10.5747/cs.v1i3.2234