IDENTIDADE DE PROFESSORES INICIANTES: TRAJETÓRIAS FORMATIVAS À LUZ DE CARTAS NARRATIVAS

Autores

  • Bruna Amaral Universidade Estadual do Ceará
  • Mariza da Costa Universidade Estadual do Ceará
  • Giovana Falcão Universidade Estadual do Ceará

Palavras-chave:

Identidade docente, Professor Iniciante, Formação de Professores, Desenvolvimento Profissional

Resumo

Entender o processo de constituição da identidade exige adentrar em uma história profissional, mas também pessoal, tendo em vista que nos constituímos na interação com o mundo e com os outros. Esse processo torna-se ainda mais significativo quando nos referimos aos professores que se encontram em início de carreira, visto que é o momento em que eles buscam instituir suas ações, posicionamentos e posturas profissionais, com base nas experiências pessoais e formativas que têm vivenciado. Este escrito tem por objetivo compreender como os docentes que os professores iniciantes tiveram ao longo de suas trajetórias acadêmicas, refletem na formação de seus processos identitários. A pesquisa ancorou-se uma abordagem qualitativa e utilizou-se como instrumento de produção de dados, cartas narrativas tecidas por três professores iniciantes da rede pública da educação básica. De acordo com os escritos dos sujeitos, foi possível perceber uma estreita relação entre identidade pessoal e profissional e que as implicações advindas das experiências escolares ou formativas da profissão encontram-se a moldar a profissionalidade e constituir a identidade docente. Percebe-se ainda que os sujeitos reconhecem ações e práticas de alguns de seus mestres refletidas em sua atuação docente, elegendo figuras significativas no processo de inserção profissional e constituição da identidade docente. Depreende-se ainda que esse processo encontra-se permeado de singularidade, pois cada um vivenciou experiências formativas e profissionais diferenciadas, encontraram professores com práticas específicas e em contextos diferentes e, assim, deram sentido e significado a essas vivências de maneira particular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Amaral, Universidade Estadual do Ceará

Licenciada em Educação Física (IFCE campus Limoeiro do Norte), Especialista em Educação Física Escolar (UECE), Mestranda em Educação (UECE), Bolsista da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (FUNCAP).

Mariza da Costa, Universidade Estadual do Ceará

Licenciada em Pedagogia (UECE), Mestranda em Educação (UECE), Bolsista da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (FUNCAP).

Giovana Falcão, Universidade Estadual do Ceará

Graduada em Psicologia (UFC), Mestre em Educação (UFC), Doutora em Educação (UECE), Professora do Curso de Pedagogia da UECE e do Programa de Pós-Graduação em Educação da UECE (PPGE/UECE).

Referências

ANDRÉ, M. E. D. A. de. Professores iniciantes: egressos de programas de iniciação à docência. Revista Brasileira de Educação v. 23, e230095, p. 01-20, dez. 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-24782018000100280&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 27 de mar. de 2020.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BORGES, C. M. F. O professor de educação física e a construção do saber. 2. ed. Campinas, SP: Papirus, 2001.

CIAMPA, A. da C. A estória do Severino e a história da Severina: um ensaio de Psicologia social. São Paulo: Brasiliense, 2000.

COSTA, E. A da S.; LIMA, M. S. L.; ALVES, F. C. A memória como elemento de (Auto) Formação. In: FARIAS, I. M. S.; NÓBREGA-THERRIEN, S. M.; CARVALHO, A. D. F. (Org.). Diálogos sobre a formação de professores. Teresina: EDUFPI, 2012. p. 49-58.

AUTOR 3; FARIAS, I. M. S. de. Narrativas de si constituindo docentes: histórias de vida de professoras da educação básica. Cadernos de Pesquisa, São Luís, v. 25, n. 4, p. 167-184. out/dez. 2018. Disponível em: <http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/10447>. Acesso em: 27 out. 2019.

FARIAS, I. M. S.; SALES, J de O. C. B.; BRAGA, M. M. S de C.; FRANÇA, M. do S. L. M. Didática e docência: aprendendo a profissão. Fortaleza: Realce Editora & Indústria Gráfica Ltda, 2008.

FORMOSINHO, J. Formação de Professores: aprendizagem profissional e ação docente. Portugal: Porto Editora, 2009.

GARCIA, C. M. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação Docente. Belo Horizonte, v. 02, n. 03, p. 11-49, ago./dez. 2010. Disponível em < https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/17/15>. Acesso em: 27 mar. 2020.

GATTI, B. (Coord.). A atratividade da carreira docente no Brasil. São Paulo: Fundação Victor Civita e Fundação Carlos Chagas, 2009.

HÜBERMAN, M. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, A. (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Portugal: Porto Editora, 1995. p. 31-60.

IMBERNÓN, F. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

IZA, D. F. V.; BENITES, L. C.; NETO, L. S.; CYRINO, M.; ANANIAS, E. V.; ARNOSTI, R. P.; NETO, S. de S. Identidade docente: As várias faces da constituição do ser professor. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 8, n. 2, p. 273-292, 2014. Disponível em: <http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/viewFile/978/339>. Acesso em: 24 out. 2019.

JOSSO, M. A transformação de si a partir A transformação de si a partir da narração de histórias de vida. Revista Educação. Porto Alegre/RS, v. 3, n. 63, p. 413-438, set./dez. 2007. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/2741/2088>. Acesso em: 24 out. 2019.

MOITA, M. da C. Percursos de formação e de transformação. In: NÓVOA, Antônio (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2000. p. 111-140.

MINAYO, M. C. de S. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2002. 81p.

MUNARI, K. de B.; DEMARTINE, Z. de B. F. Constituição da profissionalização: uma perspectiva a partir da subjetividade docente. Revista Pedagógica, v. 18, n. 39, set/dez. 2016. Disponível em: <https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/3616/2164>. Acesso em: 24 out. 2019.

NÓVOA, A. (Org). Vidas de professores. 2. ed. Portugal: Porto Editora, 1995.

NÓVOA, A. Os professores e a sua formação num tempo de metamorfose da escola. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 44, n. 3, p. 01-15. 2019. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-62362019000300402>. Acesso em: 10 abr. 2020.

PAPI, S de O. G.; MARTINS, P. L. O. As pesquisas sobre professores iniciantes: algumas aproximações. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 26, n. 03, p.39-56, dez. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/edur/v26n3/v26n3a03.pdf>. Acesso em: 27 dez. 2019.

PIMENTA, S. G. Saberes Pedagógicos e Atividade Docente. São Paulo: Cortez, 2012.

SOUSA, M. G. da S.; CABRAL, C. L. de O. A narrativa como opção metodológica de pesquisa e formação de professores. Horizontes, v. 33, n. 2, p. 149-158, jul./dez. 2015. Disponível em: <https://revistahorizontes.usf.edu.br/horizontes/article/view/149/102>. Acesso em: 27 dez. 2019.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VAILLANT, D.; GARCIA, C. M. Ensinando a ensinar: as quatro etapas de uma aprendizagem. Curitiba: Editora UTFPR, 2012.

VYGOSTKY, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

Publicado

2020-12-18

Como Citar

Amaral, B. L. de M., Pereira, M. da C., & Falcão, G. M. B. (2020). IDENTIDADE DE PROFESSORES INICIANTES: TRAJETÓRIAS FORMATIVAS À LUZ DE CARTAS NARRATIVAS. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 17, 295-307. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/3694

Edição

Seção

Dossiê: Formação de Professores