A ESCOLHA PELO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNIFESP

  • Felipe Lopes Terrão Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Departamento de Educação: História, Política, Sociedade.
  • Leda Maria de Oliveira Rodrigues Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Palavras-chave: Capital Cultural; Educação Física; Campo., Cultural Capital; Physical Education; Field., Capital Cultural; Educación Física; Campo.

Resumo

Este estudo investigou as razões pela escolha do curso de educação física da Universidade Federal de São Paulo. Também faz uma comparação socioeconômica entre 16 discentes do sistema universal ou sistema de cotas. Na segunda etapa foram realizadas cinco entrevistas utilizando os conceitos e concepções de Pierre Bourdieu. As respostas dos questionários permitem caracterizar os discentes pelo sistema universal como classe média e os ingressantes do sistema de cotas com perfil popular. As análises das entrevistas confirmaram a relação entre incorporação no capital cultural de práticas corporais da educação física e a escolha pelo curso. As falas também mostram que os estudantes pelo sistema universal escolheram a Unifesp como estratégia para manter sua posição social. No caso dos discentes pelo sistema de cotas o acesso ao ensino superior público retrata a busca por uma nova reclassificação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Lopes Terrão, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Departamento de Educação: História, Política, Sociedade.

Sou doutorando em Educação pelo programa Educação: História, Política, Sociedade. Mestre em Educação pelo programa Educação: História, Política, Sociedade da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP. Especialista em Atividade Física, Exercício Físico e os Aspectos Psicobiológicos pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. Licenciatura Plena em Educação Física e Pedagogia.

Referências

ALAN. Entrevista utilizando os conceitos e concepções de Pierre Bourdieu. Entrevistador: Felipe Lopes Terrão. São Paulo, 2019. E Entrevista concedida para pesquisa.

BIASE, É. G. Motivos de escolha do curso de graduação: uma análise da produção científica nacional. 2008. 130f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

BOURDIEU, P. Escritos de Educação. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. (Orgs.). Tradução: Magali de Castro. Petrópolis: Vozes, 1998.

BOURDIEU, P. Sobre a televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

BOURDIEU, P. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp, Porto Alegre: Zouk, 2013.

BRASIL. Lei nº 9.696, de 1 de Setembro de 1998. Dispõe sobre regulamentação da Profissão de Educação Física. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 1998.

BRASIL. Decreto nº 7.824 de 11 de Outubro de 2012. Regulamenta a Lei no 12.711, de 29 de agosto de 2012, que dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 2012.

BRASIL. Lei nº12.711 de 29 de Agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 2012.

BRASIL. Decreto nº 8.166 de 23 de Dezembro de 2013. Dispõe sobre a regulamentação da Lei nº 12.382, de 25 de fevereiro de 2011, que dispõe sobre o valor do salário mínimo e a sua política de valorização de longo prazo. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 2013.

BRASIL. Lei nº 13.409 de 28 de Dezembro de 2016. Altera a Lei no 12.711, de 29 de agosto de 2012, para dispor sobre a reserva de vagas para pessoas com deficiência nos cursos técnico de nível médio e superior das instituições federais de ensino. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 2016.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CP 01/2002, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília. Brasília, DF, 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_02.pdf. Acesso em: 28 nov. 2018.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Parecer CNE/CES 058/2004, de 18 de fevereiro de 2004. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Educação Física, em nível superior de graduação plena. Brasília. Brasília, DF, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/2007/pces058_04.pdf. Acesso em: 30 nov. 2018.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES 07/2004, de 31 de março de 2004. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Educação Física, em nível superior de graduação plena. Brasília. Brasília, DF, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/ces0704edfisica.pdf. Acesso em: 30 nov. 2018.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES 07/2007, de 4 de outubro de 2007. Alteração do § 3º do art. 10 da Resolução CNE/CES 07/2004, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Educação Física, em nível superior de graduação plena. Brasília. Brasília, DF, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/2007/pces142_07.pdf. Acesso em: 30 nov. 2018.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Parecer CNE/CES 274/2011, aprovado em 6 de julho de 2011. Indicação referente à revisão do texto das Diretrizes Curriculares Nacionais para curso de Graduação em Educação Física. Brasília. Brasília, DF, 2011. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=8772-pces274-pdf&category_slug=setembro-2011-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 30 nov. 2018.

FERES JUNIOR, J.; DAFTON, V. T; CAMPOS, L. A. A. Ação afirmativa, raça e racismo: uma análise das ações de inclusão racial nos mandatos de Lula e Dilma. Revista de Ciências Humanas, Viçosa-MG, v. 12, n. 2, p. 399-414, 2012.

FERREIRA, S; GUERRA, R; PACHECO, P; GOMES, R; AZEVEDO, P; BOTERO, J; OLIVEIRA, R. Formação profissional em Educação Física e saúde na Universidade Federal de São Paulo. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, Florianópolis, v. 18, n. 5, p. 646-651, 2013. Disponível em: http://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/2579. Acesso em: 30 nov. 2018. DOI: 10.12820/rbafs.v.18n5p646.

LUÍS. Entrevista utilizando os conceitos e concepções de Pierre Bourdieu. Entrevistador: Felipe Lopes Terrão. São Paulo, 2019. Entrevista concedida para pesquisa.

NOZAKI, HT. Educação Física e reordenamento no mundo do trabalho: mediações da regulamentação da profissão. 2004. 383f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2004.

SAMPAIO, H, SANCHEZ, I. Formação acadêmica e atuação profissional de docentes em educação: USP e UNICAMP. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47 n. 166 p. 1268-1291, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010015742017000401268&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 30 nov. 2018. DOI: 10.1590/198053144495.

SANTOS, JC; BRITO, A. F; MOREIRA, W. W. Formação profissional em educação física: o perfil dos egressos da UFPI no século XXI. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 26, n. 2, p. 73-81, 2018.

SARA. Entrevista utilizando os conceitos e concepções de Pierre Bourdieu. Entrevistador: Felipe Lopes Terrão. São Paulo, 2019. Entrevista concedida para pesquisa.

THIOLLENT, M. Crítica metodológica, investigação social e enquete operária. São Paulo: Polis, 1981.

YAGO. Entrevista utilizando os conceitos e concepções de Pierre Bourdieu. Entrevistador: Felipe Lopes Terrão. São Paulo, 2019. E Entrevista concedida para pesquisa.

YURI. Entrevista utilizando os conceitos e concepções de Pierre Bourdieu. Entrevistador: Felipe Lopes Terrão. São Paulo, 2019. Entrevista concedida para pesquisa.

Publicado
2020-05-21
Como Citar
Terrão, F. L., & Rodrigues, L. M. de O. (2020). A ESCOLHA PELO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNIFESP . Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 17, 49-60. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/3373