FUNÇÕES ATENCIONAIS DE CRIANÇAS COM ANOMALIAS CRANIOFACIAIS: UM ESTUDO SOBRE A CONCEPÇÃO DE PROFESSORES

Palavras-chave: Neuropsicologia, Atenção, Professor, Fissura Palatina, Síndrome

Resumo

Compreender os pressupostos teóricos das anomalias craniofaciais e as implicações cognitivas da função atencional é essencial para que o professor, como mediador do processo educativo, compreenda seu aluno desatento com fissura labiopalatina, sindrômico ou não, e desenvolva estratégias de manejo em sala de aula. Este estudo caracterizou a concepção de professores sobre a função atencional, condições atípicas craniofaciais e o emprego de estratégias educativas relacionadas. Participaram 129 professores de ensino fundamental que responderam a um protocolo de investigação com questões sobre conceitos, características e estratégicas de intervenção. Os dados indicaram que 54% desconheciam as noções básicas sobre as temáticas, evidenciando repertórios limitados no trato ao aluno com anomalias craniofaciais e no emprego de estratégias efetivas de manejo atencional em sala de aula. Os resultados apontaram para a necessidade da adoção de programas de treinamento de competências e a difusão de conhecimento, como também, sinalizou a importância de se rever as políticas públicas existentes no processo de formação de professores do ensino básico, essencial na capacitação por excelência, de profissionais da Educação.

Descritores: Neuropsicologia. Atenção. Professor. Fissura Palatina. Síndrome.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jhenifer Prescilla Dias, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP - Bauru)

Possui graduação em Psicologia (Formação e Bacharelado/2017) pelas Faculdades Integradas de Jaú (FIJ). Atualmente é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Bauru). Atua como Psicóloga Educacional. 

Roberta Aparecida Zotto, Faculdades Integradas de Jaú (FIJ)

Possui graduação em Psicologia (Formação e Bacharelado/2017) pelas Faculdades Integradas de Jaú (FIJ). Atua como Psicóloga Clínica. 

Ana Vera Niquerito Bozza, Faculdades Integradas de Jaú (FIJ)

Psicóloga e Neuropsicóloga. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, na área de concentração Fissuras Orofaciais e Anomalias Relacionadas; Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, na área de concentração: Fissuras Orofaciais e Anomalias Relacionadas; e especialista em Neuropsicologia Clínica. Graduada no curso de psicologia da Universidade Sagrado Coração- Bauru/SP. Docente na graduação de psicologia e pedagogia das Faculdades Integradas de Jaú (FIJ) Pesquisadora nas áreas neuropsicologia, avaliação e reabilitação neuropsicológica, psicologia da aprendizagem e teleducação.

Maria de Lourdes Merighi Tabaquim, Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (USP)

Possui Graduação em Psicologia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras do Sagrado Coração de Jesus (1980), Mestrado em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (1996), Doutorado em Ciências Médicas pela Universidade Estadual de Campinas - FCM-UNICAMP-Campinas-SP (2002), Pós-Doutorado em Ciências Médicas pela Universidade Estadual de Campinas - FCM-UNICAMP-Campinas-SP (2008). Professora Associada-Livre Docente do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade de São Paulo, e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo. Coordenadora do Laboratório de Neuropsicologia do Desenvolvimento, Fissuras e Anomalias Craniofaciais/HRAC/USP. Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq GEP (Grupo de Estudo e Pesquisa em Desenvolvimento Humano, Fissura e Anomalias Craniofaciais: prevenção, avaliação e reabilitação/ HRAC/USP). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Neuropsicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação neuropsicológica, programas de intervenção, transtornos de aprendizagem, déficit de atenção-hiperatividade e outros transtornos do neurodesenvolvimento.

Referências

AQUINO, S. N. et al. Study of patients with cleft lip and palate with consanguineous parents. Braz J Otorhinolaryngol, v. 77, n. 1, p. 19-23, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/bjorl/v77n1/en_v77n1a04.pdf. Acesso em: 10 out. 2017.

ARAÚJO, A. P. Q. C. Avaliação e manejo da criança com dificuldade escolar e distúrbio de atenção. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 78, n. 1, p. 104-110, 2002. Disponível em: http://www.jped.com.br/conteudo/02-78-s104/port.pdf. Acesso em: 29 set. 2017.

BEE, H.; BOYD, D. A criança em desenvolvimento. 12. ed. Porto Alegre: Artmed, 2011.

BERNARDINO, L. A contribuição da Psicanálise para a atuação no campo da educação especial. Estilos da Clínica, v.12, n. 22, pp. 48-67, 2007. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/estic/v12n22/v12n22a04.pdf. Acesso em: 05 jan. 2017.

BROWN, T.E. Transtorno de déficit de atenção: a mente desfocada em crianças e adultos. Porto Alegre: Artmed, 2007.

CAMINHA, M.I. Fissuras e cicatrizes familiares: dinâmica relacional e a rede social significativa de famílias com Crianças com fissura labiopalatal. 2008. 255 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/91669/258202.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 07 jan. 2017.

CAPELOZZA FILHO, L.; SILVA FILHO, O. G. S. Fissuras Lábio - palatais – Considerações Epidemiológicas. In: PETRELLI, E. Ortodontia para fonoaudiologia. São Paulo: Lovise, 1994. p.197-238.

CARVALHO F.B.; CRENITTE, P.A.P.; CIASCA, S. M. Distúrbios de aprendizagem na visão do professor. Rev. Psicopedagogia, v. 24, n. 75, p.229-239, 2007. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicoped/v24n75/v24n75a03.pdf. Acesso em: 10 out. 2017.

CIASCA, S. M.; RODRIGUES S. D.; SALGADO C. A. TDHA-Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Rio de Janeiro: Revinter, 2010. p. 194.

DOMINGUES, A.B.C.; PICOLINI, M. M.; LAURIS, J. R.; MAXIMINO, L. P. Desempenho escolar de alunos com fissura labiopalatina no julgamento de seus professores. Rev. Soc. Bras. Fonoaudiologia, v. 16, n. 3, p. 310-316, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsbf/v16n3/12.pdf. Acesso em: 29 set. 2017.

FERRO, M. R.; MORETTI, C. N.; TABAQUIM, M. D. L. M. Remediação neuropsicológica das funções executivas de sujeito com del 22q11. 2 e fissura submucosa. In: CURSO DE ANOMALIAS CONGÊNITAS LABIOPALATINAS, 46., 2013, Bauru. Anais [...]. Bauru: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, 2013.

GANNAM, L. M.; TEIXEIRA, M. F.; TABAQUIM, M. L. M. Função atencional e flexibilidade cognitiva em escolares com fissura labiopalatina, São Paulo, Rev. Psic. da Educação, n. 40, p. 87-101, 2015. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psie/n40/n40a07.pdf. Acesso em: 30 set. 2017.

GLAT, R.; PLETSCH, M. D. O papel da Universidade no contexto da política de educação inclusiva: reflexões sobre a formação de recursos humanos e a produção de conhecimento. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 23, n. 38, p. 345-356, 2010. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/2095/1444. Acesso em 24 set. 2017.

HOLANDA, E.R.; COLLET, N. Escolarização da criança hospitalizada sob a ótica da família. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 34-42, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v21n1/a04v21n1.pdf. Acesso em: 20 jan. 2017.

JACOB, M. F.; TABAQUIM, M. L. M. Atenção e linguagem em crianças com fissura labiopalatina. Rev. Saúde e Desenvolvimento Humano, Bauru, v. 2, n. 1, p. 15-27, 2014. Disponível em: http://www.revistas.unilasalle.edu.br/index.php/saude_desenvolvimento/article/view/1314/109. Acesso em: 30 set. 2017.

JOAQUIM, R.; TABAQUIM, M.L.M. Avaliação Neuropsicológica de Crianças com Fissura Labiopalatina. Arch Health Invest, Bauru, v.2, n.5, p.59-67, 2013. Disponível em: http://www.archhealthinvestigation.com.br/ArcHI/article/view/214/469. Acesso em: 30 mar. 2017.

KOTULAK, R. Inside the brain: Revolutionary discoveries of how the mind works. Kansas City: Andrews McMeel Publishing, 1997. Cap. 2.

LADEWIG, I. A importância da atenção na aprendizagem de habilidades motoras. Rev. Paul. Educ. Fís., São Paulo, supl. 3, p. 62-71, 2000. Disponível em: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/v14%20supl3%20artigo7.pdf. Acesso em: 30 jan. 2017.

LEWIS, M. Tratado de psiquiatria da infância e adolescência. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995. Cap. 7.

LURIA, A. R. Fundamentos de neuropsicologia. São Paulo: EDUSP, 1981.

MONDELLI, M. F. C. G.; VENTURA, L. M. P.; FENIMAN, M. R. Ocorrência de perda auditiva unilateral em pacientes com fissura labiopalatina. Revista CEFAC, Bauru, v. 15, n. 6, p. 1441-1446, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rcefac/v15n6/v15n6a06.pdf. Acesso em: 30 set. 2017.

NAGEM, F. H.; MORAES, N.; ROCHA, R. G. F. Contribuições para o estudo da prevalência das malformações congênitas labiopalatinas na população escolar de Bauru. Rev. Fac. Odontologia, São Paulo, v.2, p. 111-128, 1968. Disponível em: http://hrac.usp.br/wp-content/uploads/2015/10/nagem_etal_1968.pdf. Acesso em: 03 mar. 2017.

NIQUERITO, A. V.; TABAQUIM, M. L. M. Remediação neuropsicológica das funções atencionais em crianças com fissura labiopalatina. 2013. 117 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação) - Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, Universidade de São Paulo, Bauru. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-12112013-152229/pt-br.php. Acesso em: 03 mar. 2017.

OLIVER, K.A.; ANTONIUK, A.S.; BRUCK, I. Neurodesenvolvimento Infantil: definição e conceito. In: RIECHI, T. I. J. S.; VALIATI, M .R. M. S.; ANTONIUK, A. S. Práticas em Neurodesenvolvimento Infantil: fundamentos e evidências científicas. Curitiba: Íthala, 2017. p. 23-31.

PALANDI, B.B.N.; GUEDES, Z.C.F. Aspectos da fala de indivíduos com fissura palatina e labial, corrigida em diferentes idades. Revista CEFAC, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 8-16, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rcefac/v13n1/71-09.pdf. Acesso em: 30 set. 2017.

PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento Humano. 8. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

POPI, J. M.; RIECHI, T. I. J. S. Avaliação cognitivo-comportamental no Transtorno da Atenção. In: RIECHI, T. I. J. S.; VALIATI, M. R. M. S.; ANTONIUK, A. S. Práticas em neurodesenvolvimento infantil: fundamentos e evidências científicas. Curitiba: Íthala, 2017. p. 143-152.

PRUDENCIATTI, S.; PEREIRA, R. S.; TABAQUIM, M. L. M. Identificação das competências necessárias para a aprendizagem de leitura e escrita de crianças com fissura labiopalatinas: estudo comparativo. Rev. Psicopedagogia, Bauru, v. 33, n. 102, p. 262-271, 2016. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicoped/v33n102/05.pdf. Acesso em: 20 mar. 2017.

RÉ, A. H. N. Crescimento, maturação e desenvolvimento na infância e adolescência: Implicações para o esporte. Revista Motricidade, São Paulo, v. 7, n. 3, p. 55-67, 2011. Disponível em:

http://www.revistamotricidade.com/arquivo/2011_vol7_n3/v7n3a08.pdf. Acesso em: 24 set. 2017.

SANT'ANA, I. M. Educação inclusiva: concepções de professores e diretores. Rev. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 10, n. 2, p. 227-234, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v10n2/v10n2a09.pdf. Acesso em: 13 out. 2017.

SENO, M. P. Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): o que os educadores sabem? Rev. psicopedagogia, Marília, v. 27, n. 84, p. 334-343, 2010. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicoped/v27n84/v27n84a03.pdf. Acesso em: 12 out. 2017.

SILVA, A.P.M.; ARRUDA, A.L.M.M. O Papel do Professor Diante da Inclusão Escolar. Revista Eletrônica Saberes da Educação, v. 5, n. 1, p. 25-39, 2014. Disponível em: http://docs.uninove.br/arte/fac/publicacoes_pdf/educacao/v5_n1_2014/Ana_Paula.pdf. Acesso em: 30 mar. 2017.

SILVA, C. M. et al. School in Health Promotion for children with cleft lips and palates. Text Context Nursing, Florianópolis, v. 22, n. 4, p. 1041-8, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v22n4/en_21.pdf. Acesso em 30 mar. 2017.

TABAQUIM, M. L. M. et al. Concepção de professores do ensino fundamental sobre a dislexia do desenvolvimento. Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, v. 97, n. 245, p. 131-146, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbeped/v97n245/2176-6681-rbeped-97-245-00131.pdf. Acesso em: 29 set. 2017.

TRINDADE, I. E. K.; SILVA FILHO, O. G. Fissuras Labiopalatinas: uma abordagem interdisciplinar. Bauru: Santos Editora, 2007.

TOVANI-PALONE, MR. Fonoaudiologia e fissuras labiopalatinas. Rev. Fac. Med., v.63, n. 4, pp. 741-2, 2015. DOI: 10.15446/revfacmed.v63.n4.51710. Disponível em: https://revistas.unal.edu.co/index.php/revfacmed/article/view/51710. Acesso em: 10 fev. 2019.

TOVANI-PALONE, MR, SALDIAS-VARGAS, VP. Factores genéticos y fisuras orofaciales no sindrómicas. Rev Fac. Med., v.64, n. 2, pp.381-3, 2016. DOI: 10.15446/revfacmed.v64n2.53551. Disponível em: https://www.crossref.org/iPage?doi=10.15446%2Frevfacmed.v64n2.53551. Acesso em: 10 fev. 2019.

TOVANI-PALONE, M. R.; FORMENTON, A.; BERTOLINI, S. R. Are There Regionalisation of High Complexity Surgeries and Decentralisation of Outpatient Treatment Services for Cleft Lip and/or Palate in the State of São Paulo, Brazil? HK J Paediatr, v. 23, n. 3, p. 211-219, 2018. Disponível em: http://www.hkjpaed.org/details.asp?id=1184&show=1234. Acesso em: 10 fev. 2019.

Publicado
2019-05-07
Como Citar
Dias, J. P., Zotto, R. A., Niquerito Bozza, A. V., & Tabaquim, M. de L. M. (2019). FUNÇÕES ATENCIONAIS DE CRIANÇAS COM ANOMALIAS CRANIOFACIAIS: UM ESTUDO SOBRE A CONCEPÇÃO DE PROFESSORES. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 16(1), 29-40. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/2764