A DIALÉTICA ENTRE A INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NO JOGO DE PAPÉIS SOCIAIS E O DESENVOLVIMENTO DA PSIQUE INFANTIL

  • Silvio Sena Universidade Estadual Paulista – FCT/UNESP
  • Célia Maria Guimarães Universidade Estadual Paulista – UNESP
Palavras-chave: Educação Infantil, Criança Pré-escolar, Intervenção Pedagógica, Jogo de Papéis Sociais

Resumo

Este artigo descreve parte da pesquisa de doutorado denominada ‘A dialética entre a intervenção pedagógica no jogo de papéis e o desenvolvimento psíquico da criança contemporânea em idade pré-escolar’. A investigação analisou as interferências da intervenção pedagógica no jogo de papéis para o desenvolvimento psíquico de vinte crianças de uma turma de pré-escola. A metodologia se caracterizou como pesquisa-intervenção e os dados advieram de observação participante, registros em caderno de campo, fotografias e filmagens. Os resultados comprovaram que a adequada intervenção pedagógica no jogo de papéis promove o nível de jogo e o desenvolvimento infantil. Assim, concluímos que a pesquisa clarificou o movimento dialético causado pelos elementos envolvidos na simultaneidade dos avanços do nível de jogo e do psiquismo infantil, o que serve de amparo para a formação teórica e a constituição-aprimoramento da práxis pedagógica dos professores da educação infantil e dos estudantes dos cursos de pedagogia e áreas afins.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADES, C. Um adulto atípico na cultura das crianças. In: MÜLLER, F.; CARVALHO, A. M. A. Teoria e prática na pesquisa com crianças: diálogos com William Corsaro. São Paulo: Cortez, 2009. p. 127-136.

BRASIL. Ministério da Educação. Ministério de Estado da Educação. Secretaria Executiva. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a Base. Brasília: MEC/MEE/SE/SEB, 2017.

CARVALHO, E. Totalidade como categoria central na dialética marxista. Revista do Instituto de Estudos Socialistas, n. 15, p. 177-193, out. 2007.

ELKONIN, D. B. Psicologia do jogo. 2. ed.São Paulo: Martins Fontes, 2009.

KERLINGER, F. N. Metodologia da pesquisa em Ciências Sociais: um tratamento conceitual. São Paulo: Pedagógica e Universitária, 1979.

LEONTIEV, A. N. Os Princípios psicológicos da brincadeira pré-escolar. In: VYGOTSKY, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 2012.p. 119-142.

MARTINS, L. M. Introdução aos fundamentos epistemológicos da psicologia sócio-histórica. 2015. Disponível em: <https://www.google.com.br/?gws_rd=ssl#q=introdu%C3%A7%C3%A3o+aos+fundamentos+epistemol%C3%B3gicos+da+psicologia+s%C3%B3cio+hist%C3%B3rica>. Acesso em: 28 dez. 2015.

PINO, A. As marcas do humano: as origens da constituição cultural da criança na perspectiva de Lev S. Vigotski. São Paulo: Cortez, 2005.

SENA, S. A dialética entre a intervenção pedagógica no jogo de papéis e o desenvolvimento psíquico da criança contemporânea em idade pré-escolar. 2018. 201 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2018.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores.7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Publicado
2019-05-07
Como Citar
Sena, S., & Maria Guimarães, C. (2019). A DIALÉTICA ENTRE A INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NO JOGO DE PAPÉIS SOCIAIS E O DESENVOLVIMENTO DA PSIQUE INFANTIL. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 16(1), 49-61. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/2645