AS VOZES DOS EGRESSOS DE PEDAGOGIA DE UMA IES PÚBLICA FEDERAL: ENTRE AS POLÍTICAS E A FORMAÇÃO DE PEDAGOGOS

  • Celia Maria Fernandes Nunes Universidade Federal de Ouro Preto
  • Regina Magna Bonifácio de Araújo Universidade Federal de Ouro Preto
  • Nilzilene Imaculada Lucindo Universidade do Estado de Minas Gerais
Palavras-chave: Curso de Pedagogia, Formação do Pedagogo, Egressos

Resumo

O curso de Pedagogia e suas diferentes formas de organização, ditadas pelas políticas, têm sido objeto de estudos no campo educacional. Este artigo tem como objetivo problematizar o curso de Pedagogia ao longo de sua história, a formação do pedagogo e as condições de atuação dos seus egressos. O caminho trilhado começou com a investigação do que é ser pedagogo e do impacto das Diretrizes Curriculares de 2006, na formação desse profissional e, encerra discutindo a trajetória e o lugar profissional dos egressos do curso de Pedagogia de duas instituições de ensino superior, uma pública e outra privada. Em relação às abordagens teóricas, o texto examina as contribuições de diferentes teóricos, estudiosos do papel do pedagogo na sociedade e na educação. Os dados obtidos mostraram que os alunos egressos se sentem seguros para o exercício da docência. A grande maioria está satisfeita com o curso e pretendem dar continuidade aos estudos na área educacional. Eles percebem ao mesmo tempo a importância do pedagogo para a sociedade e a sua desvalorização social, mas mantêm a esperança de que podem fazer a diferença e contribuir para uma mudança positiva na educação. A reflexão busca apontar os desafios e as possibilidades do curso de Pedagogia, compreendendo a importância de conhecermos a realidade vivida pelos egressos desses cursos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Celia Maria Fernandes Nunes, Universidade Federal de Ouro Preto

Professora do Departamento de Educação da Universidade Federal de Ouro Preto

Regina Magna Bonifácio de Araújo, Universidade Federal de Ouro Preto
Professora do Departamento de Educação da Universidade Federal de Ouro Preto
Nilzilene Imaculada Lucindo, Universidade do Estado de Minas Gerais
Professora da Universidade do Estado de Minas Gerais

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer n° 251/62. Fixa o currículo mínimo e a duração do Curso de Pedagogia. Relator: Valnir Chagas. Documenta. Rio de Janeiro, n.1, p. 59-66, jan./fev. 1963.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer n° 252/69. Fixa os mínimos de conteúdo e duração a serem observados na organização do curso de Pedagogia. Relator: Valnir Chagas. Documenta, Rio de Janeiro, n. 100, p.101-139, abr. 1969.

BRASIL. Decreto-Lei nº 1190 de 04 de abril de 1939. Dá organização à Faculdade Nacional de Filosofia. Diário Oficial da União, Rio de Janeiro, RJ, 06 abr. 1939. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1930-1939/decreto-lei-1190-4-abril-1939-349241-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 08 set. 2013.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 1/2006 de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, 16 maio 2006, Seção 1, p. 11. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acesso em: 21 dez. 2013.

BRASIL. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento de ensino superior e sua articulação com a escola média e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 29 nov. 1968. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-5540-28-novembro-1968-359201-norma-pl.html. Acesso em: 23 dez. 2013.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Dispõe sobre as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1996/lei-9394-20-dezembro-1996-362578-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 23 dez. 2013.

CABRERA, Débora. Os espaços não escolares na formação do pedagogo. 2013. 142 f. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais) – Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo. 2013. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1026063#. Acesso em: 11 jun. 2017.

CAMBI, Franco. História da Pedagogia. São Paulo: Editora UNESP, 1999.

CRUZ, Giseli Barreto da. Curso de Pedagogia no Brasil: história e formação com pedagogos primordiais. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2011.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a crise do capitalismo real. São Paulo: Ed. Cortez, 1995

GATTI, Bernardete Angelina et al. A Atratividade da Carreira Docente no Brasil: Relatório Final. São Paulo: Fundação Carlos Chagas; Fundação Vitor Civita, 2009. Disponível em: http://www.zerohora.com.br/pdf/15141177.pdf. Acesso em: 03 abr. 2018.

GATTI, Bernardete Angelina (coord.); BARRETTO, Elba Siqueira de Sá. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0018/001846/184682por.pdf. Acesso em: 07 jun. 2013.

GIMENO SACRISTAN, Jean. Poderes Instáveis em Educação. Porto Alegre: ARTMED, 1999.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Censo da educação básica: 2016 – notas estatísticas. – Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2017. 29 p. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/notas_estatisticas/2017/notas_estatisticas_censo_escolar_da_educacao_basica_2016.pdf. Acesso em 23 abr. 2017.

JESUS, Simone Penteado Silva de. A formação do pedagogo: estudo de caso com alunos egressos de um curso de pedagogia. 2010. 125f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2010. Disponível em: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1164. Acesso em 15 fev. 2017.

LEITE, Yoshie Ussami Ferrari; LIMA, Vanda Moreira Machado. Cursos de Pedagogia no Brasil: o que dizem os dados do INEP/MEC? Ensino Em-Revista, Uberlândia, v.17, n.1, p. 69-93, jan./jun. 2010. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/emrevista/article/view/8185/5197. Acesso em: 03 mar. 2015.

LIBÂNEO, José Carlos. Diretrizes Curriculares da Pedagogia: imprecisões teóricas e concepção estreita da formação profissional de educadores.Educação e Sociedade.Campinas: Editora da UFPR, v. 27, n. 96 – Especial. p. 843-876. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v27n96/a11v2796.pdf >. Acesso em: 14jan. 2016

LIBÂNEO, José Carlos.O ensino da Didática, das metodologias específicas e dos conteúdos específicos do ensino fundamental nos currículos dos cursos de Pedagogia.Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 91, n. 229, p. 562-583, set./dez. 2010b. Disponível em:

<http://rbep.inep.gov.br/index.php/rbep/article/view/630>. Acesso em: 23 abr. 2017.

LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos, para que?12. ed. São Paulo: Cortez, 2010a.

LIBÂNEO, José Carlos; PIMENTA, Selma Garrido. Formação de profissionais da educação: visão crítica e perspectiva de mudança. In: PIMENTA, S. G. (Org.) Pedagogia e Pedagogos:caminhos e perspectivas. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011. cap. 1, p. 15-61. https://doi.org/10.1590/S0101-73302006000300011

LOURO, Guacira Lopes. Magistério de 1º grau: um trabalho de mulher. Educação e Realidade, v. 14, n.2, p. 31-39, jul./dez. 1989.

LUCINDO, Nilzilene Imaculada. Quem são os pedagogos que atuam nas instituições de ensino público da SRE-OP: um estudo sobre o perfil, a formação e a trajetória desses profissionais. 2015. 158f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Ouro Preto, 2015. Disponível em: <http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5671>. Acesso em: 18 jun. 2016.

LÜDKE, Menga. A complexa relação entre o professor e a pesquisa. In: ANDRÉ, M. E. D. A. (Org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. 12. ed. Campinas: Papirus, 2012. cap. 2, p. 27-54.

PEDRO, Neuza; PEIXOTO, Francisco. A satisfação profissional e auto-estima dos professores. Análise Psicológica, v. 24, n. 2, p. 247-262, 2006. https://doi.org/10.14417/ap.167

PIMENTA, Selma Garrido. A formação de professores para a Educação Infantil e para os anos iniciais do Ensino Fundamental: análise do currículo dos cursos de Pedagogia de instituições públicas e privadas do Estado de São Paulo. In: Anais do Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, XVII, 2014, Fortaleza. Disponível em: http://www.uece.br/eventos/xviiendipe/>. Acesso em: 24 jan. 2015.

PIMENTA, Selma. Garrido. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 3. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

SANCHEZ , Liliane Barreira; GOMES, Rafael Madureira. Quem são os alunos do curso de Pedagogia e porque escolhem essa profissão: um estudo de caso. In: EDUCERE CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 12., 2015, Curitiba. Anais [..]. Curitiba:PUCPR, 2015. Disponível em: http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/17538_8109.pdf. Acesso em: 03 abr. 2018.

SARAIVA, Ana Cláudia Lopes Chequer; FERENC, Alvanize Valente Fernandes. A escolha profissional do curso de pedagogia: análise das representações sociais de discentes. In: REUNIÃO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 33., 2010, Caxambu. Anais [...]. Caxambu: ANPED, 2010. Disponível em:

http://33reuniao.anped.org.br/33encontro/app/webroot/files/file/Trabalhos%20em%20PDF/GT08-6350--Int.pdf. Acesso em: 08 jul. 2015.

SAVIANI, Dermeval. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas: Autores Associados, 2008.

SENKEVICS, Adriano Souza. Cor ou raça nas instituições federais de ensino superior: explorando propostas para o monitoramento da Lei de Cotas. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2017. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/689605. Acesso em 30 abr. 2017.

SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. 23. ed. São Paulo: Cortez. 2007.

VARGAS, Michely de Lima Ferreira. Formação e inserção profissional do pedagogo: o panorama histórico desta carreira e os egressos do curso de Pedagogia presencial da Faculdade de Educação da UFMG. 2016. 297 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. 2016. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUBD-AA2H3A. Acesso em 15 fev. 2017.

VIEIRA, Josimar. de Aparecido. Qualidade da formação inicial de pedagogos: indicadores na visão de egressos. 2010. 212 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 2010. Disponível em: http://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/2803/1/000430601-Texto%2BCompleto-0.pdf. Acesso em 14 abr. 2017.

Publicado
2019-05-07
Como Citar
Nunes, C., Bonifácio de Araújo, R., & Lucindo, N. (2019). AS VOZES DOS EGRESSOS DE PEDAGOGIA DE UMA IES PÚBLICA FEDERAL: ENTRE AS POLÍTICAS E A FORMAÇÃO DE PEDAGOGOS. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 16(1), 4-18. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/2494