A INFLUÊNCIA DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ESCOLA NO PLANEJAMENTO DA ESCOLA PÚBLICA EM PERNAMBUCO

  • Luiz Alberto Rodrigues Universidade de Pernambuco
  • Anderson de Alencar Menezes Universidade de Pernambuco
Palavras-chave: Política Educacional, Gestão Escolar, Escola pública

Resumo

Este artigo visa compreender as implicações do Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE), nas Unidades da rede estadual em Pernambuco, no período de 1998 a 2017. Na metodologia, utilizou-se da abordagem cognitiva de política pública (MULLER & SUREL, 2002) e da teoria de discurso e de análise de discurso em Norman Fairclough (2001). O desenvolvimento desta política tem resultado em um sistema de controle e regulação das variáveis quantitativas do ambiente escolar, tais como a estrutura, a condição material e os resultados da aprendizagem. O processo de participação no PDE acabou por diminuir a função dos colegiados, ao mesmo tempo em que não favoreceu a percepção da escola em sua complexidade. Após quase duas décadas, o PDE, aliado a política de recompensa, pode ter contribuído para a passividade observada no discurso dos docentes, frente aos princípios do gerencialíssimo na escola enfatizados por este Plano. A prática da gestão democrática ainda está distante de ser alcançada, na medida em que os princípios de autonomia e de participação, fundamentais neste sistema de poder, assumem no PDE um significado técnico e operacional em detrimento ao sentido político-pedagógico esperado

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Alberto Rodrigues, Universidade de Pernambuco
Professor adjunto da Universidade de Pernambuco, Doutor em Educação pela UFPE, Membro do colegiado do Programa de Mestrado Profissional em Educação - UPE, Pesquisador em Política Educacional, membro do Grupo de Pesquisas Interdisciplinares em Formação de Professores, Política e Gestão Educacional.
Anderson de Alencar Menezes, Universidade de Pernambuco
Licenciado em Filosofia pela Universidade Católica de Pernambuco, Bacharel em Teologia pelo Centro Unisal - Campus Pio XI (São Paulo), Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco e Doutor em Ciências da Educação pela Universidade do Porto/Portugal. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Alagoas, Membro do CONSELHO EDITORIAL E CONSULTOR DA REVISTA REDUC( Revista Eletrônica de Educação de Alagoas). PROFESSOR e PESQUISADOR DO MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO DO PPGE/CEDU/UFAL; Membro do CONSELHO EDITORIAL da Revista Eletrônica - COGNITIO da PUC SÃO PAULO; Tem interesse pelas seguintes Linhas de Pesquisa: 1) ÁREA DA FILOSOFIA: EPISTEMOLOGIA, HERMENÊUTICA E TEORIA CRÍTICA. 2) ÁREA DA EDUCAÇÃO: FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS DA EDUCAÇÃO; FUNDAMENTOS SOCIOANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO; TEORIA CRÍTICA E EDUCAÇÃO; HERMENÊUTICA E EDUCAÇÃO, PROFISSÃO DOCENTE.
Publicado
2018-12-19
Como Citar
Rodrigues, L., & Menezes, A. (2018). A INFLUÊNCIA DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ESCOLA NO PLANEJAMENTO DA ESCOLA PÚBLICA EM PERNAMBUCO. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 15(3), 138-156. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/2444