A ESCOLA E OS ALUNOS TRABALHADORES: CONSIDERAÇÕES NECESSÁRIAS

Autores

  • Aline Madia Mantovani UNESP
  • Renata Maria Coimbra Universidade Estadual Paulista – UNESP

Palavras-chave:

escola, alunos trabalhadores, políticas educacionais, trabalho infantil, Educação de Jovens e Adultos

Resumo

O objetivo desse estudo é discutir as políticas educacionais à luz de considerações sobre o trabalho infantil, buscando elementos que ampliem o debate sobre o processo de escolarização de alunos trabalhadores, oriundos de turmas de Educação de Jovens e Adultos. De um ponto de vista teórico, propõe-se a análise da legislação educacional vigente e da literatura sobre trabalho infantil disponível nacional e internacionalmente. Para complementar essa análise, buscou-se dados empíricos por meio de uma metodologia com abordagem quanti-qualitativa que contou com a utilização de questionário junto a 131 estudantes de duas escolas públicas que atendem na modalidade de Educação de Jovens e Adultos. Ficaram claros os pontos positivos e negativos da inserção precoce em trabalho infantil, relatados por esses adultos com histórico de trabalho, assim como se percebe que a efetivação das políticas educacionais direcionadas à população em situação de risco ainda está longe de acontecer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Madia Mantovani, UNESP

Programa de Pós-Graduação em Educação na UNESP - Presidente Prudente. Atuou nas seguintes áreas: gênero, sexualidade e educação; trabalho infantil, crianças e adolescentes em situação de risco.

Publicado

2018-05-23

Como Citar

Mantovani, A. M., & Coimbra, R. M. (2018). A ESCOLA E OS ALUNOS TRABALHADORES: CONSIDERAÇÕES NECESSÁRIAS. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 15(1), 01-08. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/2319