A EDUCAÇÃO INTEGRAL A PARTIR DO OLHAR DE PROFESSORAS DE UMA ESCOLA PÚBLICA

Autores

  • Angela Ariane de Oliveira Santos
  • Renata Portela Rinaldi UNESP-FCT

Palavras-chave:

Educação Integral, Concepções de Professoras, Escola Pública

Resumo

O artigo apresenta resultados de uma pesquisa de iniciação cientifica, concluída em 2017, que proporcionou reflexão acerca do tempo e do espaço da escola pública de tempo integral. Nesta produção, tivemos como objetivo analisar as concepções de três professoras em exercício em uma escola pública que implantou a educação integral desde 2010, bem como desafios apresentados por elas, a partir das proposições legais de ampliação do tempo diário na escola. Trabalhou-se com pesquisa bibliográfica e com o trabalho de campo, sendo utilizado para coleta de dados desse último o questionário e entrevista; os resultados foram analisados a partir de uma perspectiva descritivo-analítica. Os resultados revelaram que as pesquisas recentes são escassas sobre o tema e desenvolvidas com foco no ensino fundamental. Quanto as concepções das professoras, estão atreladas a ampliação da jornada de permanência da criança na escola, sem articulação curricular, possibilita aplicar atividades complementando/reforçando o aprendido no turno regular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-03-06

Como Citar

Ariane de Oliveira Santos, A., & Rinaldi, R. P. (2018). A EDUCAÇÃO INTEGRAL A PARTIR DO OLHAR DE PROFESSORAS DE UMA ESCOLA PÚBLICA. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 14(3), 11-18. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ch/article/view/2174