PÓS-TRATAMENTO DE LIXIVIADO ESTABILIZADO POR CICLO COMPLETO, ADSORÇÃO E OXIDAÇÃO QUÍMICA

Autores

  • Marcella Yuri Almeida Sawaguchi Centro Universitário Filadélfia

Palavras-chave:

chorume, coagulação-floculação-sedimentação, Fenton, cloreto férrico, carvao ativado, zeólita

Resumo

O lixiviado possui elevadas concentrações de matéria orgânica, compostos húmicos, nitrogenados, metais pesados e sais inorgânicos, requerendo um tratamento adequado para sua destinação final para que não cause danos ao meio ambiente. Estudos demonstram que o efluente tratado biologicamente necessita de associação de técnicas físico-químicas de tratamento. Esse trabalho teve por objetivo avaliar a aplicação de técnicas complementares ao tratamento biológico, coagulação-floculação-sedimentação (CFS) com cloreto férrico, oxidação por reação de Fenton (RF), seguidos de adsorção. Os pós-tratamentos CFS e RF empregados isoladamente apresentaram eficiência de remoção de matéria orgânica correlacionada à cor verdadeira de 100,0% e 87,9%, e 53,6% e 67% de DQO, enquadrando às exigências do CONAMA 357/05 e 430/11 de descarte em corpos hídricos. A adsorção após a reação de Fenton obteve remoção de 84,5% de matéria orgânica correlacionada à cor verdadeira 67,0% de DQO. Já a adsorção após a CFS reduziu 76,9% da DQO. A CFS apresentou maior eficiência de remoção de matéria orgânica correlacionada à cor verdadeira, enquanto o tratamento com Fenton obteve maior eficiência de remoção dos parâmetros de NKT, N-amoniacal e DQO. O lixiviado tratado biologicamente não apresentou toxicidade, no entanto, após os pós-tratamentos testadosidentificou-se toxicidade, porém, dentro doslimites estabelecidos pela CEMA 81/10.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

APHA, et al. (2019). Standard methods for the examination of water and wastewater. American Public Helth Association (APHA), American Water Works Association (AWWA) e Water Environment Federation (WEF)/ 21ª edição.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. Ecotoxicologia aquática - Toxicidade aguda - Método de ensaio com Artemia sp (Crustacea, Brachiopoda). NBR 16530. Rio de Janeiro, RJ, 2016e. 16 p.

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional de Meio Ambiente. Resolução n° 357, 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Brasília, 2005.

CASTILHOS JUNIOR, A.; DALSASSO, R.; ROHERS, F. Pré-tratamento de lixiviados de aterros sanitários por filtração direta ascendente e coluna de carvão ativado. Engenharia Sanitária e Ambiental, Rio de Janeiro, v. 15, n. 4, p. 385-392, 2010.

COSTA, A.; ALFAIA, R.; CAMPOS, J. Landfill leachate treatment in Brazil–An overview. Journal of Environmental Management, v. 232, p. 110-116, 2019.

DA COSTA, F.; CAMPOS, J.; FONSECA, F.; BILA, D. Tratamento de lixiviados de aterros de resíduos sólidos utilizando Processos Fenton e Foto-Fenton Solar. Ambiente & Água-An Interdisciplinary Journal of Applied Science, v. 10, n. 1, p. 107-116, 2015.

DA SILVA, C; LANGE, M.; FERREIRA, C.; AMARAL, M.; ARTHUZO, P. Avaliação da composição orgânica de percolado submetido aos processos Fenton e Foto-Fenton. In: XXX Congresso Interamericano de Ingenieria Sanitária y Ambiental, Punta del Este – Uruguay, 2006.

DENG, Y. Physical and oxidative removal of organics during Fenton treatment of mature municipal landfill leachate. Journal of Hazardous Materials, v. 146, p. 334-340, 2007.

FELICI, E.; KURODA, E.; YAMASHITA, F.; SILVA, S. Remoção de carga orgânica recalcitrante de lixiviado de resíduos sólidos urbanos pré-tratado biologicamente por coagulação química-floculação-sedimentação. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 18, n. 2, p. 177-184, 2013.

FUKUMOTO, A.; KURODA, E. Seleção de carvões ativados para adsorção de microcistinas. Engenharia Saniária e. Ambiental, Rio de Janeiro, v. 24, n. 2, p. 295-304, abr. 2019 .

GUNES, E. Seasonal characterization of landfill leachate and effect of seasonal variations on treatment processes of coagulation/flocculation and adsorption. Polish Journal of Environmental Studies, v. 23, n. 4, 2014.

HUOSHENG, L.; SHAOQI, Z.; YANBO, S.; JIANG, L. Application of response surfasse methodology to the advanced treatment of biologically stabilized landfill leachate using Fenton’s reagent. Waste Management, v. 30, p. 2122-2129, 2010.

KANG, Y. W.; HWANG, K. Effects of reaction conditions on the oxidation efficiency in the Fenton process. Water Research, v. 34, p. 2786-2790, 2000.

KAWAHIGASHI, F.; KOGA, D.; KURODA, E. Ensaio de ecotoxicidade utilizando Pseudokirchneriella subcapitata, Ceriodaphnia dubia, Daphnia magna e Artemia salina para caracterização de lixiviado proveniente de aterro sanitário. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2013, vol. 9, no 11.

KAWAHIGASHI, F.; MENDES, M.; ASSUNÇÃO JUNIOR, V.; GOMES, V.; FERNANDES, F.; HIROOKA, E.; KURODA, E. Pós-tratamento de lixiviado de aterro sanitário com carvão ativado. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 19, n. 3, p. 235-244, 2014.

KURNIAWAN, T.; LO, W. Removal of refractory compounds from stabilized landfill leachate using an integrated H2O2 oxidation and granular activated carbon (GAC) adsorption treatment. Water research, v. 43, n. 16, p. 4079-4091, 2009.

LANGE, L. C.; ALVES, J. F.; AMARAL, M. C. S.; MELO JÚNIOR, W. R. Tratamentode lixiviado de aterro sanitário por processo oxidativo avançado empregando reagente de Fenton. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 11, p. 175-183, 2006.

MALER, C. L.; SIMIONATI, L.; SANTOS, T.; FERNANDES, F. Sequência de tratamentos para lixiviado de aterro sanitário utilizando os processos físico-químico convencional e Fenton como pós-tratamento. Revista DAE, v. 63, p. 47-57, 2015.

MELLO, V.; ABREU, J.; FERREIRA, J.; JUCÁ, J. SOBRINHO, M. Variáveis no processo de coagulação/floculação/decantação de lixiviados de aterros sanitários urbanos. Revista Ambiente e Água, v. 7, n. 2, 2012.

MENDES, M.; KAWAHIGASHI, F.; KURODA, E. Adsorção de matéria orgânica em carvão ativado granular no pós tratamento de lixiviado de aterro. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 9, n. 11, 2013.

MORAVIA, W.; LANGE, L.; AMARAL, M. Avaliação da microfiltração para remoção do lodo gerado no processo oxidativo avançado empregando o reagente de Fenton no tratamento de lixiviado de aterro sanitário. Engenharia Sanitária Ambiental, v. 16, n. 4, p. 379-386, 2011.

NASCENTES, A.; NASCIMENTO, M.; BRASIL, F.; CAMPOS, J.; FERREIRA, J. Tratamento combinado de lixiviado de aterro sanitário e esgoto doméstico-Aspectos operacionais e microbiológicos. Revista Eletrônica TECCEN, v. 8, n. 1, p. 05-12, 2015.

NOGUEIRA, R.; TROVÓ, A.; SILVA, M.; VILLA, R. et al. Fundamentos e aplicações ambientais dos processos Fenton e foto-Fenton. Química nova, v. 30, n. 2, p. 400-408, 2007.

PARANÁ, Conselho Nacinal do Meio Ambiente. Resolução 081/2010 – CEMA. Dispõe sobre critérios e padrões de ecotoxicidade para o controle de efluentes líquidos lançados em águas superficiais no Paraná. Curitiba, 2010.

PETROBRÁS. N-2588. Determinação da Toxicidade Aguda de Agentes Tóxicos em Relação à Artemia sp. 1996. 12 p.
PEYRAVI, M.; JAHANSHAHI, M.; ALIMORADI, M.; GANJIAN, E. Old landfill leachate treatment through multistage process: membrane adsorption bioreactor and nanofiltration. Bioprocess and biosystems engineering, v. 39, n. 12, p. 1803-1816, 2016.
POZZETTI, J.; ASSUNÇÃO JUNIOR, V.; BATISTA, A.; KURODA, E. Seleção de carvão ativado pulverizado para pós-tratamento de lixiviado de aterros sanitário. Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 9, n. 11, 2013.

QUEIROZ, L.; AMARAL, M.; MORITA, D.; YABRODI, S.; SOBRINHO, P. Aplicação de processos físico-químicos como alternativa de pré e pós-tratamento de lixiviados de aterros sanitários. Engenharia Sanitária Ambiental, Rio de Janeiro, v. 16, n. 4, p. 403-410, 2011.

RODRIGUES, C.; LOPES, D. Aplicação do reagente de fenton em lixiviado de aterro sanitário tratado biológicamente, visando a remoção de matéria orgânica recalcitrante. In: IV Fórum Internacional de Resíduos Sólidos-Anais. Porto Alegre. 22-24 de julho, 2013. p. 10.

SERAFIM, A.; GUSSAKOV, K; SILVA, F.; CONEGLIAN, C.; BRITO, N.; DRAGON, G. Chorume, impactos ambientais e possibilidades de tratamento. In: III Fórum de Estudos Contábeis. Rio Claro: Centro Superior de Educação Tecnológica; 2003. p. 6-7.

SILVA, C.; LANGE, L.; AMARAL, M.; ARTHUZO, P. Aplicação dos processos Fenton e foto-Fenton no tratamento de percolados de aterros sanitários. XVI Congresso Brasileiro de Engenharia Química (COBEQ). 2006. p. 1-2.

SNIS –Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento. Diagnóstico do Manejo de Resíduos Sólidos Urbanos, 2017.

TARTARI, L. Avaliação do processo de tratamento do chorume do aterro sanitário de novo Hamburgo. Revista eletrônica Liberato, v; 6, n. 5, 2005.

VASCONCELOS, D.; SILVA, L.; GUERRA, I.; CAMPOS, J. Estudo da tratabilidade de lixiviado gerado em um aterro controlado. Ambiente & Água-An Interdisciplinary Journal of Applied Science, v. 12, n. 3, p. 457-467, 2017.

YANYU, W.; FANGHUI, Q.; SHAOQUI, Z.; HUAPING, P.; YANGLAN, L.; YIMING, L. Removal of humic substances from landfill leachate by Fenton oxidation and coagulation. Process safety and environmental protection, v. 88, p. 276-284, 2010.

Downloads

Publicado

2021-02-08

Como Citar

Yuri Almeida Sawaguchi, M. (2021). PÓS-TRATAMENTO DE LIXIVIADO ESTABILIZADO POR CICLO COMPLETO, ADSORÇÃO E OXIDAÇÃO QUÍMICA. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 12(3), 85–102. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ce/article/view/3532