CARACTERIZAÇÃO DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO E PROPOSTAS DE TRATAMENTO

  • Ana Paula Jambers Scandelai UNOESTE
  • Danielly Cruz Campos Martins UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ - UEM
  • Camila Dias Pinaffi Universidade do Oeste Paulista – Unoeste
  • Célia Regina Granhen Tavares UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ - UEM

Resumo

O lixiviado de aterro sanitário é constituído de diversas substâncias de difícil degradação. Este estudo objetivou avaliar o comportamento sazonal do lixiviado do aterro sanitário de Maringá-PR. O mesmo foi coletado em quatro estações do ano e caracterizado pelos parâmetros de pH, CE, cor, turbidez, DQO, DBO, COT, N-NH3, N-NO2-, N-NO3-, ST, STD e SST. O lixiviado variou significativamente ao longo do ano, apresentando os parâmetros mais concentrados no verão, provavelmente devido à estação anterior, a qual apresentou maior temperatura e menor pluviosidade. A variabilidade e complexidade do efluente evidenciaram a sua necessidade de tratamento antes do seu lançamento. Diversas técnicas de tratamento foram propostas, considerando a inexistência de um processo universal para degradação de lixiviados; no entanto, a escolha da melhor combinação depende de diversos fatores inerentes ao lixiviado, clima, financeiros e legais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Jambers Scandelai, UNOESTE

Gestão e Engenharia Ambiental

Publicado
2019-02-28
Como Citar
Jambers Scandelai, A., Cruz Campos Martins, D., Dias Pinaffi, C., & Regina Granhen Tavares, C. (2019). CARACTERIZAÇÃO DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO E PROPOSTAS DE TRATAMENTO. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 10(4), 36-43. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ce/article/view/2758