PROPRIEDADES MECÂNICAS E MORFOLÓGICAS DO CONCRETO COM SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DE AGREGADO MIÚDO POR RESÍDUO DE CERÂMICA VERMELHA

  • Lucas Neves Botosso Universidade do Oeste paulista
  • Juliana Aparecida Costa
  • Lara Montelato Mazda
  • Fábio Friol Guedes de Paiva
  • Filipe Bittencourt Figueiredo
Palavras-chave: cerâmica vermelha, concreto alternativo, reaproveitamento

Resumo

Os resíduos da construção civil (RCC) representam até 2/3 dos resíduos sólidos gerados, acarretando em alto custo de gerenciamento para a administração pública e poucas áreas de deposição. Dentre os RCC, grande parcela é composta da cerâmica vermelha de telhas e tijolos, que podem ser reutilizadas. Esta pesquisa tem como objetivo o reaproveitamento de cerâmica vermelha para a produção de concreto alternativo, com a substituição parcial da areia em concentrações de 10/90, 20/80 e 30/70 de resíduo/areia em peso. A caracterização do concreto foi realizada a partir do estado fresco, para a consistência (Slump Test), e no estado endurecido (7, 14 e 28 dias), para os ensaios de compressão. Os corpos de prova com 30% de resíduo apresentaram aumento nas propriedades mecânicas de compressão e tração por compressão diametral, com aumento de 44% e 28%, respectivamente, em relação ao concreto sem resíduo (traço piloto). Os ensaios morfológicos de Microscopia Óptica (MO) e Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) demonstraram que a cerâmica vermelha obteve boa dispersão e adesão nos componentes do concreto, além de que a composição argilosa do resíduo contribuiu com o preenchimento dos vazios. Conforme os resultados obtidos, a substituição parcial da areia por cerâmica vermelha apresentou propriedades satisfatórias, podendo ser aplicado para a produção de concreto alternativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Argamassa e concreto endurecidos - Determinação da absorção de água por imersão – Índice de vazios e massa específica: NBR 9778. Rio de Janeiro: ABNT, 2009.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Concreto - Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone: NBR NM 67. Rio de Janeiro: ABNT, 1998.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Concreto - Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos: NBR 5739. Rio de Janeiro: ABNT, 2007.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Concreto – Procedimento para moldagem e cura de corpos de prova: NBR 5738. Rio de Janeiro: ABNT, 2015.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Solo – Análise granulométrica: NBR 7181. Rio de Janeiro: ABNT, 1988.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉNICAS. Argamassa e concreto – Determinação da resistência à tração por compressão diametral de corpos-de-prova cilíndricos: NBR 7222. Rio de Janeiro: ABNT, 2007.

CABRAL, A. E. B. Modelagem de propriedades mecânicas e de durabilidade de concretos produzidos com agregados reciclados, considerando-se a variabilidade da composição do RCD. 2007. Tese (Doutorado em Ciências da Engenharia Ambiental) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007. doi:10.11606/T.18.2007.tde-21102007-164548. Acesso em: 2019-05-15. https://doi.org/10.11606/T.18.2007.tde-21102007-164548

CABRAL, A. E. B. Modelagem de propriedades mecânicas e de durabilidade de concretos produzidos com agregados reciclados, considerando-se a variabilidade da composição do RCD. 2007. Tese (Doutorado em Ciências da Engenharia Ambiental) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007. doi:10.11606/T.18.2007.tde-21102007-164548. https://doi.org/10.11606/T.18.2007.tde-21102007-164548

CABRAL, A. E. B. et al. Performance of red ceramic recycled aggregate concrete. Cerâmica, v. 55, n. 336, p. 448-460, 2009. https://doi.org/10.1590/S0366-69132009000400016

FERNANDEZ, J. A. B. Diagnóstico dos resíduos sólidos da construção civil. Brasília: IPEA, 2012.

HUDA, S. B.; ALAM, M. S. Mechanical behavior of three generations of 100% repeated recycled coarse aggregate concrete. Construction and building materials, v. 65, p. 574-582, 2014. https://doi.org/10.1016/j.conbuildmat.2014.05.010

PEDRO, D.; DE BRITO, J.; EVANGELISTA, L. Influence of the use of recycled concrete aggregates from different sources on structural concrete. Construction and Building Materials, v. 71, p. 141-151, 2014. https://doi.org/10.1016/j.conbuildmat.2014.08.030

PINTO, T. P.; GONZÁLES, J. L. R. Manejo e gestão de resíduos da construção civil. (Manual de orientação: como implantar um sistema de manejo e gestão nos municípios, v. 1) Brasília: CEF, 2005. v, p. 196,

REIS, F. A. G. V. Diagnóstico ambiental em minerações de areia e argila no Rio Jaguari Mirim, município de São João da Boa Vista (SP). Engenharia Ambiental: Pesquisa e Tecnologia, v. 2, n. 1, 2005.

SILVA, G. R. Manual de Traços de Concreto. 3. ed. São Paulo: Nobel, 1975.

Publicado
2019-05-16
Como Citar
Botosso, L. N., Costa, J. A., Mazda, L. M., de Paiva, F. F. G., & Figueiredo, F. B. (2019). PROPRIEDADES MECÂNICAS E MORFOLÓGICAS DO CONCRETO COM SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DE AGREGADO MIÚDO POR RESÍDUO DE CERÂMICA VERMELHA. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 11(1), 79-88. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ce/article/view/2562