ANÁLISE DA QUALIDADE DA ÁGUA NO RIBEIRÃO MONTALVÃO, MUNICÍPIO DE ALFREDO MARCONDES/SP

  • Raul Selverio Fuso Universidade Estadual Paulista – UNESP
Palavras-chave: Efluente Tratado, Ribeirão Montalvão, Monitoramento Limnológico, Oxigênio Dissolvido, Resolução CONAMA nº357/05.

Resumo

O lançamento de efluente tratado em um corpo hídrico pode interferir na sua dinâmica, como, por exemplo, modificar as características físico-químicas da água. Logo, o presente trabalho propôs a realização de um monitoramento de variáveis limnológicas, em um trecho do Ribeirão Montalvão, a montante e jusante do lançamento de efluente tratado, e verificar quais estão de acordo ou não com a Resolução CONAMA nº357/05. As variáveis oxigênio dissolvido (OD), potencial hidrogeniônico (pH), condutividade elétrica (CE), temperatura (T) e turbidez (Turb) foram obtidas por meio de equipamentos digitais portáteis das marcas Instrutherm e Hanna. Estes resultados indicaram variações ao longo do perfil longitudinal das variáveis analisadas. Pôde-se verificar que, de acordo com os valores de referência da resolução para corpos d’água doce pertencentes a classe 2, somente o oxigênio dissolvido encontra-se fora dos padrões. Entretanto, foram observados valores elevados para outras variáveis, que podem ser referentes ao despejo de efluente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-03-10
Como Citar
Selverio Fuso, R. (2016). ANÁLISE DA QUALIDADE DA ÁGUA NO RIBEIRÃO MONTALVÃO, MUNICÍPIO DE ALFREDO MARCONDES/SP. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 7(3), 12-19. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ce/article/view/1439
Seção
Artigos Originais