A CONTAMINAÇÃO EM SOLOS PROVOCADA PELA DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNICÍPIO DE PIRAPOZINHO (SP)

  • Geraldo Augusto Maximiano Ferdin
  • Lucas Prado Osco
  • Isabela Marega Rigolin
Palavras-chave: Resíduos Sólidos, Meio Ambiente, Degradação, Poluição De Solo.

Resumo

Com o crescimento da população mundial e seu enorme consumismo, ocorreu também o aumento demasiado da geração de resíduos. O maior problema nisso é o seu destino e disposição final que atualmente, conforme a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010), deveriam ser os aterros sanitários. Ainda assim, municípios utilizam lixões, locais constituídos de forma inadequada, desprovidos de planejamento e adequação as normas técnicas. Para tanto, o objetivo do presente trabalho é expor a situação do lixão municipal de Pirapozinho – SP e apontar seus efeitos e possíveis contaminações no solo do entorno. Como metodologia adotada optou-se por dividir as seguintes etapas: mapeamento da área, trabalho de campo e coleta e analises das amostras de solos em laboratório. Com as análises foi possível alcançar resultados que comprovam a contaminação direta da área ao redor do lixão. Assim, concluímos que o lixão tem alta influência na degradação da área ao seu entorno, apresentando indícios de contaminação em até aproximadamente 75 metros do perímetro do lixão.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-03-09
Como Citar
Maximiano Ferdin, G. A., Osco, L. P., & Marega Rigolin, I. (2016). A CONTAMINAÇÃO EM SOLOS PROVOCADA PELA DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNICÍPIO DE PIRAPOZINHO (SP). Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 7(3), 01-11. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ce/article/view/1438
Seção
Artigos Originais

Outros artigos do(s) mesmo(s) autor(es)