OSTEOPATIA HIPERTRÓFICA ASSOCIADA À METÁSTASE INTRATORÁCICA DE CARCINOMA MÁMARIO: RELATO DE CASO

  • Camila Angela Bernardi UNOESTE
  • Osimar Carvalho Sanches UNOESTE
  • Denis Robison Gomes UNOESTE
  • Leticia Yamasaki UNOESTE
Palavras-chave: osteopatia hipertrófica, neoplasia, videotoracoscopia

Resumo

A osteoartropatia hipertrófica é um distúrbio de osteoprodução generalizada do periósteo que acomete os ossos longos das extremidades, sendo geralmente secundária a alguma patologia intratorácica, como doença cardiopulmonar ou neoplasia. A osteoartropatia hipertrófica pulmonar é uma doença incomum e que tem sido descrita em várias espécies, com maior frequência em humanos e cães. Os cães apresentam como sinais clínicos, claudicação, andar relutante, febre, letargia e anorexia. Tumefações dolorosas, de grau leve a moderado, principalmente nas metáfises distais do rádio e da ulna. O exame radiográfico é o método auxiliar mais importante para o estabelecimento do diagnóstico de osteopatia hipertrófica. O presente trabalho tem como objetivo relatar um caso de desenvolvimento de osteopatia hipertrófica a partir de metástase pulmonar de carcinoma mamário. Além da singularidade do caso descrito, a toracoscopia mostrou ser um exame de imagem eficaz para auxiliar a traçar estratégias diagnosticas e cirúrgicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-04-23
Como Citar
Bernardi, C. A., Sanches, O. C., Gomes, D. R., & Yamasaki, L. (2014). OSTEOPATIA HIPERTRÓFICA ASSOCIADA À METÁSTASE INTRATORÁCICA DE CARCINOMA MÁMARIO: RELATO DE CASO. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 9(2), 90-102. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/871