Uso de LH como indutor de ovulação em protocolo de IATF para Novilhas da raça Nelore

  • Edson Massao Taira
  • Fernando Iarocci Pinto
  • Lorenzo Di Raimo Tecnopec
  • Waldomiro Dias de Camargo Neto UNOESTE
  • Rogério Giuffrida UNOESTE
  • Caliê Castilho UNOESTE
Palavras-chave: puberdade, zebu, sincronização,

Resumo

Na produção de bovinos de corte, a eficiência da fase de cria é um dos fatores determinantes da viabilidade bioeconômica do sistema de produção. Apesar das raças zebuínas serem menos precoces que as raças européias, um manejo nutricional adequado associado à terapia hormonal podem reduzir a idade à puberdade desses animais para 18 a 20 meses. Nos últimos anos, novas tecnologias aplicadas à reprodução animal vêm contribuindo de maneira importante para o melhoramento genético e economicamente. No experimento foram utilizadas 118 novilhas da raça Nelore com 20 a 28 meses de idade, pesando em média 362 kg, apresentando escore de condição corporal 3,0 (1-5). Inicialmente os animais foram aleatoriamente divididos em dois grupos experimentos: G-C (Controle, n=58) e G-LH (n=60) em estádio aleatório do ciclo estral. No D0 pela manhã todos os animais receberam implante vaginal de progestágeno, com aplicação IM de 2mg de BE. Em ambos os grupos, no D9 pela manhã foram retirados os implantes, concomitante à aplicação de 112,5 g de prostaglandina e 10 mg de FSHp apenas os animais do G-LH receberam 0,5 mg de benzoato de estradiol. No D10 pela manhã apenas o G-C recebeu 1,0 mg de BE. No D11 pela manhã apenas o G-LH recebeu 3,125 mg de LH e no período da tarde, ambos os grupos foram inseminados em tempo fixo. A taxa de prenhez do G-C e do G-LH foram, respectivamente, de 38% e 43%, não houve diferença estatística, apesar dos 5% a mais na taxa de prenhez do grupo G-LH. Portanto o objetivo do presente trabalho foi testar o uso do LH (hormônio luteinizante) como indutor de ovulação em protocolo de IATF em novilhas da raça Nelore.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Iarocci Pinto
Médico Veterinário Especialista
Lorenzo Di Raimo, Tecnopec
Médico Veterinário Especialista
Waldomiro Dias de Camargo Neto, UNOESTE
Discente da Medicina Veterinária UNOESTE
Rogério Giuffrida, UNOESTE
Docente da Medicina Veterinária e Mestrado em Ciência Animal
Caliê Castilho, UNOESTE
Docente da Medicina Veterinária e Mestrado em Ciência Animal
Publicado
2011-09-20
Como Citar
Taira, E. M., Pinto, F. I., Di Raimo, L., de Camargo Neto, W. D., Giuffrida, R., & Castilho, C. (2011). Uso de LH como indutor de ovulação em protocolo de IATF para Novilhas da raça Nelore. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 6(1), 43-49. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/495

Outros artigos do(s) mesmo(s) autor(es)